10 dicas zen-budistas para um relacionamento amoroso saudável

Os budistas têm muito a ensinar quando o assunto é amor

Relacionamentos nem sempre são fáceis, e muitas vezes tentamos encontrar soluções para os problemas do casal olhando para fora. Na realidade, se você olhar para dentro de si, pode encontrar as respostas que procura. O professor e monge zen-budista Thich Nhat Hanh defende que a prática do mindfulness, meditação que foca na atenção plena em si e no momento presente pode ajudar cada indivíduo em seus relacionamentos. 

Seus ensinamentos estão reunidos no livro “A Arte de Amar” (Editora Agir), com pequenas notas sobre o amor e práticas para nutrí-lo. Lá, escolhemos 10 dicas importantes para um relacionamento saudável – com você e com os outros:

1) Olhe para você mesma com amor

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


Preste atenção ao seu padrão de pensamento e comportamento com você mesma: será que eu não estou sendo muito dura comigo? Será que eu estou exagerando em ter ciúmes disso? Por mais difícil que seja, ter consciência dessa autossabotagem nos ajuda a ir atrás das causas, refletir sobre elas e iniciar o processo de cura. Afinal, é amando a nós mesmas que seremos realmente capazes de amar outra pessoa de forma saudável.

2) Liberte-se dos complexos

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


Seja de inferioridade, de baixa autoestima e até de superioridade… a verdade é que esses complexos não são saudáveis para você ou para o seu relacionamento, pois eles não permitem que exista igualdade entre o casal. Assim como você tem pontos positivos, o outro também tem. Lembre-se disso quando sentir que vai começar a fazer comparações.

3) Você não é uma panela

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


“Toda panela tem a sua tampa”, “metade da laranja” e aquela coisa toda de ~par perfeito~ faz você perder o foco em uma parte importante do relacionamento: você mesma. Às vezes ficamos tão focados no amor e atenção que o outros nos dá que começamos a pensar que não podemos mais viver sem a pessoa. Quem tem que preencher os vazios que você sente é só você

4) Comunicação amorosa

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


Nem sempre entendemos pelo que o outro está passando. Assim como a outra pessoa também não vai entender nada se você não conversar, apenas discutir. Antes de começar a brigar, pergunte pelo que o outro está passando ou fale sobre o que você realmente está sentindo.

5) Escute com paciência

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


As vezes, tudo o que a outra pessoa precisa é o seu silêncio e atenção enquanto ela fala. Nem sempre é fácil, pois acabamos nos distraindo ou tendemos a corrigir o outro quando achamos que ele está errado. Mas tente ouvir o outro com amor, pelo tempo que for necessário. 

6) Respire

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


Para uma DR evoluir para uma briga não é preciso muito e quando vocês se dão conta, já estão gritando um com o outro. Quando sentir que este momento está prestes a acontecer, apenas pare e respire. Tomar consciência da própria respiração ajuda no desenvolvimento da habilidade de parar antes de fazer ou dizer algo que pode se arrepender.

7) Alegria, alegria!

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


Todo mundo sabe que quando alguém do casal passa o tempo inteiro chorando e/ou irritado, é porque as coisas não vão bem. Mas por que não oferecer coisas que deixem o outro alegre para evitar essa situação? Se cada um fizer sua parte, através das pequenas coisas, a alegria vai nutrir o amor e o relacionamento será saudável.

8) O poder do perdão

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


É claro que ninguém fica feliz quando erra e, muito menos, quando o outro erra. Mas somos todos humanos e estamos suscetíveis ao erro. Por isso, perdoe e não perca a oportunidade de aprender quando isso acontecer, ok?

9) Diga “não”

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


Quando a gente ama devemos aceitar e dizer sim para tudo o que o ser amado fala/pede, certo?
ERRADO.
Conheça seus limites e o que te faz bem, para evitar viver situações que você não quer viver e, de quebra, uma discussão. Aprenda a dizer não!

10) Meditação do abraço

Reprodução / Giphy

Reprodução / Giphy


“Abraçar com consciência plena e concentração pode nos proporcionar reconciliação, cura, entendimento e muita felicidade”, explica o monge em seu livro. Abra os braços e o coração para quem você ama, pratique essa meditação diariamente – e muitas vezes ao dia! – e aproveite os benefícios!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s