Achei meu gato na comunidade de gordinhas

Apesar de ser magro, meu amor se cadastrou. Aí rolou uma paquera virtual e, um ano depois, casamento!

Nos beijamos logo no nosso primeiro 
encontro, na despedida. O namoro 
começou na mesma hora
Foto: arquivo pessoal

Ser gordinha é dureza. Rola preconceito brabo mesmo. Já sofri discriminação em entrevistas de emprego, tenho problemas para comprar roupas e dificuldade para me relacionar, principalmente com os homens. Poucos topam namorar uma mulher com mais de 100 kg, como eu. Mas eles existem, sim, e espero que minha história de amor anime quem está acima do peso.

Nunca mentia na internet

Aos 25 anos, eu era estagiária em uma boa empresa, vivia bem com meus pais e tinha um namorado havia dois anos e sete meses. Estava tudo certo até eu descobrir que ele tinha me traído. Perdi o chão… E acabei o namoro, claro! Para fugir daquele pesadelo, me conectei ao mundo virtual. Eu virava madrugadas em salas de bate-papo e distraía a cabeça no Orkut.

Ao contrário de muitas mulheres, eu não mentia na net: me assumia gordinha e frequentava salas de bate-papo para gordinhos. Conheci pessoas que viviam a mesma realidade e que me aceitavam. Também aprendi a ignorar os preconceituosos. Eles não merecem minha atenção. Eu só conversava com quem me fazia bem. Esse é o lado bom da internet, a gente fica livre para escolher com quem quer conviver.

Fazia um ano e meio que eu não saía com alguém

Numa dessas noites on-line, me deparei com a resposta do Daniel, um rapaz magro que participava da comunidade Gordinhas do Rio de Janeiro, no Orkut. Ele dizia ”Tô aqui!” para a pergunta ”Onde estão os homens desta cidade?”. Não fui eu que perguntei e não foi pra mim que ele respondeu. Mas fiquei com vontade de conhecer aquele garoto. Tomei a iniciativa e o adicionei como amigo. Em seguida, ele me convidou para o MSN e, já no outro dia, batemos papo durante todo o sábado.

Adorei a conversa, tinha tudo a ver comigo. Era um cara do bem, responsável e sem preconceitos. Ufa! Combinamos de nos encontrar numa quinta, na área de lazer de um supermercado.

Ai, que frio na barriga! Era o meu primeiro encontro com alguém da internet. Aliás, era o meu primeiro encontro depois de um ano e meio sozinha. Mas deu tudo certo: foram cinco horas de papo solto! E ele nem se importou com o meu peso. Que maravilha.

Nosso primeiro beijo rolou na despedida, e começamos a namorar no mesmo dia. O triste foi descobrir, dias depois, que o danado já tinha namorada. E o pior, uma magrela! Descobri pelo próprio Orkut. Achei que meu sonho acabaria ali, mas ele prometeu terminar com ela. Dito e feito: ele cumpriu a promessa e ficou só comigo.

Casei com 130 kg e cheguei aos 168 kg

Namoro, noivado e casamento em tempo recorde: um ano e três meses. Me casei linda, com um vestido bordado pela minha avó. Os meus 130 kg, na época, não me incomodaram em nada! Dancei a noite toda, de salto alto, realizada.

Acredito que a nossa história é coisa do destino. Tem o dedo de Deus. Porque o Daniel é um maridão carinhoso, atencioso e até ciumento: basta eu conversar com algum amigo que, pronto, ele fecha o tempo. Eu digo que não precisa disso, que ele é o meu marido, o homem que eu amo. Sem contar que ele me apoia em tudo! Três anos atrás, por exemplo, decidi fazer a cirurgia de redução do estômago. Era questão de saúde. Eu estava com 168 kg e sentia muitas dores nas pernas e nos joelhos. Ele não saiu do meu lado, fez plantão e cuidou de mim. Emagreci 60 kg mas continuo gordinha. E não pretendo ficar magrela. Gosto de mim assim, me sinto bonita e amada. E quer saber de mais uma coisa? O Daniel diz que estou cada dia mais maravilhosa. Isso é que é amor.

Minhas dicas para as gordinhas:

. Não tenha dó de você.

. Não se esconda nem fuja do mundo. Aprenda a gostar da sua imagem.

. Faça bom uso da internet: eu me sentia bem em comunidades e bate-papos para gordinhos. E assuma sempre quem você é.

. Seja vaidosa: eu compro roupas em lojas especializadas e encontro tudo! Também cuido do cabelo, uso maquiagem e valorizo o que eu mais gosto no meu corpo… Só é feia quem quer.

. Abra-se para o amor. Metade dos nossos problemas vai embora quando estamos felizes e apaixonadas.

. Aproveite a vida, não importa o seu peso! Só fica sentada na cadeira quem quer. Faça como eu, não ligue para falsos problemas: se você tem saúde e energia, aproveite-as para se divertir.

Encontre sua felicidade na internet

Orkut:
. Gordinha, e daí? Pior é a feia
. As gordinhas são as melhores
. Gordinhas com rosto de boneca
. Sou gordinha e muito gostosa
. Tô gordinha, mas sou gatinha
. Adoramos as gordinhas
. Gordinhas Sedutoras

Blogs:
. Gordinhas maravilhosas
. Gordinhas lindas
. As gordinhas mais lindas do Brasil

Sites de bate-papo 
http://batepapo.uol.com.br/
http://chat.terra.com.br/ 
. http://batepapo.ig.com.br/ 
. http://bpbol.uol.com.br/

Todos têm salas para você. Digite ”gordinha” na busca da palavra-chave.

Levante sua auto-estima

Filme: ”Garotas Formosas”.
A comédia conta a história de uma gordinha estilista que anda de mal com a vida. Numa viagem, ela conhece um homem incrível, mas duvida do amor dele.

Livro: ”Segredos da Gordinha Feliz – Se sou saudável, por que tanta gente quer que eu seja magra?”.
A autora Wendy Shanker nos convida a refletir sobre a preocupação com o peso. Verus Editora, R$ 32,90.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s