Você perdoaria uma traição?

A traição é considerada a maior destruidora de relacionamentos, mas quando perdoada pode ser um belo recomeço

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 13/09/2010 em

AnaMaria

um conteúdo de

Você perdoaria uma traição?
Carol Costa
Você perdoaria uma traição?

"Agostina não percebeu a traição porque, 
para ela, é Deus no céu e Berilo na Terra", 
diz Leandra Leal
Foto: Alan Teixeira

Desde que Passione começou, a gente se divide em três times: as que querem Berilo (Bruno Gagliasso) com Agostina (Leandra Leal), quem defende que ele fique com Jéssica (Gabriela Duarte), e aquelas que torcem para o italiano de bico doce ficar a ver navios.

Qualquer que seja o lado que você defenda, quando se fala em traição, cada uma tem sua opinião. Isso porque ela é a maior vilã dos relacionamentos: a traição corrói o coração de dor, enche a gente de insegurança e costuma nos afundar numa crise das brabas.

A boa notícia? Quem sobrevive a esse tombo cresce muito - e pode ver a relação ganhar com isso.

"O grande amor consegue vencer o ciúme do passado porque nos leva a compreender os sentimentos que a pessoa amada experimentou e entender que ela virou a página", diz o psicólogo Francesco Alberoni no livro Lições de Amor (ed. Rocco).

Ele explica que só se perdoa uma traição quando o infiel deixa claro que está arrependido. "Quem traiu precisa convencer o outro de que a traição nunca mais irá acontecer."

Como nunca ser traída

Liberte-se da dependência e evite o triângulo amoroso
Foto: João Miguel Junior / Divulgação Rede Globo

- Controle seu ciúme
Sentir-se desconfortável ao ver seu companheiro conversando com uma mulher é natural, ainda mais se a sirigaita for bonita. Mas nada justifica fiscalizar e-mails, conferir celular, fuçar bolsos... Além de ser desrespeitoso, se cheirar colarinho evitasse traição, não teria tanta mulher enganada por aí, não é?

- Liberte-se da dependência
Mal o namoro engatou, você parou de sair com as amigas e nunca mais foi vista sozinha. Com o tempo, abriu mão de seus gostos pessoais porque o amado detesta festa ou ficava triste quando você não estava por perto. Evite essa dependência: não faz bem para ninguém.

- Invista em projetos pessoais
O que você gostaria de fazer que não faz por causa dele? Dançar? Tomar um choppinho com os amigos? Fazer um curso de artesanato? Quando não investimos no que nos traz realização e felicidade, a vida vira um dia após o outro, todos igualmente dedicados ao trabalho e à família. Mas, e você? Invista no que lhe dá prazer.