Saiba a resposta de 8 perguntas indiscretas sobre sexo

Tire suas dúvidas e viva os momentos de prazer com mais intensidade

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 02/07/2012 em

Boa Forma

um conteúdo de

Saiba a resposta de 8 perguntas indiscretas sobre sexo
Carla Conte - Edição: MdeMulher

 

Foto: Getty Images

Por mais desinibida que você seja, pode ter uma dúvida que nunca teve coragem de esclarecer com seu ginecologista. Então, BOA FORMA perguntou por você. Quem responde é a sexóloga Laura Muller, de São Paulo, e as ginecologistas Rosa Maria Neme, diretora do Centro de Endometriose São Paulo, e Carolina Ambrogini, coordenadora do projeto Afrodite da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

1. Há contraindicação em usar sextoys?

Não. Pelo contrário, os brinquedos sexuais, como o vibrador, oferecem uma forma a mais de você ter prazer sozinha ou apimentar a relação a dois. É importante, no entanto, lavar com água e sabão neutro, antes e depois de usá-los, evitando o risco de contaminação.

2. O tamanho do pênis interfere na qualidade da transa?

Essa associação não tem fundamento científico. E se você ficar preocupada com isso, corre o risco de perder o melhor da relação a dois: as carícias e os estímulos do contato físico, que, aliás, podem provocar o orgasmo sem, necessariamente, ocorrer a penetração.

3. Que cuidados são importantes para o sexo anal?

Em primeiro lugar, você precisa estar disposta. Do contrário, pode ter dificuldade para relaxar os músculos do ânus sentindo muita dor com a penetração. Outro cuidado é o uso de preservativo associado a um lubrificante, pois sempre há muito atrito nessa região, o que aumenta o risco de fissuras e, com isso, o de doenças sexualmente transmissíveis. Caso você e seu parceiro queiram mudar para a penetração vaginal, ele deve trocar a camisinha para não infectar a região.

4. Existe ejaculação feminina?

Sim, mas acontece com poucas mulheres. Para elas, o orgasmo é bem mais intenso, provocando uma contração na musculatura capaz de fazer com que o líquido secretado na vagina seja expelido na forma de jato. É um líquido transparente e sem cheiro, mas não tem nada a ver com as substâncias lubrificantes, comuns na maioria das mulheres.

5. É normal a vagina ficar com cheiro diferente?

Suor, stress e acúmulo de secreção entre os pequenos e grandes lábios estimulam a proliferação de bactérias que alteram o odor da vagina. Isso pode ser evitado lavando a região, de duas a três vezes por dia, com água e sabonete íntimo com o poder de manter o pH natural equilibrado e menos propício para as bactérias ruins. Mas se o cheiro for muito forte e aumentar na relação sexual ou no período menstrual, procure seu ginecologista. Pode ser sinal de uma infecção.

6. Quando fico muito tempo sem transar, sinto dor com a penetração. Por quê?

A falta de estímulo, assim como a variação hormonal que ocorre em especial na menopausa, provoca a contração dos músculos da vagina. Isso faz com ela fique mais apertada e pouco lubrificada, intensificando o atrito na penetração. Mas nada que cremes e géis específicos não resolvam.

7. Posso reduzir os lábios vaginais com cirurgia plástica?

A cirurgia é indicada apenas para os lábios grandes demais, a ponto de atrapalhar ou deixar a mulher constrangida na hora da relação sexual. Mas saiba que, apesar de muitas delas se sentirem mais confiantes e felizes depois da redução, a cirurgia não tem a função de aumentar a intensidade nem o número de orgasmo.


8. Nem sempre gozo. Tenho algum problema?

Cerca de 30% das mulheres nunca gozaram. Portanto, não há motivo para pânico. Apenas controle a ansiedade e crie fantasias sexuais. E libere-se para a masturbação - vai ajudá-la a descobrir melhor seu corpo e como deve ser estimulado para o orgasmo.