Pular para o conteúdo principal

PUBLICADO EM

29/10/2014

ATUALIZADO EM

29/10/2014

Três é bom demais!

Há alguns dias, Donald convidou Anaïs para um ménage. Mesmo sem conhecer a terceira pessoa envolvida na orgia, ela aceita o convite e se rende a uma noite repleta de paixão e desejo em "Diários Não Expurgados"
Três é bom demais!
Edição: MdeMulher

Uma história que vai incentivar você a fazer sexo a três
Foto: Getty Images

Donald não desanimou. Telefonou dizendo que precisava me ver antes de voltar definitivamente para Hollywood. Naquela tarde eu não podia. Então, seria na noite de sexta, pelas onze horas. Estava ébria de música e de cansaço. No táxi, a caminho do hotel de Donald, planejei minha visita. Eu seria muito decidida, equilibrada, madura e misteriosa, mas firme quanto a não ir para a cama com ele. Eu diria: "Estou interessada em você, curiosa a seu respeito". Eu iria encantá-lo com a minha conversa.

Quando cheguei, fui acompanhada até o quarto dele. Donald telefonara dizendo que estava em uma festa e que eu me servisse de cigarros, bebidas e de um livro pornográfico chamado The Prodigal Virgin. Li o livro. Fiquei um pouco excitada com as descrições de orgias sexuais. O que mais me excitou foram meus próprios anseios e fantasias, minha curiosidade, meu desejo.Donald telefonou outra vez: "Se Arline vier, dê-lhe uma bebida e peça que espere". Então, ele havia convidado a mulher que gostaria de me apresentar. A que estava lá naquela noite em que eu fiquei no cinema. A ideia me agradou. Eu estava sozinha no quarto de Donald. Nada me impedia de ir embora. Mas em vez disso olhei ao redor. O lugar era francês. Detestei. A cama ficava em uma alcova. Peguei o livro de novo. Não senti nenhuma hesitação, mas eu estava um pouco tímida. E me perguntei se eu saberia o que fazer, e se será que eu faria direito. Eu sabia que gestos físicos seriam esperados de mim. Eu estava muito curiosa em relação à mulher.

Donald chegou e, logo em seguida, Arline, a mulher. Um rosto aberto, loiro, gestos preguiçosos, um corpo arredondado coberto por uma saia e blusa simples. Nós três nos sentamos no sofá, bebendo uísque. Donald me acariciou. Arline começou a admirar minhas mãos e logo começou a me beijar como um homem, oferecendo-me a língua. Eu comecei a acariciar os seios, a deslizar a mão por baixo do vestido.Enquanto isso, Donald havia se ajoelhado diante de nós e ficou olhando por baixo de nossas saias, com um dedo dentro dela e um dedo dentro de mim. Comecei a derramar o mel lentamente.

Nós três tiramos a roupa. Arline ficou de pé por um instante, como se prestes a pular, os seios exuberantes empinados, um corpo lindo, macio, arredondado. Donald me deitou na cama e começou a me chupar. Fazia mais amor comigo, talvez porque eu fosse a convidada de honra.Por um longo tempo nós três ficamos enlaçados, acariciando, chupando, mordendo, beijando, cheios de dedos e línguas.

Donald não penetrou nenhuma de nós. Mas ele se deixou chupar. Senti o gosto de uma vagina em meus lábios. Gostei quando Arline me ofereceu as nádegas. Adorei os seios, a boca, achei divertido que, enquanto acariciávamos Donald e cumpríamos nossas obrigações femininas, estivéssemos interessadas uma na outra.Por cima do corpo dele, nos olhávamos com certa cumplicidade, enquanto Donald permanecia distante, indiferente. Às vezes, a cabeça de Arline ficava ao lado da minha enquanto beijávamos Donald. As bocas gostaram de se encontrar próximas do mesmo ponto, quando parávamos e trocávamos beijos. Quando Donald adormeceu, satisfeito, eu e ela continuamos nos beijando e dizendo: "Como você é bonita, que macia, que linda". Arline disse: "Você tem a pele muito macia, um corpo de menina. Precisamos nos ver de novo".

Minha umidade escorria e eu estava excitada. No fundo, eu não me sentia livre o suficiente. Mas logo, logo chegará a hora do abandono total. Ainda estou em busca do amor, do amor, do amor. Eu disse: "Nunca fiz isso antes". Ela riu. Pensei que é o abandono que me agrada. A liberdade, o carinho e o ciúme. A maciez. Existe um mundo onde as pessoas tramam com alegria e naturalidade as artimanhas que tramo como álibis, sem que ninguém as acuse por isso.

Escutei Arline telefonar para quem quer que a tivesse esperando e dizer que estava em uma festa. Então ela e Donald inventaram quem ela poderia ter encontrado. Eles se mexem, transam, esquecem com tanta graça! Arline ficou retocando o rosto em frente ao espelho. Levei-a em casa. No táxi, fiquei tímida. Ela disse que Donald vivia dizendo que ia apresentá-la a uma mulher linda, mas que até hoje nunca tinha apresentado. Ela me chamou de querida. Arline ficou com o meu número de telefone. Eu não acreditei. Eu pensei: ela sabe o que está fazendo, é mais sofisticada, mais experiente. Não vai gostar de mim. Eu tive medo de que descobrisse a minha ingenuidade. Mas hoje ela telefonou e eu senti esse calor, o conhecimento do corpo, quando ouvi a voz dela. A solidão imensa foi atenuada por esse contato. A liberdade, a naturalidade me agradava. O silêncio dos sentimentos, a trégua dos sentimentos.

Vote nas finalistas do 21º Prêmio CLAUDIA

Trabalho Social

  • Marineide Silva
    Marineide Silva

    Criou uma ONG para ensinar corrida para mais de 500 crianças e adultos no bairro mais violento de São Paulo

  • Brigitte Louchez
    Brigitte Louchez

    Está à frente de uma ONG que luta para combater a exploração sexual de crianças e jovens em Fortaleza, no Ceará

  • Mônica Azzariti
    Mônica Azzariti

    A fonoaudióloga prepara policiais para que resolvam ocorrências nas favelas sem violência, evitando conflitos

Consultora NATURA

  • Juthay Nogueira
    Juthay Nogueira

    Promove ações para evitar que os jovens entrem para o tráfico de drogas, em uma comunidade de Belo Horizonte

  • Nilcimar Maria Silvestre dos Santos
    Nilcimar Maria Silvestre dos Santos

    Fundou uma associação que apoia vítimas de agressão doméstica e estimula o empreendedorismo 

  • Rozimere Santos Oliveira Souto
    Rozimere Santos Oliveira Souto

    Líder que organiza a produção agrícola e o empreendedorismo entre as mulheres, no Sertão da Paraíba

Negócios

  • Cristina Junqueira
    Cristina Junqueira

    Criou o Nubank, cartão de crédito que pode ser administrado pelo celular, dispensa o banco e não tem anuidade

  • Mariana Alves Madureira
    Mariana Alves Madureira

    Trabalha para impulsionar o desenvolvimento econômico de lugares pobres estimulando o potencial turístico

  • Carla Renata Sarni
    Carla Renata Sarni

    Criou uma rede de consultórios que oferece tratamento odontológico a um custo acessível na periferia

Ciências

  • Adriana Melo
    Adriana Melo

    Especialista em medicina fetal comprovou a relação entre infecções por zika em e as malformações em bebês

  • Eliana Abdelhay
    Eliana Abdelhay

    Desenvolve pesquisas a fim de melhorar os prognósticos de doenças graves e agiliza o diagnóstico de câncer

  • Thelma Krug
    Thelma Krug

    Restringe o desmatamento nas florestas e emissão de poluentes, responsáveis pelas mudanças climáticas

Revelação

  • Alessandra Orofino
    Alessandra Orofino

    Esta à frente de uma ONG que conecta pessoas interessadas em solucionar problemas no Rio de Janeiro

  • Raquel Helen Santos Silva
    Raquel Helen Santos Silva

    Destaca-se por criar projetos de empoderamento e por conseguir apoio internacional para as causas feministas

  • Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha
    Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha

    Desenvolveram uma cobertura para ruas e estradas mais resistente, econômica e sustentável que a convencional

Cultura

  • Anna Muylaert
    Anna Muylaert

    Diretora do filme Que Horas Ela Volta?, aqueceu a discussão sobre a exploração do trabalho doméstico no Brasil

  • Mari Corrêa
    Mari Corrêa

    Realiza oficinas de cinema em aldeias do Xingu e ensina os índios a registrar sua cultura, história e hábitos

  • Panmela Castro
    Panmela Castro

    Imprime sua arte em murais e performances e oferece oficinas para prevenir a violência contra as mulheres 

Políticas Públicas

  • Heloísa Helena de Oliveira
    Heloísa Helena de Oliveira

    Monitora e argumenta com políticos para alterar projetos de lei que não favorecem os jovens do Brasil 

  • Maria Clara de Sena
    Maria Clara de Sena

    Única transexual no mundo no cargo de Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura, luta pelos direitos LGBTs 

  • Paula Johns
    Paula Johns

    Fundadora da Aliança de Controle do Tabagismo + Saúde, batalha para controlar o tabagismo  

  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Marta Silva se emociona: "Não deixem de apoiar o futebol femi...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM