Como encontrar um grande amor

Os melhores lugares, jeitos e situações para se conhecer alguém especial

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 05/07/2011 em

Gloss

um conteúdo de

Como encontrar um grande amor
Silvia Amélia de Araújo e Danilo Rodrigues

Dicas e truques para quem quer encontrar um amor
Foto: Thinkstock

 

Você quer muito encontrar um grande amor, mas não sabe por onde começar? Saiba que é preciso procura-lo do jeito certo. Separamos dicas de pesquisas que apontam as melhores maneiras, situações e lugares para se conhecer alguém especial - e que combine com você! Confira:

Círculo social
É bem mais fácil encontrar alguém legal para namorar entre as pessoas com as quais você convive. Uma pesquisa feita pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) constatou que 34% dos casais se formam entre conhecidos - desses, 15% trabalhavam na mesma empresa quando se encontraram, 41% moravam perto e 44% estudaram juntos. Trabalho, faculdade ou cursos facilitam a convivência entre pessoas que têm interesses em comum.

Confraternize mais, paquere menos
Um amor pode surgir quando menos se espera. Não ter tantas expectativas ajuda a agir com naturalidade ao encontrar alguém. Segundo a pesquisa da UFPR, 12% dos casais se conhecem em festas - aniversários, casamentos etc. Ou seja, lugares aonde as pessoas vão para confraternizar, e não para paquerar. "Ambientes assim, por reunirem gente conhecida, facilitam a geração de assunto também entre desconhecidos", diz a psicóloga Lídia Weber, autora do estudo.

Aberta a novidades
Mantenha a mente e o coração abertos. Você não é obrigada a namorar quem não tem a ver com você, mas também não precisa deixar de conhecer melhor alguém só porque ele não se encaixa no seu perfil de homem ideal. Às vezes uma antipatia inicial não passa de preconceito. Achou o cara meio feio, mas todo mundo diz que ele é fofo e divertido? Relaxe e deixe a conversa rolar. Você pode até acabar se encantando. Ou pode ganhar mais um amigo.

 

Como encontrar um grande amor

Encontre um grande amor: não é tão difícil quanto parece
Foto: Thinkstock

 

Atitude
"Muitas vezes a mulher perde a chance de ter um relacionamento porque fica presa à ideia de que só o homem pode tomar a iniciativa", diz a psicóloga Cecília Zylberstajn. E se ele for mais tímido do que você? É possível dar em cima com jeitinho e elegância. "Respeite o tempo da pessoa e observe se ela também dá sinais de interesse", diz Cecília. Nem que o sinal seja só adicioná-la no MSN. "Se a conversa fluir, fica mais fácil tomar uma atitude mais direta."

Conectada
Quem não está nas redes sociais perde a chance de ser encontrada por pessoas legais que passaram por sua vida. "As pessoas se abrem mais na web do que ao sair para tomar um café", diz a psicóloga Luciana Ruffo, do Núcleo de Psicologia em Informática da PUC-SP. Cada espaço da web possibilita um grau de aproximação. Nos chats do Orkut e do Facebook as conversas tendem a ser mais dispersas do que no MSN. Ligar a câmera é o último passo antes do encontro real.

Ajudinha virtual
Sites de namoro podem funcionar! Segundo uma pesquisa da universidade britânica de Oxford divulgada neste ano, o tráfego neles subiu 500% na última década. Mas é bom ir com calma: tente verificar se a identidade de seu interlocutor é real antes de ter uma conversa mais íntima. "Por outro lado, também não prolongue demais o papo virtual para não criar expectativas demais", avisa Luciana Ruffo. "Elas só atrapalham!"