Vença a traição em 3 passos

O caminho para superar a dor e a tristeza, tomar uma atitude e evitar que a situação se repita mais para frente

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 16/12/2008 em

M de Mulher

um conteúdo de

Vença a traição em 3 passos
Daniele Maia

Não tenha pressa: cada um tem seu tempo
para superar a dor
Foto: Dreamstime

1. Tristeza

Ficar triste faz parte do processo. Quem já passou por isso sabe muito bem: ser traída gera uma dor quase insuportável. Depois, vêm raiva, culpa, mágoa. No pacote de sentimentos de muitas pessoas também estão baixa auto-estima e desespero. É natural viver esse turbilhão e cada um tem um tempo para reagir e sair desse processo. Respeite o seu.

2. Reação

Passado o baque inicial, o que diferencia uma pessoa da outra é a forma como cada uma lida com essa traição. Há quem pense em se vingar, traindo o parceiro e assumindo os riscos por isso. Outras terminam a relação ao descobrir as escapadelas do outro. Existem, ainda, as que perdoam o deslize, mesmo sendo algo rotineiro. Antes de tomar qualquer atitude, pense primeiro em você: o que a fará mais feliz? Não existe resposta certa nem pronta. Por isso, seja super-honesta consigo mesma durante a avaliação.'Se a decisão foi tomada com segurança, encare-a de cabeça erguida e não se incomode com o que os outros vão achar ou falar. Importe-se apenas com seus sentimentos, com o que será melhor para sua vida, para a relação, para a sua felicidade', destaca Nira Lopes Acquaviva, psicóloga e terapeuta de casais de Porto Alegre (RS).

3. Mudança

Se optou por partir para outra ou se decidiu ficar com o parceiro, analise suas atitudes e converse com ele. Isso a ajudará a reunir pistas sobre como estava a relação. Elas são valiosas para evitar que passe por isso de novo. A rotina, a falta de interesse de um pelas histórias do outro, a ausência de diálogo e de carinho são agentes corrosivos – desgastam qualquer relacionamento. Avalie o que aconteceu, mas não se martirize pelo que rolou! “Ninguém leva o outro a trair. Isso seria culpar a ‘vítima’”, considera Nira.

Por que elas traem?

A maioria, por ter se envolvido emocionalmente com outro homem. Poucas o fazem simplesmente por instinto.

Por que eles traem?

A maioria busca constantemente uma aventura sexual e a atração física dita suas atitudes. Já outros só pulam a cerca quando apaixonados por outra mulher.

Polêmica

Para a sexóloga Regina Navarro Lins, autora de Amor a Três (Ed. BestSeller – R$ 19,90), a traição deveria ser vista de forma mais natural. “Monogamia e fidelidade vão contra a natureza humana. O importante mesmo é amar e ser amada. O que você faz quando está longe dele – ou ele de você – pouco importa”, polemiza. No entanto, se essa será uma regra, melhor deixar tudo claro logo no início do relacionamento.