10 mentiras que os homens contam: saiba o que elas significam

Entenda o que significa algumas das mais frequentes mentiras ditas pelos homens

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 01/07/2011 em

NOVA

um conteúdo de

10 mentiras que os homens contam: saiba o que elas significam
Bernardo Jablonski

10 mentiras (quase) sinceras que os homens contam
Foto: Thinkstock

 

Será que o seu namorado diz somente a verdade, nada além da verdade? Para facilitar a sua vida, vamos traduzir algumas das mais frequentes mentiras contadas pelos homens.

"Eu te amo, mas estou confuso"
Em 99% dos casos trata-se apenas de uma maneira polida de ele dizer bye-bye. Vendo pelo lado positivo, há de se reconhecer que o rapaz está sendo educado. E, como existe apenas 1% de chance de estar mesmo confuso, minha dica é: tire o time de campo, que esse jogo está perdidinho da silva.

"Não vai dar para sair hoje, tenho de resolver um problema urgente no trabalho"
Com o perdão do trocadilho, aqui ele nem se deu ao trabalho de inventar uma desculpa melhor. Ou faltou imaginação ou vai ver... é verdade mesmo, né? Será que ele inventou uma história assim tão chocha justamente para você pensar que é mentira, senão teria inventado uma desculpa mais elaborada? Bom, dessa vez passa.

"Todas as minhas colegas do escritório são umas barangas"
Que falta de sorte, hein? Talvez seja hora de mudar de emprego. Ou de parar de mentir tão descaradamente.

"Eu sou diferente dos outros homens"
Essa é boa, embora tenha um quê de traição à categoria dos machos. Até porque... Diferente como? Onde? Quando? Fica subentendido que todos os homens são meio desqualificados por natureza e que só o bonitão aí excede. Depois, auto-elogio é ruim de aturar.

"Vou terminar com a outra. É você que eu amo"
Pode até ser. Mas, se já faz mais de três anos que ele diz isso, o que não vai terminar nunca é essa enrolação. Na verdade, não somos seres monogâmicos por natureza. Mas a sociedade em que vivemos diz que temos de ser (não estamos em países muçulmanos que permitem aos homens coabitar com quatro mulheres, certo?).

"É claro que eu ouvi"
Pois é, o sujeito está vendo o futebol e você vem com uma história interminável sobre... sobre o que mesmo? Quando percebe que ele não está nem aí e cobra atenção, o espertinho coloca todos os neurônios disponíveis de plantão para descobrir qual a resposta certa a ser dada. No fundo, ele apenas não deseja magoá-la além da conta. Ou seja, educação, dez; sinceridade, zero. Média, cinco... Passou!

"Nem reparei (que a sua melhor amiga colocou silicone; que aquela loira tem um bumbum lindo; que aquela gata está me dando bola...)"
Essa é prima da mentira número 3 e faz parte da lista não só das deficiências de caráter como das de visão. Mas pode ser exatamente o contrário: de fato, ele enxerga muito bem, sabe que você é ciumenta e não vale a pena aborrecê-la e se aborrecer com bobagens desse tipo. Como diz a minha avó, lavou tá novo, passou colírio tá limpo (vovô era oftalmologista). Depois, reconheça-se: ele pode ser cego, mas que tem tato, tem...

"Eu disse aquilo (que você engordou; que a sua roupa está horrível; que o seu cabelo parece uma juba...) só para te provocar"
Tudo bem: em um momento de irreflexão, saco cheio ou distração, ele falou o que não devia. Se não dá para desdizer o que foi dito, pode-se invocar uma razão maior para o que foi (mal) dito. De qualquer modo, a intenção foi boa: mantê-la ao lado dele.

"Passei a viagem toda pensando em você"
O danado solta essa por medo de você descobrir o que ele aprontou durante a viagem... significa que ele deixa de falar algumas coisas, como se não fossem importantes, mas que na realidade são importantérrimas.

"Isso nunca me aconteceu antes"
Sim, é claro que deve ter havido uma primeira vez em que isso aconteceu, mas é quase certo que não tenha sido com você. Mas por que o homem mente aqui? Ah, para manter a auto-estima elevada (pelo menos alguma coisa fica pra cima...), para você não pensar que o problema é com você (bonita, essa...) nem achar que o material, como um todo, não é de boa qualidade.