Ex-namorado: como lidar com esse fantasma?

Todo ex exige regras especiais de comportamento. Basta segui-las para acabar com as saias justas, angústias e não desgastar seu novo relacionamento

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 25/06/2012 em

NOVA

um conteúdo de

Ex-namorado: como lidar com esse fantasma?
Reportagem: Lara Sweetstur - Edição: MdeMulher

Saiba como administrar o ex e o atual namorado
Foto: Getty Images

Evitar sair no fim de semana

Se for mesmo necessário você tem quatro noites por semana para marcar encontros com seu ex. Mas as preciosas horas entre o anoitecer de sexta-feira e os primeiros raios de sol da segunda devem ser dedicadas ao presente, não ao passado. Até porque, conforme explicam os psicólogos, as noites de final de semana têm, na cabeça das pessoas, um significado especial, cheio de expectativas. Isso quer dizer que ele pode esperar algo bem melhor do que um mero jantarzinho de sábado.

Não citar o nome dele em brigas

Comentários petulantes do tipo "o Beto jamais me levaria a um hotel três estrelas" não vão convencer seu namorado a convidá-la para passar as férias no melhor hotel da cidade. Tudo bem, as pessoas costumam comparar muito, é da natureza humana. Mas esse gênero de comparação (ainda mais quando existe uma cama no meio) é uma das coisas mais destrutivas de um relacionamento.

Não testemunhar papos íntimos

Se toda vez que ele começa a cochichar no telefone ou a responder com monossílabos significa que quem está do outro lado é uma ex, você tem toda razão do mundo para subir pelas paredes de ódio. Mas fazer uma cena será desgastante e inútil. Para lidar com a situação, a melhor maneira é abrir o jogo: dizer a ele como se sente desconfortável. O ideal é estabelecerem um acordo: ligações para mulheres do passado devem ser feitas do escritório. Assim, nenhuma delas invade a sua privacidade, com a vantagem de que ele não pode alongar muito o papo nem se derreter todo ao telefone no horário de trabalho.

Nada de "ou eu ou ela"

Não pressione seu namorado a ignorar a existência das ex, afinal de contas, o fato de ele manter um saudável relacionamento com elas mostra que é um sujeito maduro. Veja o que dizem os psicólogos: se o relacionamento desse homem com a ex incomoda tanto você, talvez esteja insistindo em namorar o cara errado. Se mesmo assim optar pela ameaça, é bom estar preparada para perder a parada a qualquer hora.

Perguntar, não interrogar

Se ele, por qualquer motivo, foi se encontrar com a ex, evite começar um verdadeiro inquérito sobre o que aconteceu desde o minuto em que pôs o pé fora de casa. Mostre-se interessada, mas não obsessivamente ansiosa. O mais provável é que ele lhe de todas as informações por livre e espontânea vontade, sem necessidade de ser colocado no pau-de-arara. Se isso acontecer, será um ótimo sinal.

Evitar cartas bombas

Nada emite mensagens mais confusas do que presentes, cartinhas e cartões. Presentes podem ser mal-interpretados. Um cartão de aniversário geralmente não causa maiores estragos. Na dúvida, escolha algo engraçado. Humor é inofensivo e não costuma ser confundido com romantismo. Já flores e chocolates, nem pensar.

Encher a bola dele

Está aí um dos raros casos em que comparações funcionam: afagar o ego de seu namorado mostrando sutilmente como é mais inteligente, bonito e bem-humorado do que o ex - especialmente, se for um ex com quem você se dava às mil maravilhas. É recomendável, no entanto, deixar bem claro que tem muito mais em comum com ele. Isso afasta os temores e o ciúme.

Não usar um ex como arma

Fique de pé atrás no caso de seu namorado se valer de uma ex para provocar você - ou, o que talvez seja pior, de usar você para se vingar dela. Às vezes as pessoas fazem isso levadas por um impulso até compreensível. Só que com tal joguinho mostram que estão pouco se lixando para os sentimentos do ex e do atual parceiro.

Confraternizar? Nem pensar

Pode ser considerado muito moderno e civilizado, mas esse negócio de sermos todos bons amigos costuma dar galho. Muito possivelmente sair com seu atual e a ex dele deixará você de fora do papo. Afinal, eles dois tem muito em comum, certo?

Não forçar a barra

Seria uma maravilha se a gente conseguisse acabar com um romance numa boa, sem ninguém se machucar. Todo mundo acalenta essa doce ilusão e há gente que custa a cair na real. Manter um bom relacionamento com o ex exige tempo e paciência; por mais direta e honesta que você tenha sido, lembre-se: o homem levou um chute e é natural não querer saber de conversa tão cedo. Melhor mesmo é colocar um ponto final no assunto e não procurar (nem dar) notícias durante uns seis messes, pelo menos. E se nunca mais voltarem a se falar numa boa... Bem, a vida é assim, ora!

Mais