Fantasias sexuais: quatro roteiros eróticos para apimentar a relação

Inspire-se no casal que solta a imaginação e cria histórias picantes para animar o sexo

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 25/02/2011 em

Sou+Eu

um conteúdo de

Fantasias sexuais: quatro roteiros eróticos para apimentar a relação
Helena Dias
Fantasias sexuais: quatro roteiros eróticos para apimentar a relação

Fantasias sexuais ajudam a sair da rotina e dão tempero à vida a dois
Foto: GettyImages

A fantasia é o tempero do sexo. Criar roteiros eróticos é uma forma de o casal praticar suas fantasias e se livrar de barreiras, como preconceitos e timidez. "Representar um papel é uma saída criativa para dar vazão aos seus desejos", explica a sexóloga Maria Lúcia Beraldo.

A especialista usa como exemplo uma mulher que deseja transar com um estranho. Possivelmente, ela nunca terá coragem de colocar isso em prática, mas, ao criar esse roteiro, realizará sua fantasia com o parceiro. "Isso é válido para todas as fantasias. Tudo é permitido porque a imaginação não tem limites", diz a sexóloga.

A manicure Maria Aparecida Ferreira, de São Paulo, SP, adora usar a imaginação para esquentar o sexo. Criativos, ela e o namorado, o motoboy Antônio Luiz Costa, inventam uma fantasia diferente toda semana. "Revelo ao meu amor a personagem que quero interpretar e criamos o roteirinho do nosso filme picante para o próximo final de semana", explica ela.

"Só de imaginar a cena já ficamos excitados. Ao colocá-la em prática, superamos o que imaginamos!", conta Antônio Luiz. O casal já interpretou patrão e empregada, ladrão e vítima...E Maria continua cheia de ideias: "Estamos planejando brincar de aluna e professor safados. Quero me vestir para ele! Acredito que entre quatro paredes toda imaginação é permitida!".

Confira quatro roteiros eróticos e libere a atriz dentro de você!

Fantasias sexuais: quatro roteiros eróticos para apimentar a relação

Ilustração: Mauricio Melo e Bianca Cardoso

NO TÁXI
Roteiro: Ela faz sinal, senta-se no banco de trás e informa o endereço (pode ser o da própria casa). Ela ajeita o decote. Ele a observa pelo espelho. Logo ela percebe que não tem dinheiro e se oferece para pagar a corrida de outra forma. Ela pula para o colo dele e os dois transam no carro.
Apimente: use um vestidinho, sem calcinha.
É legal porque: o risco de ser pego no carro excita os casais com gosto por aventura.

Fantasias sexuais: quatro roteiros eróticos para apimentar a relação

Ilustração: Mauricio Melo e Bianca Cardoso

A GAROTA DE PROGRAMA
Roteiro: Ela vai para a rua, vestida para matar. Na calçada, finge que é uma garota de programa. Ele passa de carro, bem devagarzinho. Ela joga seu charme e se debruça na janela do carro, oferecendo seus serviços. O cliente negocia o programa. Em seguida, os dois vão para casa ou para um motel. Durante a noite, ela mantém o papel de prostituta. Ou seja, não é romântica e faz os serviços contratados.
Apimente: ofereça serviços inéditos para vocês.
É legal porque: proporciona a excitação de estar na rua, sujeita a abordagens, e o prazer de ser uma prostituta para o próprio parceiro.

Fantasias sexuais: quatro roteiros eróticos para apimentar a relação

Ilustração: Mauricio Melo e Bianca Cardoso

A ENTREVISTA DE EMPREGO
Roteiro: Ele está no escritório. Ela bate na porta e entra. Os dois se cumprimentam e ela entrega um currículo ao entrevistador. Ele pede para ela se sentar e começa a questioná-la. Ela responde tudo com profissionalismo e cruza as pernas, inclinando-se para a frente e exibindo um belo decote. Ele começa a dar indiretas sobre as habilidades dela. Ela tenta exibir suas qualidades para conquistar a vaga.
Apimente: faça um currículo com fotos sensuais.
É legal porque: o teste do sofá é um dos maiores fetiches.

Fantasias sexuais: quatro roteiros eróticos para apimentar a relação

Ilustração: Mauricio Melo e Bianca Cardoso

COM UM ESTRANHO
Roteiro: Cada um está num canto. Os dois trocam olhares. Ele paga um drinque e ela bebe sensualmente. Ele se aproxima, passa cantadas e logo a convida para sair.
Apimente: faça o papel de tímida, até se revelar na cama.
É legal porque: como o casal não se conhece, vale tudo!

Mais