Pular para o conteúdo principal

PUBLICADO EM

29/10/2014

ATUALIZADO EM

29/10/2014

Fui amante do marido da minha patroa e amiga

Me arrependi, mas era tarde. O destino se encarregou de me castigar por tudo que fiz
Fui amante do marido da minha patroa e amiga
Lígia Scalise

Aprendi que, com homem casado, nunca 
mais! Decidi buscar um amor verdadeiro
Foto: Júnior Foicinha

Quando ela me viu na cama do motel, me senti a pior das mulheres. Leuda, minha patroa, ficou em choque. Eu podia sentir a dor em seu olhar. Quis fugir, mas não tinha para onde: fomos pegos no flagra. Eu, a funcionária e confidente, com o José, marido dela. Fim da farsa.

Na hora, o José ficou ao meu lado. ''Chega, Leuda. Saia da minha vida, vá para o inferno e nos deixe em paz''. Ela o escutou calada, grávida de sete meses.

O José me levou pra casa e pediu algumas horas para botar um ponto final no casamento. Ele me fez juras de amor e disse que seríamos felizes. Como sempre, acreditei. Mas dessa vez foi diferente. Ele não voltou.

Sou de carne e osso e caí em tentação

Fui contratada pela Leuda para trabalhar como secretária administrativa na escola dela, em agosto de 2007. Construímos ali uma relação de confiança e amizade. Tínhamos afinidades.

Toda essa aproximação trouxe para o meu dia a dia o José, marido dela. Ele não trabalhava na escola, mas estava sempre lá.Com dois meses de trabalho, ele começou a dar em cima de mim. Dava beijo na minha mão, piscadinhas maliciosas. Evitei, ignorei e virei a cara muitas vezes, durante três meses. Mas sou de carne e osso e caí em tentação.

Tudo não passava de uma aventura, até eu me apaixonar. ''Me espera na rua da escola, alguns quarteirões para trás. Eu te pego'', era o combinado de sempre. Saímos pela primeira vez em fevereiro de 2008. Daí em diante, a gente fazia alguma coisa quase todos os dias: motel, cinema, barzinho... Fomos até para a casa de praia deles.

Me sentia feliz ao lado dele. Parecíamos um casal de namorados apaixonados. O José também se mostrava contente, nem parecia que tinha esposa.

O primeiro sufoco

Já comemorava o sexto mês com o José quando passamos pelo primeiro perrengue. Estávamos a caminho do motel quando eu vi o carro da Leuda atrás da gente. Avisei o José, mas ele achou que fosse coisa da minha cabeça. Não era. Ela entrou no motel e armou o escândalo: gritou, esperneou e exigiu explicações. Fiquei apavorada! A sorte é que ele conseguiu desviar a atenção dela enquanto eu entrava no carro. Saímos fugidos e fomos para a minha casa.

''Peguei o meu marido com outra mulher. Tô supernervosa, mas não sei quem é ela'', me contou a Leuda, no dia seguinte. Parecia cena de novela, imagina a minha cara! Ela não merecia essa decepção, ainda mais estando grávida. Mas o que eu ia fazer? Se contasse a verdade ia perder tudo: o romance, a amiga e o trabalho. E se ficasse calada, tudo continuaria igual. Optei pela segunda alternativa. Eu sei que fui covarde.

Abortei e me senti um lixo

Depois do primeiro susto, ela pediu a uma amiga que trabalhava no motel que a avisasse caso o carro do José voltasse lá. Então, em um mês e meio, o flagra veio à tona. Perdi o emprego e o amante. O José me abandonou com poucas explicações, dadas por telefone. Ele não foi homem para me olhar nos olhos. Me ferrei e levei a culpa sozinha. Ele pagou de arrependido e ficou com a esposa.

Foi duro. Descobri que também estava grávida dele. Ao contar, ouvi: ''Não sou o pai. Se vira. Faça o que quiser, mas não conte comigo''. Me senti um lixo, uma coisa que ele usou e jogou fora. E o pior é que eu não tinha condições de levar a gravidez adiante, pois já tenho uma filha de 12 anos criada por mim com a ajuda da minha mãe.

Só eu sei como foi difícil tomar a decisão de abortar. Fiquei sozinha e calada. Não fiz nem o resguardo obrigatório após o aborto, com medo de alguém desconfiar. Senti dores incontroláveis, corri risco de morrer, mas mantive o silêncio. Senti ódio do José, inveja da Leuda e nojo de mim.

Toda essa dor gerou uma depressão profunda. Durante quase um ano não sorri. Fiquei enfiada em casa, chorando escondida. Desempregada, fui ao fundo do poço. Aquela cena angustiante do flagrante não saía da minha cabeça. Pensava no José e no nosso falso amor, no filho que não tive, na filha que já tinha e na dor da Leuda. Aí, bateu o arrependimento. O maior e mais forte que eu poderia ser capaz de sentir.

Procurei a Leuda e pedi perdão

Quando a poeira baixou, quatro meses depois, procurei minha ex-patroa para pedir perdão. Era de coração. Ela me recebeu com poucas palavras. ''Minha filha, tá tudo bem, eu juro. Segue a sua vida, que eu sigo a minha''. E foi tudo. Sinceramente, acho que ela nunca me perdoará, mas eu entendo. Nem eu mesma me perdoei.

Aprendi que, com homem casado, nunca mais! Também decidi buscar um amor verdadeiro. O que eu tive com o José nunca foi amor. Foi qualquer coisa...

Hoje, um ano e meio depois, superei a depressão. Às vezes bate uma tristeza, mas optei por levantar a cabeça e seguir em frente. E a minha vida, de pouco em pouco, está voltando aos eixos. Encontrei um emprego e um namorado. Dessa vez, um rapaz bacana, solteiro e disposto a construir uma vida ao meu lado. Espero que um dia ainda consiga deitar a cabeça no travesseiro e dormir em paz.

Não há culpados, mas a Leuda facilitou

José Rocha, 30 anos, técnico de manutenção, o amante da Kleissiane

''Me envolvi com a Kleissiane precipitadamente. Na época, o meu casamento estava em crise e eu me sentia sozinho. Não há culpados, mas a Leuda, minha mulher, facilitou. Ela estava grávida, enjoada e não me dava atenção. Me senti atraído pela Kleissiane e encontrei nela uma boa companhia. Só caí na real quando a Leuda pegou a gente. Me dei conta de que a minha vida e o meu casamento estavam em jogo e optei pela minha esposa. Também fizemos um acordo: deixamos essa história enterrada no passado. Preferimos viver assim, um dia após o outro. Sei que errei e me arrependo de ter traído. Já pedi perdão e tento ser um bom marido. E sobre a Kleissiane, não sei mais nada. Cada um foi para o seu canto. Ela foi um erro na minha vida.''

Eles foram covardes e desonestos

Leuda Rocha, 35 anos, administradora, a traída

''A traição me pegou de surpresa. Do José eu já suspeitava, mas da Kleissiane, nunca. Me pergunto como eles conseguiram me encarar todos os dias, ouvir as minhas lamentações, ver a minha dor... É muito sangue frio! Quando descobri, não tive outra opção: expulsei a Kleissiane do trabalho e da minha vida. E dei uma segunda chance ao José. Ele se mostrou arrependido de verdade. Tive a minha parcela de culpa nessa história, mas nada justifi ca uma traição. Eles foram covardes e desonestos e isso eu não engulo! Soube que a Kleissiane perdeu um bebê e também passou por maus momentos. Sinto muito e não desejo mal nenhum a ela. Aliás, não sinto nenhum ódio dela. Na verdade, sinto uma espécie de pena por ela não ter aproveitado a chance que lhe dei de ter uma vida digna. Se eu os perdoei? Nem sim e nem não. Sinto indiferença por ela e compaixão por ele. Sei que a vida cobra por tudo que fazemos, e a fatura deles, com certeza, será alta. Eu tenho a consciência leve.''

Vote nas finalistas do 21º Prêmio CLAUDIA

Negócios

  • Cristina Junqueira
    Cristina Junqueira

    Criou o Nubank, cartão de crédito que pode ser administrado pelo celular, dispensa o banco e não tem anuidade

  • Mariana Alves Madureira
    Mariana Alves Madureira

    Trabalha para impulsionar o desenvolvimento econômico de lugares pobres estimulando o potencial turístico

  • Carla Renata Sarni
    Carla Renata Sarni

    Criou uma rede de consultórios que oferece tratamento odontológico a um custo acessível na periferia

Consultora NATURA Inspiradora

  • Juthay Nogueira
    Juthay Nogueira

    Promove ações para evitar que os jovens entrem para o tráfico de drogas, em uma comunidade de Belo Horizonte

  • Nilcimar Maria Silvestre dos Santos
    Nilcimar Maria Silvestre dos Santos

    Fundou uma associação que apoia vítimas de agressão doméstica e estimula o empreendedorismo 

  • Rozimere Santos Oliveira Souto
    Rozimere Santos Oliveira Souto

    Líder que organiza a produção agrícola e o empreendedorismo entre as mulheres, no Sertão da Paraíba

Cultura

  • Anna Muylaert
    Anna Muylaert

    Diretora do filme Que Horas Ela Volta?, aqueceu a discussão sobre a exploração do trabalho doméstico no Brasil

  • Mari Corrêa
    Mari Corrêa

    Realiza oficinas de cinema em aldeias do Xingu e ensina os índios a registrar sua cultura, história e hábitos

  • Panmela Castro
    Panmela Castro

    Imprime sua arte em murais e performances e oferece oficinas para prevenir a violência contra as mulheres 

Trabalho Social

  • Marineide Silva
    Marineide Silva

    Criou uma ONG para ensinar corrida para mais de 500 crianças e adultos no bairro mais violento de São Paulo

  • Brigitte Louchez
    Brigitte Louchez

    Está à frente de uma ONG que luta para combater a exploração sexual de crianças e jovens em Fortaleza, no Ceará

  • Mônica Azzariti
    Mônica Azzariti

    A fonoaudióloga prepara policiais para que resolvam ocorrências nas favelas sem violência, evitando conflitos

Ciências

  • Adriana Melo
    Adriana Melo

    Especialista em medicina fetal comprovou a relação entre infecções por zika em e as malformações em bebês

  • Eliana Abdelhay
    Eliana Abdelhay

    Desenvolve pesquisas a fim de melhorar os prognósticos de doenças graves e agiliza o diagnóstico de câncer

  • Thelma Krug
    Thelma Krug

    Restringe o desmatamento nas florestas e emissão de poluentes, responsáveis pelas mudanças climáticas

Políticas Públicas

  • Heloísa Helena de Oliveira
    Heloísa Helena de Oliveira

    Monitora e argumenta com políticos para alterar projetos de lei que não favorecem os jovens do Brasil 

  • Maria Clara de Sena
    Maria Clara de Sena

    Única transexual no mundo no cargo de Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura, luta pelos direitos LGBTs 

  • Paula Johns
    Paula Johns

    Fundadora da Aliança de Controle do Tabagismo + Saúde, batalha para controlar o tabagismo  

Revelação

  • Alessandra Orofino
    Alessandra Orofino

    Esta à frente de uma ONG que conecta pessoas interessadas em solucionar problemas no Rio de Janeiro

  • Raquel Helen Santos Silva
    Raquel Helen Santos Silva

    Destaca-se por criar projetos de empoderamento e por conseguir apoio internacional para as causas feministas

  • Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha
    Samantha Karpe e Letícia Camargo Padilha

    Desenvolveram uma cobertura para ruas e estradas mais resistente, econômica e sustentável que a convencional

  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Esta mulher emagreceu 51 kg com vídeos de treino e zumba no YouTub...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Trend Alert: as 'mermaid pants' vão te fazer se sentir c...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Brad Pitt desabafa sobre separação de Angelina Jolie: "Estou...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Cinco dicas para mulheres baixinhas acertarem em cheio na hora de c...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM
    Camila Pitanga desabafa sobre morte de Montagner: "Ele me salv...
  • Este campo genérico trata a saída do campo título do bloco card na view, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    Este campo genérico trata a saída do campo legenda do bloco card, e tem um template específico que está no tema mdemulher.

    O que é destaque no MdM