Sex shop lacrado

  • Curva externa dos seios = pênis

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-01.jpg

    Não é uma delícia quando o gato apalpa e lambe as laterais dos seus seios? Pense nisso antes de iniciar seus trabalhos manuais nele. Comece com um toque leve, e então agarre o equipamento com vontade. Mas pode fazê-lo sofrer um pouquinho. "A expectativa é um ótimo aperitivo para aquecer a transa", diz a professora de sexualidade Débora Pádua, autora do livro Prazer em Conhecer (Alaúde).
    Foto: Meredith Jenks

    Zonas erógenas
  • Sinal verde

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-02.jpg

    Deite-se em cima dele, coloque o pênis entre os seus seios e mova-se para cima e para baixo. eles adoram quando a mulher pega o pênis com força (sem esmagá-lo!). Esses movimentos estimulam as terminações nervosas da região. Beije e lamba lá embaixo por cima da cueca mesmo. Faça o gato implorar para você arrancar a peça logo.
    Foto: Caio Mello

    Zonas erógenas
  • Sinal vermelho

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-03.jpg

    Nunca, jamais, use os dentes no pênis - se a intenção não for castigá-lo. Não faça movimentos com o pênis ereto, como se fosse o câmbio de um carro. Puxar o prepúcio pode dar mais prazer. Mas há limites, ainda mais se ele for circuncidado. Cuidado.
    Foto: kb

    Zonas erógenas
  • Mamilos = testículos

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-04.jpg

    Assim como os mamilos nas mulheres, os testículos também crescem de tamanho quando excitados, porque a circulação de sangue no local aumenta bastante. As duas regiões são supersensíveis ao toque, para o bem e para o mal, por isso é preciso ter cuidado para não transformar o tesão em aflição. Dica: em vez de intensificar o toque quando o gato estiver quase lá, suavize.
    Foto: Marta Santos

    Zonas erógenas
  • Sinal verde

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-05.jpg

    Quando estiver por cima e sentir que ele está chegando ao orgasmo, segure os testículos com pressão moderada. A explosão será maior. Eles deliram quando você os coloca inteiros na boca. Brinque com a língua. Carícias suaves intercaladas com lambidas causam sensações incríveis. Usar um gel aromático pode deixar a experiência ainda mais saborosa.
    Foto: Rodrigo Braga

    Zonas erógenas
  • Sinal vermelho

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-06.jpg

    Algumas mulheres deixam de curtir carícias nos mamilos depois de amamentar. Do mesmo modo, há homens que preferem largar os gêmeos em paz. Pergunte antes. Acariciar os testículos depois que ele gozar só vai provocar cócegas.
    Foto: Matthew Rodgers

    Zonas erógenas
  • Clitóris = glande

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-07.jpg

    O seu clitóris tem milhões de terminações nervosas - a cabeça do pênis também. Essas são as áreas com maior potencial erótico dos homens e das mulheres. Neles, o estímulo pode durar até que aconteça a ejaculação. Mas, se a ideia for apenas um (delicioso e estimulante) aquecimento para a transa, pare quando ele estiver subindo pelas paredes. Ou você pode ficar na mão (literalmente).
    Foto: Caio Mello

    Zonas erógenas
  • Sinal verde

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-08.jpg

    Guie o pênis para dentro da sua boca em um ângulo em que a glande toque a parte de dentro de suas bochechas. A pele da região é bem macia, o que dará a ele uma sensação (ainda mais) gostosa. Respire ofegantemente próximo à glande, esquentando mais as carícias. Movimentos circulares no frênulo com os dedos são bem prazerosos.
    Foto: kb

    Zonas erógenas
  • Sinal vermelho

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-09.jpg

    Não seja brusca durante o vaivém. Esticar demais a pele pode machucá-lo. Pênis não circuncidados são mais sensíveis. Evite a pressão exagerada. A lubrificação natural é menor em pênis circuncidados. Nesse caso, use lubrificante.
    Foto: kb

    Zonas erógenas
  • Ponto G = períneo

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-10.jpg

    A área entre os testículos e o ânus pode ser um bom atalho (na maioria das vezes proibidíssimo, cuidado!) para os orgasmos masculinos. A região possui diversas terminações nervosas que se conectam diretamente à próstata, o ponto G masculino. Como o local é muito, digamos, profundo para ser tocado diretamente, carícias no períneo com pressão média ajudam a estimular a próstata. E intimidam menos quem nunca se aventurou.
    Foto: kb

    Zonas erógenas
  • Sinal verde

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-11.jpg

    Massageie a região com o polegar durante o sexo oral. Ele ficará bem relaxado. Conforme ganhar intimidade, desça mais. Você pode até ajudá-lo a segurar a onda, já que vai conseguir sentir o momento em que o orgasmo se aproxima. Explore o períneo com a língua, transitando da glande aos testículos e passando pelo corpo do pênis. Faça movimentos circulares.
    Foto: kb

    Zonas erógenas
  • Sinal vermelho

    /imagem/amor-sexo/galeria/pontos-de-prazer-12.jpg

    Nunca avance sem permissão. Evite ainda insinuar a penetração. Coloque pressão, mas não exagere! O objetivo é estimular a próstata, que fica atrás desse músculo, mas sem desconforto. Os homens têm menos paciência para preliminares. Por isso, não se prolongue.
    Foto: Caio Mello

    Zonas erógenas

Pontos de prazer: as áreas que os homens gostam de ser tocados

Pense que eles têm tantas zonas erógenas quanto você. Para você não se perder, NOVA listou os pontos sensíveis deles que se comparam aos seus. É uma aula de terminações nervosas e orgasmos múltiplos.

Atualizado em Por Vanessa Gonzalez - Edição: MdeMulher

Rede MdeMulher
Publicidade