(none)

Artista plástico criador do mural feito de vaginas fala à NOVA com exclusividade

Inglês, talentoso e polêmico, Jamie McCartney é o autor do projeto "The Great Wall of Vagina" quer conscientizar as mulheres sobre a importância de serem felizes com a vagina que têm.

Atualizado em 12/11/2013

Andreia Tavares, Bel Moherdaui e Rafaela Polo


Foto: NOVA

Você já se perguntou se a sua vagina é feia ou bonita? Aliás, você já olhou para a sua vagina com curiosidade sincera e orgulho? Essa é uma das propostas do artista plástico inglês Jamie McCartney e de NOVA/COSMOPOLITAN. Depois de notar que muitas mulheres estavam cada vez mais preocupadas com a aparência daprópria vagina, McCartney se jogou em um projeto, no  mínimo, inusitado: ele montou uma série de dez murais, cada um feito com 40 réplicas de vaginas reais, de mulheres entre 18 e 76 anos. Ali fica claro como cada uma tem a sua especificidade - e  a sua beleza.


Foto: Divulgação/ Site The Greatest Wall of Vagina

Em um papo rápido (e exclusivo para NOVA/COSMOPOLITAN) Jamie contou o que pensa da nossa zona V.

NOVA: Qual a importância da vagina?
Jamie: A vagina tem uma imagem muito importante na nossa sociedade. É um símbolo de poder feminino. Biologicamente, representa a origem da vida; e, sexualmente, é a fonte da conexão e do prazer masculino e feminino.

NOVA: Por que você acha que as mulheres devem ter orgulho de suas vaginas?
Jamie: Acima de tudo, porque as mulheres possuem um órgão de enorme poder, prazer e propósito. Os homens são impotentes em relação a uma mulher que conhece e ama a sua vagina como a passagem para a vida e o êxtase. As mulheres talvez não saibam, mas os homens não dão a mínima importância para a aparência da vagina. Eles estão interessados no prazer que é estar perto de uma. Quem disser o contrário está mentindo ou tem problemas.

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.