nao

Saiba como sempre dar prazer para ele

NOVA explica o que acontece no corpo - e na mente - de um homem durante os quatro estágios da transa. Seja uma expert em dar prazer!

Atualizado em 25/06/2012

Reportagem: Giovana Lombardi - Edição: MdeMulher

Como dar prazer para ele

Saiba dar prazer para o seu parceiro sempre
Foto: Getty Images

Estágio 1 - Aquecimento irresistível

O cérebro - "O botão do desejo de um homem pode ser acionado por quase qualquer estímulo — um toque sutil, uma provocação visual...", fala o sexólogo americano Ian Kerner, autor de He Comes Next (Ele chega lá depois). Mas, curiosamente, a primeira coisa que passa pela cabeça dele no início da ereção é: "Será que devo entrar em ação?". “Nenhum homem quer ficar pronto para o crime num momento inadequado. E esse estado de vai não vai, ou seja, de querer ir em frente com o desejo, mas tentar contê-lo, é excitante", diz Kerner.

O corpo - Assim que a mente fica ligada em sexo, o corpo dele começa a ferver. "A temperatura sobe e as substâncias químicas liberadas na corrente sanguínea tornam a pele supersensível", explica Susan Kellogg, Ph.D. e diretora de medicina sexual do Instituto de Saúde Pélvica e Sexual da Filadélfia. Todo impulso está focado na satisfação que ele terá adiante. Enquanto isso, no andar de baixo, o pênis enrijece mais e mais.

Tirando o máximo proveito

Provoque, provoque, provoque - “Nesse estágio, uma parte do cérebro - de seu namorado o incentiva a seguir em frente e outra segura seus instintos. Sua missão? Fazer com que ele perca o controle”, aconselha Kerner. “A mente masculina tem enorme poder sobre seu estado físico. Então, o segredo é abusar de artifícios que façam com que esse homem fique ligado em você.” Que tal confessar um sonho erótico que teve com ele?

Mantenha o fogo - A partir de agora, qualquer toque sutil vai parecer intenso. Aposte em carícias leves e... Inesperadas. “Seu homem perderá o rumo tentando adivinhar qual será o próximo lugar que vai receber beijo, mordidinha, carinho”, diz a expert em sexo e Ph.D. Ava Cadell. Vale correr as unhas nas costas dele, roçar os lábios pelo tórax ou passar levemente a mão no bumbum.

Estágio 2 - Preliminares indomáveis

O cérebro - Ele sabe que deveria ir bem devagar para satisfazer você, mas, na verdade, está desesperado para partir para o ato propriamente dito. "Durante esse estágio, homens são ora delicados, ora dominados pelo instinto animal", diz Kerner.

O corpo - Conforme o tesão aumenta, ele fica mais sensível às carícias, a respiração acelera e o pênis fica totalmente ereto. "Quanto mais excitado está, mais o homem deseja ejacular", explica Kerner. "E ele fica desesperado para partir para a relação sexual, que vai levá-lo ao ápice".

Tirando o máximo proveito

Controle a fera - "Banque a malvada", sugere Warren Farrell, Ph.D., autor de Why Men Are the Way They Are (Por que os homens são como são). "Provoque-o, mas não deixe que ele assuma o controle". Um jeito de fazer isso é prender as mãos do seu amor sobre a cabeça e beijá-lo intensamente. Ou travar suas coxas na cintura dele deixando apenas a cabeça do pênis entrar.

Fisgue-o pelas costas - Roce delicadamente suas unhas pelas costas, coluna e bumbum do felizardo. "Os nervos da espinha e da cintura estão diretamente conectados ao pênis. Estimulá-los tem um efeito eletrizante", diz Kerner. Em seguida, encoste a superfície da sua língua no frênulo (aquela pele que fica embaixo da glande). "Você vai disparar uma descarga de prazer ao enviar esse estímulo inesperado pouco antes da penetração", diz Kerner.

Estágio 3 - Esticando o tesão

O cérebro - Todo homem sabe que, para garantir um grand finale, deve retardar o orgasmo. "Ele amansa seu instinto animal para não ejacular cedo e aproveitar mais a transa", conta Farrell. É como se seu cérebro entrasse no pause. "Desligar os motores mentalmente - pensando em uma imagem não sexual - faz com que se segure", explica Farrell. "O inconveniente é ter dificuldade em retomar o ritmo". Se isso acontecer, o gato tentará reacender o tesão mergulhando em uma fantasia. E isso poderá deixar você com a impressão de que está distante.

O corpo - "Variar é o segredo dessa etapa", diz Kerner. "E, nesse momento, a região da parte baixa das costas, bumbum e virilha fica sensível e irradiando ondas de prazer". E, como o bonitão é desafiado a não chegar ao clímax, precisa de diferentes fricções, ritmos e sensações que o ajudem a esticar o tesão. "Ao alternar as posições e a velocidade, ele fica excitado, mas não perde o controle", diz Kerner.

Tirando o máximo proveito

Ajude-o a comandar a montanha-russa de desejos - Ao perceber que seu homem está em outro planeta, engate um diálogo sexy. Vale dizer como se sente quando ele está dentro de você e dar pistas do que quer que ele faça dizendo "Vá com mais força" ou "Me beije".

Varie as sensações - Experimente estas três posições: chave de perna (junte as coxas, impedindo-o que penetre profundamente); amazona (você fica por cima e comanda o ritmo alternando investidas mais ou menos profundas); e missionário (deitada de frente para ele, apoie os pés em seus ombros), ideal para aumentar a fricção do rala-e-rola. Apenas lembre-se de entrar em sintonia com seu amor: "Preste atenção nas reações dele e vá devagar quando ele desacelerar", diz Kerner. Quanto mais tempo vocês se mantiverem assim, mais prazeroso será o orgasmo para os dois.

Estágio 4 - Orgasmo de ver estrelas

O cérebro - "Pouco antes da ejaculação, o cérebro dele para, tomado pelas sensações", diz Kerner. Após o clímax, ele sente um alívio. “Uma descarga de prolactina é liberada a fim de recompor O corpo -do esforço e desligar a mente de estímulos sexuais”, explica Kerner. Então, se o seu namorado pula da cama assim que a transa termina, não há nada de errado com ele. Outra reação normal é dormir. "A endorfina que provoca euforia durante o ato faz com que ele relaxe depois", fala Kerner.

O corpo - Pouco antes de seu homem chegar lá, você sente os músculos dele contraírem. Os testículos ficam apertados, a pressão toma conta do pênis e... Ele vai ao paraíso. "Acontecem quatro ou cinco contrações rítmicas em pequenos intervalos. Sendo que as primeiras são mais intensas", diz Kerner.

Tirando o máximo proveito

Otimize o orgasmo dele - Enquanto o gato geme de prazer, puxe o bumbum dele contra você. Quando o clímax acabar, diminua a intensidade. É que o organismo para de bombar sangue na direção do pênis, deixando-o incapaz de suportar nada mais do que uma penetração delicada. "Aí deslize os dedos pelo tórax dele", diz Kerner. "Esse tipo de toque fortalece a ligação entre vocês".