Ciúmes: 39 armas contra esse mal

Vamos discutir com leitoras e um psicólogo o porquê se sofre tanto de ciúmes. No final, um teste para avaliar você!

Atualizado em 25/06/2012

Reportagem: Karina Hollo - Edição: MdeMulher

Armas contra o ciúmes

A maioria das mulheres é ciumenta. E agora, o que fazer?
Foto: Getty Images

1- Por que a gente se atormenta? Insegurança e baixa autoestima estão por trás do ciúme. Uma pesquisa com 800 mulheres mostra que 95% se consideram ciumenta.

2. Todo mundo sente? "Sim, é uma emoção normal", diz o psicólogo Paulo Gaudencio. Porém, ela precisa ser controlada. "O primeiro passo é investigar se existe razão para o ciúme ou se é paranóia. O motivo precisa ser real, ou o ciúme deixa de ser normal."

3. Quando ele não sente ciúme? "Jamais conheci alguém que não sentisse um pingo de ciúme da pessoa amada", garante Gaudencio. "Há, porém, variações de grau e intensidade, além de diferentes maneiras de administrá-lo. Existe outro fato: em geral, os homens não costumam expressar o ciúme. Só você pode saber se está se relacionando com um homem insensível, maduro (seu ciúme é bem controlado) ou que não sofre nada porque não a ama. Como descobrir a diferença? Liste o que ele faz para ver você feliz. Quanto mais itens, melhor.

4. Devemos confiar em um homem? Se não confia no seu amado, por que continua com ele? A solução é conversar e esclarecer a situação. Antes disso, verifique se está disposta a saber a verdade e fazer o que for necessário: até romper, se for o caso. "Azucrinar um homem com repetidas ameaças desgasta a relação. Sem saber, muitas mulheres facilitam o surgimento da outra, de tanto reclamar sem tomar uma atitude efetiva", alerta o especialista.

5. Cabeça vazia, não! Em vez de ficar imaginando que está sendo traída, ocupe a sua mente com pensamentos produtivos. Ideias ruins atraem fatos ruins. Já uma cabeça saudável e feliz passa uma energia que é como ímã para o homem.

6. Namorando um ex-galinha. Vamos imaginar que, no namoro anterior, seu amor pulava a cerca sem peso na consciência. Isso significa que vai trair você? "Antes de ser assombrada pelo passado do rapaz, saiba que ele pode, sim, mudar de atitude, desde que tenha uma motivação", diz Gaudencio.

7. Um bom papo. “O ciúme pode sinalizar que algo não vai bem. Ótima deixa para conversar. Em vez de começar a investigar o ar que seu homem respira, reflita sobre o seu comportamento e o dele na relação, analisando o que realmente está abalando o namoro. Daí, fale com o seu amor, sem atacá-lo”.

8. A oportunidade faz o ladrão? Seu marido trabalha rodeado de mulheres e, a cada happy hour que ele marca, você ganha uma ruga.  Para com isso! Você confia no seu homem, acha que o contrato de fidelidade entre vocês é sólido? Então, aproveite a noite para sair com as amigas em vez de cansar sua beleza.

9. Blinde seu namoro contra traição. Sabe o que faz homens comprometidos traírem com tanta facilidade? A certeza da impunidade, a falta de limite. Que tal falar com todas as letras que se ele vacilar não terá seu perdão? Você ganha pontos se conseguir dizer isso sem aquele tom agressivo, apenas com firmeza e seriedade.

10. Bisbilhotar resolve? Não. Pelo contrário, só alimenta o monstro. Verdade que esse é um hábito bastante comum entre as mulheres: vasculhar, sem o namorado saber. O antídoto: no lugar de ceder à vontade de xeretar, encare a tentação como um alerta de que o romance está precisando de atenção.

11. Sem ceninha. Como domar o monstro no momento em que ele parece tomar posse de você? Saindo de perto do alvo para não reagir de forma a se arrepender. Depois, quando estiver mais calma, exponha civilizadamente o que está sentindo.

12. Argumentação poderosa. Uma boa tática para iniciar a conversa com seu amado é dizer como você se sente quando ele dá tanta atenção àquela colega de escritório. Em seguida, pergunte a ele como reagiria se você fizesse o mesmo com seu vizinho de mesa. Colocar o moço na sua pele vai ajudá-lo a entender melhor a questão e repensar as próprias atitudes.

13. Ele e os amigos. Como não roer as unhas se ele sai na quarta-feira com um bando de solteiros? "Ficar rodeado por más influências testa a força dos valores e princípios dele. Mas, se a compensação por ser fiel for boa, você pode se tranqüilizar", diz Gaudencio. Não desperdice tempo se martirizando. Ocupe a cabeça lendo um livro ou saindo para dançar.

14. Livre-se dos fantasmas. Digamos que você já tenha sido traída. Liberte-se desse trauma do passado assim: reflita sobre os deslizes que afundaram o relacionamento para poder fazer melhor da próxima vez. Desmanchado o nó, parta de coração aberto para um novo amor.

15. Quando vira doença? "Quando o ciume é intenso demais, frequente demais ou idéia fixa", responde Gaudencio. "Uma hipótese para o ciúme patológico é esta: o ser humano vive num eterno conflito entre os impulsos (o que quer fazer) e as normas (o que deve ou pode fazer). Viver a vida no outro não é nada saudável."

16. Ciúme da ex nunca mais. A sugestão de Gaudencio é analisar-se. "Será que o rapaz trocou bem? Se a resposta for positiva, pare de se atormentar (e de inclusive dar ideias ao seu homem). "Ele escolheu terminar com a outra e ficar com você."

17. Pílulas salvadoras. Trate-se como se estivesse solteira: produza-se para trabalhar, vá à academia, matricule-se num curso de línguas. Deixe claro que quer confiar no seu namorado, mas não tem nada de boba.

18. Pressentimento: o que fazer com ele? O mesmo que faz com a desconfiança: verifique se é real. Mas não sem antes concluir que tomará uma atitude caso a resposta seja afirmativa.

19. Funciona fingir que não liga? Não. Se prender a fera, mais cedo ou mais tarde você vai acabar tendo um ataque ou até somatizando a ponto de ficar deprimida. Caso tenha certeza de que tem motivo real para sentir ciúme, não deixe que as coisas se acumulem. A forma mais madura de lidar com esse sentimento é conversando.

20. Entenda o medo de perder. Ele é absolutamente normal  e, por isso, cuidamos do ser amado. O problema é quando esse medo se torna exagerado. Aí é hora de procurar ajuda.

21. Olha o círculo vicioso! Seu amor passa a trocar e-mails suspeitos. Você desconfia. Ele mente. Você reclama. Ele a chama de maluca. "Melhor do que entrar nesse círculo vicioso é se perguntar: 'Vou tomar alguma atitude prática para descobrir que minha desconfiança é verdadeira?'", aconselha Gaudencio.

22. Como descobrir se ele é verdadeiro com você. "O homem é um animal racional que fala o que pensa e age conforme o que sente. Se aquilo que seu namorado diz não bate com a forma como se comporta, há duas possibilidades: ou ele está mentindo ou não sabe ao certo o que sente", esclarece Gaudencio.

23. Para recuperar o controle. "O segredo é a libertação. Como? Ganhando consciência de que precisa combater o ciúme excessivo e tendo sua própria vida", ensina Gaudencio.

Táticas testadas por leitoras para domar o monstro

24. Inspire, expire. "Até ter certeza do que está acontecendo, respiro fundo e penso nas minhas qualidades. Fazer cena não leva a nada!"

25. Não se precipite. "Uma vez, entrei na padaria e vi meu namorado conversando com uma balconista que vive jogando charme para ele. Olhei bem nos olhos de ambos, cumprimentei e fui embora. Ele veio atrás falando que eu não precisava ter ciúme porque no coração e nos pensamentos dele só havia espaço para mim"

26. Ocupe seu lugar de honra. "Quando bate o ciúme, penso: ele poderia ter se envolvido com qualquer uma, mas escolheu a mim! Aí o sentimento vai embora."

27. XÔ, obsessão. "Esclareço minhas dúvidas e ando para a frente. Não dá para ficar com a pulga atrás da orelha o tempo todo, senão não vivo."

28. Fale claramente. "Quando alguma mulher vem cheia de graça pra cima do meu namorado, digo que é melhor ele deixar claro que não está sozinho. Senão, vai ficar sem mim!"

29. Invista em si mesma. "Acredito em mim. Então, me cuido: malho, curto minha casa, minhas conquistas, procuro estar sempre atualizada, assim me valorizo."

30. Seja mais esperta do que ele. "Se o meu noivo olha para outra, finjo que não captei e mudo de assunto. Se percebo uma fulana olhando para ele, capricho nos carinhos - assim, ela se toca e toma seu rumo."

31. Não fantasie. "Racionalizo. Sofrer pelo que não vejo e, pior, pelo que acho que pode estar acontecendo é uma perda de energia!"

32. Tenha fé no amor de vocês. "Confiar e conversar abertamente mantém o bandido sob controle."

33. Relaxe um pouco. "Se ele quiser trair, fará isso a qualquer momento, numa escapada na hora do almoço ou num falso futebol. Então, pra que se torturar?"

34. Sem paranóia. “Os ciumentos encontram sempre mais do que aquilo que procuram.”

35. "O ciúme toma tempo, você tem que andar espionando a outra pessoa, revistando os bolsos dela; não tenho tempo, sou muito ocupada."

Se o que está por trás é...

36. Insegurança

"Há duas hipóteses: ou a pessoa é mesmo incompetente ou se sente inferior ao que se cobra ser. No primeiro caso, a solução é tornar-se mais competente. No segundo, baixar a imensa expectativa", diz Gaudencio. Talvez você acredite que precisa alcançar a perfeição para merecer ser amada. Para estimular a segurança, entenda por que exige tanto de si mesma e diminua a cobrança.

37. Baixa autoestima

Você já se pegou pensando que qualquer mulher é capaz de levar seu amor embora? "Quem sofre de baixa autoestima tem medo de ficar sozinho e, por isso, topa qualquer relacionamento. Péssimo! O caminho para sair dessa é começar a se gostar. Só então viverá uma relação equilibrada”, diz o psicólogo.

38. Carência exagerada

A sua está acima do normal se você tem ciúme da relação dele com a mãe, os amigos... " Uma das hipóteses é baixa autoestima. A outra é simbiose. Você, muito racional, compõe uma unidade com ele, que é guiado pelas emoções. A saída é aprender a viver as emoções sozinha. Já pensou em sair com a sua turma para se distrair?", sugere o especialista.

39. Teste - seu ciúme é normal?

Seu querido se atrasa para chegar em casa. Você:

A. Fica preocupada, teme que algo de ruim possa ter ocorrido. Quando ele aparece, sente alívio.

B. Fica preocupada, teme que algo de ruim possa ter ocorrido, mas também passa pela sua cabeça a hipótese de traição. Quando ele aparece, pede explicações e acredita no que ele diz.

C. Fica enfurecida e começa a imaginar que ele está se divertindo com outra. Recebe-o de maneira áspera e desconfiada.

D. Tem certeza de que está sendo traída e o recebe de maneira extremamente agressiva.

Você entra no quarto e vê seu namorado se despedindo ao telefone. Sua atitude:

A. Pergunta simplesmente quem era.

B. Especula sobre quem era e qual o teor da conversa.

C. Espera a primeira oportunidade para investigar a última ligação recebida no celular dele.

D. Acha que a ligação foi interrompida por se tratar de uma traição amorosa.

Toda quarta, é sagrado seu amado sair com os amigos. Você:

A. Incentiva-o a cultivar as amizades e acha natural que ele tenha sua individualidade. Afinal, você quer o mesmo.

B. Aceita, desde que saiba com quem ele vai sair, aonde vai e como pode localizá-lo.

C. Não gosta, mas se vê obrigada a engolir. Controla a hora em que ele voltará para casa e liga durante o encontro no celular para se certificar de que está mesmo com os amigos.

D. Não admite e faz o possível e o impossível para impedi-lo de sair.

Resultado

Se respondeu mais A: Não é nada ciumenta. Você costuma dar atenção à relação, confia em si e no seu homem. Fique esperta apenas para que o excesso de confiança não se torne desleixo.

Mais B: Está na faixa da normalidade. Zela pelo relacionamento e está ligada nas situações que ameaçam o seu romance. Só não vale deixar que a sensação de perigo tome conta.

Mais A e B: Está no cenário ideal. Cuida do relacionamento e só sente ciúme quando percebe motivos reais.

Mais C: É uma ciumenta típica. Algo vai mal com você, com o seu namorado ou com a relação. Descubra o que é.

Mais D: Procure ajuda especializada. Seu comportamento revela um ciúme no mais alto grau, com risco de agressões físicas inclusive.