(none)

Como evitar o fim do relacionamento

Entenda porque os problemas sempre aparecem e conheça quatro medidas para evitar o fim do amor

Publicado em 26/04/2010

Conteúdo VIVA!MAIS
Casal triste

Descubra como enfrentar problemas no 
relacionamento
Foto: Getty Images

Não, não é fácil se relacionar! Afinal, após um tempo de romance, o pavio da paciência encurta e detalhes que nunca incomodaram, como não baixar a tampa do vaso sanitário, parecem motivos de sobra para declarar uma guerra mundial.

No entanto, tais crises - batizadas de nós pelo psiquiatra Alfredo Simonetti, autor do livro O Nó e o Laço -, nem sempre significam o fim do amor. E, segundo o especialista, a melhor alternativa é desatá-los. Como? Confira abaixo!

O que leva às crises?

Segundo o autor, a rotina é o principal motivo que desencadeia as crises em uma relação. Mas outros fatores, como insatisfação, falta de liberdade, ciúme e problemas financeiros também causam brigas. "Com o passar do tempo, o laço de amor, tesão e paixão se estreita até se transformar em um nó que prende, sufoca, irrita, confunde e acaba afastando duas pessoas que costumavam ser tão próximas", diz Simonetti. 

Não deixem de conversar 

Antes de pensar em desistir do amor diante do primeiro drama, entenda: as dificuldades fazem parte de qualquer envolvimento amoroso. Para superá-las, nada como a boa e velha conversa. "Algumas pessoas detestam discutir a relação, outras adoram e há quem não saiba nem por onde começar. Mas é importante tentar, pois a falta de diálogos a dois resulta em brigas c ausadas por problemas banais", ensina o psiquiatra.

Atitudes para salvar a relação

Avalie sua postura e invista nas dicas abaixo para reverter ou até tentar evitar crises

Casal sorrindo

Foto: Getty Images

1. Fuja da rotina!
Ir ao motel na sexta-feira ou pegar um cinema às quartas são ótimos programas. Mas fazer isso toda semana causa a sensação de mesmice. “Não é possível sair da rotina de forma muito planejada”, afirma o especialista. E, acredite, isso vai além da nossa consciência. "A mente humana funciona com o contraste. Por exemplo, se há um ponto de luz piscando em uma sala escura, é nele que se fixará sua atenção. Mas em cinco minutos você nem se lembrará mais da tal iluminação. Isso mostra que a mente se acomoda com a rotina", explica ele. Assim, surge a necessidade de atividades diferentes. No fundo, nem é ação que importa, mas o quão inusitada ela é para vocês.

2. Exija seu espaço
No romance, todos precisam respirar. “O diálogo é importante, mas a privacidade precisa ser mantida. Por isso, a relação a dois é um permanente movimento de juntar-se e separar-se”, diz Blenda de Oliveira, psicanalista membro da Sociedade Brasileira de Psicanálise. Para exigir seu espaço, você precisa aceitar a individualidade do parceiro. "Nunca pense que o outro quer ficar sozinho porque deixou de amá-la", diz Simonetti. Ainda segundo ele, quando tudo é feito junto, um dos dois começa a se sentir preso, sufocado, e os problemas não tardam a aparecer.

3. Demonstre o que você sente
"Muitos casais que já estão juntos há anos não se declaram mais. No entanto, mesmo sabendo que o sentimento existe, as pessoas precisam escutar o que o outro sente apenas pelo prazer que isso traz", diz o psicanalista. Então, anote a lição: declare seu sentimentos ao gato. Afinal, mesmo que ele tenha certeza do seu amor, não custa nada reforçar isso com palavras.

4. Seja responsável por sua felicidade
Não exija que o parceiro viva para satisfazê-la. Isso acarretará em expectativas frustradas, pois ele nem sempre fará seus desejos. "Ao diminuir as expectativas em relação ao companheiro, podemos incrementar a relação e torná-la uma boa surpresa diária", diz Blenda.

 

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

bucdopp chauffe main zippo http://www.jeuxselect.fr/18-jeux-de-hasard-et-de-chance-briquets-zippo - 24/02/2014 18:38:29

<b>marlene</b> - muito boa essa materia continue n¿s dando esta dica parabens - 29/03/2012 16:55:12

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.