nao

Exigente demais?

É normal não curtir algumas características nos homens que cruzam seu caminho. Mas tolerância zero significa sexo zero. E pode impedir você de viver um grande amor.

Publicado em 16/08/2012

Bárbara dos Anjos Lima e Luise Takashina

"Até que ele é bonito, mas não preenche meus vinte e cinco mil requisitos..."
Foto: Getty Images

 

Ele é lindo, tem um papo ótimo e se veste bem. Mas basta acender um cigarro na sua frente para que o gato promissor vire só mais um fumante com bafo que você jamais vai beijar. Sair com quem tem um filho? Pior ainda. Na sua cabeça, só dá para investir em um relacionamento se puder começar a vida a dois praticamente do zero. Será que você anda descartando todos os caras porque ninguém parece bom o suficiente?

Talvez seja a hora de pensar se não exagera nas exigências. Você pode estar se esquecendo de que é uma mulher normal (com inseguranças, manias e defeitos, como todo mundo) e pensando que é superpoderosa e, por isso, não pode aceitar qualquer um ao seu lado. Mesmo quando esse "qualquer um" é charmoso, tem um trabalho promissor e interesses semelhantes aos seus. Que tal baixar um pouco a guarda, descer do pedestal em que se colocou e dar uma voltinha pelo mundo real?


CHOQUE DE REALIDADE

Ter uma lista referência é perfeitamente normal. "Todas as espécies animais estabelecem critérios para a escolha do parceiro amoroso. Nós também. Se nos primórdios escolhíamos a cara-metade levando em conta atributos físicos, hoje a análise inclui estilo, posse e inteligência", diz a psicoterapeuta Renata Michel, professora da PUC do Paraná. Os gostos pessoais, claro, entram na jogada e também servem como linha de corte na hora de decidir se o relacionamento vai ou não para a frente.
Realidade cruel: você nem sempre vai ser aprovada. Um homem é capaz de dispensá-la porque você não é uma malhadora de carteirinha, por exemplo, enquanto outro talvez se interesse mais exatamente porque você não é encanada com a academia.


TÁ COM MEDINHO?

Se você nunca faz um namoro vingar, talvez esteja com outro problema além da síndrome de mulher perfeita: o medo de se envolver. Na expectativa de não perder tempo ou de fazer a sua parte para que o relacionamento dê certo, homens e mulheres criam um roteiro do que esperam de um parceiro. "As pessoas querem garantir que não vão errar, por isso definem padrões", diz Carlos Henrique Kessler, psicanalista e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Só que nem sempre seguir o seu roteiro é garantia de sucesso: às vezes, você pode se apaixonar por uma pessoa que, na teoria, não tinha nada a ver com o homem dos seus sonhos.

Agora, se as características de um cara com quem você está saindo realmente a incomodam, não embarque nessa história achando que ele vai mudar. Ficar com uma pessoa na esperança de que corrigirá problemas com o tempo é furada. "Você tem o direito de pleitear algumas transformações, mas não de impor", diz Thiago de Almeida, de São Paulo, autor do livro A Arte da Paquera (Letras do Brasil).
 

 

EXAGERAAAAADA...


Descartar um cara legal porque ele tem algo que a incomoda nem sempre é a decisão inteligente. Veja quando vale a pena deixar a sua cartilha do homem ideal de lado e investir:



•    Ele erra o português, mas o sexo é incrível

O sexo é bom. Ponto. O resto tem solução. Dê toques de como ele pode aprender a escrever melhor (lendo mais, por exemplo) e explique quanto isso é útil para a imagem profissional dele.



•    Ele ama sertanejo, mas é companheiro

Dê uma chance ao programa dele e vá às baladas. Em troca, sugira fazer algo de que você gosta. Tudo fica mais rico quando os dois estão dispostos a aprender de verdade um com o outro.



•    Ele é gordinho, mas a sua família o adora

Incentive o cara a entrar na academia e a fazer dieta. Você verá logo o resultado: ele vai estar mais vaidoso do que você e sua mãe ficará ainda mais fã dele!

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

ovvhdkmhf zippo pas cher http://www.jeuxselect.fr/6-2012-2013-choice-briquets-zippo - 04/03/2014 00:13:32

cssahgxon zippo pas cher - 02/03/2014 08:52:24

8QrKSb tgmyxwclmpte - 12/01/2013 13:17:35

FtXE8g wrikswqbzdsz - 12/01/2013 13:17:30

Nepf4, vocea detectou muito bem a formae7e3o de uma ptotaa que se considera de alguma forma propriete1ria da twitosfera e portanto donos dessa cultura e concordo que isso ne3o existe.Um bom exemplo do que vocea este1 apontando se3o as diversas discussf5es sobre a (indesejada) orkutizae7e3o do Twitter. Indesejada por quem? O perfil do ambiente (prefiro chamar redes sociais de ambientes) e9 definido por seus frequentadores.Aqui no Rio temos o conceito de Baixo . Tem Baixo tudo: Bebea, Vovf3, GLS etc.Os lugares se3o, obviamente, lugares e e9 a frequeancia que define suas caracteredsticas culturais.Entendo sua irritae7e3o com o lance das esferas, mas he1 sim blogosferas, twittosferas e, como gosto de chamar, digitosferas ou mesmo memeesferas (que incluem o papo de bar que ocorre offline).Onde quer que um grupo de pessoas se refana forma-se um Baixo ou uma Esfera.Por isso ne3o he1 MNSesfera, emailesfera ou Chatesfera pois ne3o se3o espae7os coletivos e sim espae7os privados e quase individuais.Em todo caso concordo que a maioria se refere e0s esferas como se fossem as pessoas e ne3o os locais e isso e9 um beco sem saedda.O Twitter pode nem vir a ser o Baixo definitivo. Pode aparecer outro lugar mais atraente para onde a maioria ire1. Aquela twittosfera continuare1 ali e a limitosfera (para mim a principal caracteredstica do Twitter e9 estar no limite entre online e offline) pode se mover para outro lugar carregando as pessoas que transitam intensamente entre online e offline. Veremos.Tenho dito a torto e a direito que uma nova cultura este1 surgindo, uma em que importantes pilares da atual estrutura social, poledtica, econf4mica e mesmo cultural e moral se tornare3o irreconhecedveis, mas he1 o que ne3o muda, o que na verdade este1 finalmente sendo resgatado das brumas do esquecimento e creio que e9 essa cultura que vc diz que ne3o muda: Humanos se3o seres sociais.Sejam baixos , esferas ou points todos se3o lugares onde as pessoas se encontram, se aproximam umas das outras. A diferene7a e9 que nos aproximamos de muito mais gente Telefone Ate9 uns poucos anos a gente sf3 se relacionava com quem estava perto, ente3o veio o telefone e passamos a poder conversar com os amigos e familiares distantes.Agora podemos conversar com centenas de pessoas em vez de meia dfazia em uma mesa de bar, mas a cultura e9 a mesma: conversas como as que tednhamos ao redor da fogueira enquanto fazedamos pinturas rupestres sobre a cae7ada do dia - 12/01/2013 05:13:59

<b>Cinda</b> - Boa tarde,e quando ele tem mau hálito e não melhora muito quando lava a boca? Ou então como lhe digo para ele ter mais higiene sendo ele uma flor de cheiro? - 12/11/2012 13:32:47

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.