(none)

Mitos e verdades sobre a vagina

É hora de passar por cima de alguns conceitos para ser mais feliz no sexo

Atualizado em 17/08/2012

Reportagem: Yara Mello e Theresa O’Rourke - Edição: MdeMulher

bolsa clitoris

Não tenha vergonha: a maioria das mulheres já se fez esse tipo de pergunta
Foto: Dan Forbes

"Cheira mal lá em baixo"
Esse é o mito que realmente irrita os especialistas, especialmente porque pode impedir as mulheres de aceitar e apreciar o sexo oral, a porta de entrada privilegiada para o orgasmo. Então, vamos lá! Toda mulher tem seu cheiro próprio, mas a maioria de nós tem um cheiro almiscarado — e os homens são biologicamente programados para ser atraídos por ele. Seu cheiro pode mudar de dia para dia, dependendo do clima e do que você comeu. Dito isso, é bom conhecer o seu cheiro, o que pode levá-la a identificar eventuais alterações. O que não pode existir é um odor de peixe podre e corrimentos amarelados ou esverdeados. Isso indicaria uma infecção.

"Ela pode ser muito apertada ou frouxa"
A menos que uma mulher seja virgem ou tenha tido experiências traumáticas de partos, não existem grandes diferenças nos canais vaginais. Normalmente, sentir a vagina apertada ou frouxa é uma questão de lubrificação. Se você estiver muito molhada, não há atrito suficiente. Se estiver muito seca, quase todos os pênis parecerão enormes. Mulheres que tiveram partos vaginais podem sentir os órgãos levemente mais soltos porque algumas terminações nervosas foram destruídas. Mas exercícios pélvicos podem ajudar a fortalecer o assoalho pélvico e os músculos que circundam a vagina. Contraia os músculos da vagina durante 2 segundos e relaxe. Repita durante 10 minutos. Você pode fazer em qualquer lugar.

"Você pode perder coisas nela"
Acha que seu absorvente interno se perdeu em seu corpo? Não há necessidade de chamar o esquadrão de resgate. A vagina não é um tubo sem fim. É como uma meia, ou seja, tem um determinado comprimento. O colo do útero tem um furo microscópico e apenas um espermatozoide pode deslizar por ali e chegar ao útero. Qualquer outra coisa será detida.