nao

Saiba 16 mitos e verdades sobre os métodos anticoncepcionais

Pílula, adesivo, anel, DIU... Saiba as vantagens e desvantagens de cada método e escolha o melhor para você!

Publicado em 01/06/2012

Helena Dias - Edição: MdeMulher

Conteúdo SOU MAIS EU!

Com tantas opções, é quase impossível não ficar com dúvidas a respeito deles
Foto: Getty Images

Dá para fazer sexo normalmente com o anel vaginal? E o adesivo, não sai no banho? Dói colocar o DIU? Se eu usar pílula por muito tempo posso acabar infértil? Hoje existem tantos métodos anticoncepcionais - ainda bem! - que é quase impossível não ficar com dúvidas a respeito deles. Todos funcionam bem no objetivo principal, que é evitar uma gestação fora de hora, mas cada um tem suas vantagens e efeitos colaterais, que o tornam mais indicado para essa ou aquela mulher.

1. Não pode usar absorvente interno com o anel vaginal: o absorvente íntimo interno pode ser usado, sim! Ele não empurrará o anel para o fundo do canal nem atrapalhará na hora de tirá-lo.
2. Quem usa o adesivo não pode pegar praia: poderosa para valer, a cola do adesivo não solta nem no mar!
3. É preciso fazer uma pausa para se "desintoxicar" do anticoncepcional: como a dose de hormônio atualmente é baixa, os anticoncepcionais podem ser usados sem pausa.
4. Posso emendar cartelas da pílula: use pílulas indicadas para isso, senão pode ocorrer sangramento fora de época.
5. Anticoncepcional engorda: isso só é comprovado no caso do anticoncepcional injetável de progestogênio..
6. Antibióticos cortam o efeito do anticoncepcional: nem todos os antibióticos fazem isso, mas vale usar preservativo quando tomar antibiótico.
7. Anticoncepcional previne contra DST: não importa qual método anticoncepcional você escolha: junto com ele, sempre use camisinha (a única que evita o risco de pegar doenças sexualmente transmissíveis, como a aids). Aliás, o DIU e SIU aumentam o risco de contaminação por DST.
8. Pílula causa varizes: se há histórico familiar, certas combinações hormonais podem provocar varizes.
9. Anticoncepcionais aumentam as chances de câncer: existem pesquisas que mostram que tanto os anticoncepcionais hormonais quanto o DIU ajudam na prevenção do câncer de colo do útero.
10. Anticoncepcional deixa infértil: depois de parar de usar o anticoncepcional, a fertilidade volta. O que acontece é que, com a idade, fica cada vez mais difícil engravidar.
11. A cordinha do DIU parece com a do OB: a cordinha que o médico usa para retirar o DIU fica para dentro do canal vaginal e não aparece.
12. Se vomitar após tomar a pílula, posso engravidar: caso tenha diarreia ou vomite logo depois de ingerir o anticoncepcional, você irá expeli-lo, perdendo seu efeito.
13. Fumante não pode usar anticoncepcional: antes dos 35 anos, a mulher fumante pode tomar a pílula normalmente, a não ser que tenha algum dos outros problemas que contraindicam o seu uso. Depois dessa idade, fumantes devem evitar os métodos que contêm estrogênio, pois a partir dos 35 ele aumenta a chance de problemas circulatórios no geral.
14. Se esquecer uma pílula devo parar e menstruar para começar outra cartela: o ideal é tomar a pílula esquecida o quanto antes e seguir o restante da cartela normalmente. No entanto, a prevenção se torna menos efetiva.
15. Posso engravidar mesmo usando anticoncepcionais: todos os anticoncepcionais têm uma margem de erro de pelo menos 0,01%. No caso da pílula, essa margem pode subir para 8% caso a mulher não a tome no horário certinho todos os dias.
16. Tomar pílula diminui a vontade de transar: algumas pílulas podem mudar o desejo sexual. Mas, aí, basta trocá-la por outra!