Sexo na gravidez: o que pode e o que não pode?

Machuca o bebê? Acelera o trabalho de parto? Esclarece suas dúvidas para você não deixar de ter prazer

Publicado em 04/07/2012

Lolita Leme - Edição: MdeMulher

Conteúdo ANAMARIA

Foto: Getty Images

Quando descobrem que terão um bebê, mais da metade dos casais que procuram o médico quer saber se sexo e gravidez combinam. A orientação geral é que, caso não existam problemas diagnosticados, como sangramentos e risco de parto prematuro, os momentos de intimidade só fazem bem. “Não há limites estabelecidos ou práticas não aceitas. Aconselha-se, apenas,
que ambos mantenham a mesma sintonia em relação aos seus desejos e que respeitem o corpo e a mente um do outro, sempre prevalecendo o bom-senso”, explica Mariano Tamura,
ginecologista e obstetra do Hospital Israelita Albert Einstein. “A mulher está passando por mudanças físicas, emocionais e hormonais e espera-se que o parceiro tente compreendê-las,
sendo cúmplice.”

Bebê protegido
Durante a gravidez, o bebê fica isolado dentro das membranas da placenta e da bolsa, além de estar entre as paredes do útero, que são formadas por músculo. “E o colo do útero, que é a parte
mais baixa do órgão e está em contato com a vagina, permanece fechado, como um estreito canal que deve se abrir apenas no momento do parto”, esclarece.

No fim da gestação
Em condições normais, as mudanças do corpo nesse período preparam o útero para iniciar as contrações. No fim da gestação, o sexo pode até ser benéfico. “O sêmen possui prostaglandina,
substância que, quando a mãe e o bebê estão prontos para o parto, favorece o começo das contrações e o relaxamento do colo uterino”, diz o médico.

As 3 melhores posições
No início da gravidez, não existem restrições. Mas, conforme a gestação vai evoluindo, o crescimento do útero e o aumento do peso pedem posições mais confortáveis e seguras. “São aquelas que não forçam a barriga nem a coluna da mulher”, detalha Tamura. Veja algumas ideias de posições:

1. Você fica por cima, controlando a profundidade da penetração.
2. Ele se coloca por cima, na clássica papai e mamãe, mas não deixa cair o peso sobre você.
3. Você se deita de lado, na posição “conchinha”, e ele fica atrás, de lado também.