nao

Dê um flagra na traição (e seja feliz sem ele!)

Aprenda a decifrar as pistas deixadas por um traidor e acabe de vez com a infidelidade masculina

Publicado em 30/06/2010

Dalila Magarian e Fernanda Allegretti

Foto: Getty Images

Desconfie se ele te agradar demais repentinamente. O traidor fica dócil porque se sente culpado
Foto: Getty Images

Que mulher ainda não teve vontade de virar uma mosquinha ou encontrar a capa da invisibilidade só para seguir de perto os passos do namorado e conferir se aquele futebolzinho era mesmo tão inofensivo? Verdade que, algumas vezes, as evidências de que um homem anda pulando a cerca são tantas que começamos a tropeçar nelas. Mas há casos em que fica difícil descobrir se tudo não passa de fantasia ou simples ciúme. Para muitas, a melhor maneira de colocar tudo em pratos limpos - sem confrontar diretamente o parceiro ou ir atrás dele disfarçada - é recorrer aos serviços de uma agência de detetives.

A espanhola radicada no Brasil Maria Angeles de Bekeredjian, ou apenas Ângela, é uma das profissionais especializadas em esclarecer esse tipo de desconfiança. De seu escritório, no bairro do Cambuci, na zona sul de São Paulo, ela administra 15 agentes que trabalham, entre outras coisas, na arte de pegar maridos no pulo. ''Em geral, a investigação não dura mais do que uma semana. É tempo suficiente para conseguir um flagrante, se o investigado for mesmo culpado'', diz a profissional. ''Antes de aceitar, pergunto à contratante se ela realmente está preparada para saber a verdade. Aquela que recorre a um profissional já tem indícios da traição e, infelizmente, em 90% dos casos, quem procura acha'', explica. ''Uma vez, descobri que a própria sogra saía com o genro. Quem podia imaginar? Mas era verdade.''


Olho clínico

A detetive carioca Márcia Marinho também é treinada em desmascarar infiéis. Ela se interessou pela profissão depois de ajudar uma amiga do colégio a descobrir a traição do namorado com uma vizinha. Em um de seus trabalhos mais recentes, confirmou a suspeita de uma esposa que encontrara um comprimido de Viagra caído no carro do marido. ''Logo no segundo dia o pegamos num motel em Botafogo, na zona sul da cidade. Eu e outro agente nos passamos por um casal e entramos atrás dele. Filmamos a chegada, a placa do carro e a acompanhante'', conta. Às vezes, nem é preciso ir muito longe para descobrir um salafrário à luz do dia. ''O caso do marido de uma cliente que trabalhava como auxiliar de enfermagem era com a síndica do prédio onde eles moravam. Quando convocamos a contratante para presenciar o segundo flagrante, ela perdeu as estribeiras e saiu dando bolsadas'', lembra.

Dona de uma agência de investigação há dez anos, a detetive paulista Giselle de Lucca também já teve de revelar a uma cliente o modo nada convencional como o marido aprontava. ''Ele parecia certinho, tomava café todos os dias em uma padaria próxima, fumava um cigarro antes de entrar na empresa e almoçava no próprio local. Até que na segunda semana o investigado saiu ao meio-dia em ponto, entrou no carro e dirigiu até um sobrado no bairro do Paraíso, sem nenhuma identificação do lado de fora. Descobri que se tratava de um negócio especializado em sexo sadomasoquista. Confrontado pela mulher, ele acabou confessando que achou o lugar na internet e acabou gostando.''


Diagnóstico correto

É importante que se diga: algumas mulheres se tornam tão paranóicas com a idéia da traição que torcem para que o flagrante se concretize, apenas para provar ao mundo que ninguém jamais irá passá-las para trás. Por isso, é bom perguntar se a vontade de contratar um detetive não representa ciúme excessivo ou doentio, baixa auto-estima ou trauma por ter sido enganada em uma relação anterior. Por essas e outras, Ângela, que é formada em psicologia, abre o jogo com quem a procura logo de cara. ''Digo que, se a suspeita for positiva, elas terão de tomar uma posição que pode acabar em briga ou separação'', comenta. A publicitária Stella, por exemplo, que há alguns anos usou os serviços da detetive para investigar o marido, confidencia que descobrir a traição a fez perder o chão. ''Ainda mais no meu caso, que não desconfiava de fato que ele tivesse uma amante. Eu achava que o meu companheiro tinha se metido em algum negócio ilícito, pois andava ausente e vivia viajando. Chegava sempre tarde e dizia não ter dinheiro para nada. Pensei que pudesse ajudá-lo se desvendasse o motivo de tanto mistério'', conta. Durante a investigação, Ângela descobriu que o rapaz mantinha outra família, com mulher e dois filhos. ''Levei um choque tremendo, mas reagi e fui direto para o escritório de um advogado'', diz Stella.

Uma cliente da detetive carioca Márcia Marinho teve surpresa semelhante. A profissional dá os detalhes: ''Ela era modelo, jovem, bonita e não entendia por que o marido não queria mais transar. O sujeito não tinha uma rotina fixa e corria muito no trânsito, por isso foi difícil segui-lo. Mas, depois de 28 dias de investigação, finalmente o flagramos na entrada de um motel na avenida Niemayer. O caso dele era com um travesti de boate''.


Evidências à parte

Antes de sair no encalço de um homem, uma boa profissional costuma analisar com a cliente se existem reais motivos para a suspeita. Será que a contratante anda carente ou exige mais atenção do que o namorado pode dar no momento? Ou o rapaz anda mesmo diferente? A intuição feminina, nesse caso, vale ouro. Quem está junto há algum tempo já conhece bem os gostos, a rotina e a personalidade do parceiro. Algumas mudanças, como perder o interesse por sexo, até podem revelar que algo não caminha bem nessa relação. Mas nem sempre representam sintoma de outra mulher na parada. É preciso refletir, ainda, se o moço obedece ao perfil ''galinha''. Por exemplo? Se o bonitão nunca abre mão de sair com outros amigos solteiros, sempre faz hora extra no trabalho, adora conversar com todo mundo em uma festa, deixa a namorada num canto, não é preciso bola de cristal para saber onde vai dar, concorda? Segundo Ângela, a suspeita de um homem ter se engraçado com outra merece pesquisa somente se houver algo concreto, como telefonemas sussurrados, mensagens melosas, sumiços inexplicáveis e cancelamentos sucessivos de encontros.


Lavagem de roupa suja

E depois de um flagrante? Nem sempre pegar um traidor no pulo precisa terminar de um jeito ruim. A primeira providência, em caso de constatação, é convocá-lo para uma conversa séria. Perguntar claramente o que o fez procurar carinho em outras paragens (e avaliar se a resposta soa sincera) pode fazer diferença. Será que o sexo caiu na rotina? As brigas surgem por qualquer bobagem? Faltou coragem para confessar uma atração passageira? Nesses casos, Ângela oferece aconselhamento conjugal. ''Para continuar junto, o casal precisa esquecer o passado e retomar a relação sem olhar para trás. Isso é muito difícil, mas não impossível. A terapia ajuda a botar para fora o que necessitaria ser dito entre quatro paredes e ficou bloqueado por qualquer razão'', explica. Mas será que a experiente detetive acredita mesmo que um traidor inveterado tem chance real de cura? Para ela, pular a cerca pode virar um hábito, quase um vício. O que faz diferença é o amor. ''Se o sentimento for bastante forte, pode sobreviver a uma escapulida e reflorescer são e salvo.''

Nesta matéria

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

mbt shuguli Dê um flagra na traição (e seja feliz sem ele!) - Traição - Amor e Sexo - MdeMulher - Editora Abril cheap discount mbt shoes http://www.broadcastgems.com/sale-mbt-shoes.html - 25/11/2013 22:06:19

Isadora - Concordo plenamente com a Lia agora! sempre fui fiel a ele e ele me traiu com minha amiga e os dois na maior cara de pau negando isso tudo. e ele queria que eu assumisse que eu trai ele no meu trabalho so pra cobrir a pouca vergonha deles. dele que e um safado e dela que e uma piranha. Agora vai ser assim deu levou o proximo nao vai fazer comigo o que ele fez nao vai mesmo. antes dele pensar ele ja ta levando!!!!! - 22/05/2013 17:48:04

Lia - Nao seja traída, seja traidora, chega de sofrimento mulheres... eu traio meu marido com um rapaz bem mais jovem e bonito e isso me faz me sentir melhor se ele me trair ja levou chifre até nos pés porque não tem mais lugar pra botar. kkkk - 19/12/2012 23:50:30

Monica - Fui casada com um homem que se mostrava louco apaixonado por mim, até eu me cansar perder o amor, a paixão e querer me separar. Ele nunca assumiu me trair, mas algo me impedia de chegar e me entregar como tempos atras. Como se tivesse uma intuição muito forte me revelando o obvio. Acabei me separando e descobrindo que fui traída por uma baranga, ñ me senti mal. Até porque procurei aquilo, pedindo a separação por diversas vezes. - 08/12/2012 13:17:12

debora sulamita de godoy - meu marido sempre tem desculpa pa tudo....e não larga o celular nem pra fazer xixi...dormi com o celular debaixo de seu travisseiro so trabalha trabalha....o que fazer....e inda diz que uma mulher ligou a ele chamando para sair....quando pedi o nmero me deu um numeroi que so da caixa postal...e outra pedir para ver o numero em seu aparelho diz que sem querer apagaou sozinho sumiu acha que ee faz jogo - 15/10/2012 14:06:36

estevão - traicão é simplesmente uma coisa errada de se fazer, mas não se trata da traicão mas do traidor, esse sim tem de reflectir bastante porque as mentiras necessarias para causar esse tipo de problema podem danificar para sempre a sua personalidade. mas o inportante e ser sincero e antes de fazer esse tipo de coisas, terminar a relacao com a pessoa com quem se compremeteu em estar. - 23/09/2012 10:54:26

Veja todos os comentários

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.