Peguei meu marido com outra

Ele levou a amante para nossa chácara, só não esperava a minha visita

Publicado em 06/11/2008

Marcela Delphino

Conteúdo SOU MAIS EU!

O meu sexto sentido me avisou que 
algo de estranho estava acontecendo 
Foto: Arquivo pessoal

Meu marido disse que ia passar o fim de semana sozinho na chácara. Explicou que queria pensar na vida... Eu o encorajei. Ele andava nervoso e nunca dizia o motivo. Depois de algumas horas, liguei para saber se ele tinha feito uma boa viagem. Ele disse para eu não me preocupar. Não sei por quê, mas naquele momento meu sexto sentido ligou um alarme.

Liguei para o responsável pela piscina da chácara. "Meu marido está aí sozinho?" O homem se calou. "Ou você diz ou eu vou até aí conferir." Insisti até conseguir a verdade: meu marido estava aos beijos e abraços com uma mulher, à beira da piscina. Peguei emprestado o carro de um casal de amigos, deixei meus filhos na madrinha e dirigi rumo à chácara. Eu estava num estado de choque tão grande que nem chorava. Ao chegar, vi uma fulana fechando o portão. Meu sangue ferveu, mas me segurei: não queria escândalo no meio da rua. Os dois saíram de carro e passaram por mim ? eu estava disfarçada, com óculos escuros e boné.

Reconheci o perfume que ficava nas roupas dele

Peguei a chave reserva com o cara da piscina e me escondi atrás de uma fonte. Passei três horas ali, até eles voltarem. Assim que saíram do carro, reconheci o cheiro do perfume que sentia nas roupas do meu marido. Os dois entraram carregando sacolas de supermercado, numa alegria que há muito tempo eu não via em nossa casa.

Corri pra dentro e disparei: "Vim ajudar você a pensar na vida, mas pelo jeito você já tem companhia, não é, meu bem?". Toda a minha fúria veio à tona. Olhei pra fulana e disparei: "Você é muito feia!".

A mulher correu para os fundos da casa, acho que ficou com medo de apanhar ? eu não chegaria a tanto, claro. Falei um monte para os dois sem encostar um dedo neles. Depois, coloquei os dois para fora da chácara.

Prefiro batalhar a viver uma mentira

Ele foi meu primeiro amor, e descobrir a traição foi bem traumático. Na época eu ganhava muito mais do que ele. Minha primeira providência foi separar as contas bancárias. Aos 39 anos tive de reconstruir a vida. Percebi que fazia muito pelos outros e não investia em mim. Decidi recomeçar do zero.

Deixei um cargo de responsabilidade numa concessionária para ser mais independente. Fiz cursos de massagem, depilação, manicure e, hoje, estou me dedicando a um curso de cabeleireira. Resolvi fazer o que gosto.

Preferi uma vida de batalha a viver na mentira. Nunca pensei em vingança, todos têm o direito de buscar a felicidade. O único erro dele foi quebrar o trato que fizemos quando nos conhecemos: "Se um dia o amor acabar, vamos resolver juntos, sem mentiras". Eu teria feito diferente, mas cada um é um.

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

nayara - Adorei a sua atitude nem todos tem a coragem de desfazer um a vida inteira os outros preferem o que é mais fácil.Parabéns !!!!!!!!!!!!Muito sucesso pois de resto vc esta conseguindo. - 26/02/2013 13:51:29

juliana - Viver de mentira é deixar de viver. Voce é uma guerreira! Antes deixa-lo do que estar iludida...Tá com uma pessoa só pra não dizer que estar só? melhor ficar bem so do que estar com cara de palhaçaparabéns pela escolha feliz! - 29/09/2012 01:36:18

Rayanne - Está certissima, boa sorte no caminho que você seguiu, seja muito feliz, pois se ele não está mas no seu caminho e porque Deus te livro, nada acontece por acaso. - 15/02/2012 00:50:03

jorge luiz - sou homen, fui casado por 16 anos e se eu tivesse ao meu lado uma mulher com metade do seu sentimento e da sua atitude com certeza o meu casamento nao teria acabado...parabens por correr atraz dos seus ideais ainda que a sua historia nao tenha tido o final que voc¿ esperava...Deus ¿ fiel. - 26/01/2012 04:23:17

BEATRIZ - VOCE FOI CORAJOZA MESMO MULHER - 11/11/2010 22:35:42

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.