Os perigos por trás da manicure

Ao embelezar as mãos, sua saúde corre riscos, como o de contrair Hepatite C e outras doenças

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 02/11/2008 em

AnaMaria
Os perigos por trás da manicure
AnaMaria
Os perigos por trás da manicure

Existem muitos perigos escondidos por trás de um simples alicate de unha
Foto:

Lixa de pé
Se ela foi passada no pé de alguém com micose, a próxima cliente do salão pode ser vítima dos fungos. 


Lixa de unha
Também pode transmitir micoses. A unha esfarinha e fica esbranquiçada.


Alicate
É o maior responsável pela transmissão de doenças como a Hepatite C e de infecções por bactérias, fungos e outros vírus, como o da verruga. Já o risco de se contaminar com o vírus da Aids é baixo, porque ele não resiste muito tempo vivo fora do corpo.


Bacias e potes
A água quente usada para amolecer a cutícula ajuda na proliferação de fungos. Por isso, compartilhar aquelas bacias de pé e mão é contra-indicado. A manicure deve amolecer a cutícula com algodão úmido.


Palitos de unha
Como são de madeira, não se costuma esterilizá-los. Por isso, são fonte de fungos que podem transmitir doenças à pele.


Fuja de armadilhas
Se você não pode ter o seu próprio kit, siga as seguintes dicas: peça à manicure que use lixas e espátulas de madeira descartáveis. Alicates, tesouras e espátulas de metal devem ser lavados com sabão, imersos em substâncias químicas capazes de eliminar todo tipo de bactéria (não vale acetona nem álcool) e depois colocados em uma estufa seca. Lixa de pé não tem jeito! Para não correr risco algum, o melhor é levar a sua de casa.

Mais

Mais: