Mancha no buço: acabe com ela

Saiba como se livrar dos chamados melasmas que aparecem no rosto.

Escrito por

Débora Lublinski

Atualizado em 18/07/2014 em

Boa Forma

um conteúdo de

Mancha no buço: acabe com ela
Débora Lublinski - Edição: MdeMulher

Suas manchas estão com os dias contados!
Foto: Thinkstock

Como se já não fosse castigo o suficiente conviver com uma mancha no buço, tomar sol pode piorar ainda mais a marca. Mas, calma, você não precisa ficar trancada entre quatro paredes! Siga o nosso guia, curta o sol sem culpa e sem correr o risco de que a mancha apareça (ou escureça, se ela já estiver lá).
 

Saiba mais sobre a mancha no buço

Não sei quantos anos você tem. Mas eu, que já passei dos 30, costumo brincar que depois dessa idade a pele se rebela e, em vez de ficar bronzeada, acabada toda manchada quando tomo sol. O quadro só piora quando uma mancha já se instalou no rosto. Estamos falando do melasma, uma marca de tom castanho que escurece principalmente o buço (mas também pode aparecer nas maçãs do rosto) de um número cada vez mais expressivo de mulheres.
 
"Apesar do uso de hormônios contraceptivos e da gravidez serem fatores que colaboram para o aparecimento do melasma, a exposição solar intensa é, sem dúvida, o maior gatilho para o surgimento ou agravamento do problema", diz Adilson Costa, dermatologista de São Paulo.
 
"Existem estudos que apontam uma piora de até 50% com a exposição solar", acrescenta Flávia Addor, dermatologista também de São Paulo. Por isso, proteger-se do sol (e não fugir dele) é a sua arma. Veja a seguir dez recomendações - da escolha do protetor solar certo para quem tem manchas a suplementos orais que combatem os danos do sol - para você não sofrer com as consequências do verão!
 

10 dicas para ficar livre das manchas

1. No rosto, é lei: FPS abaixo de 30 jamais! Apesar do fator 60 não proteger o dobro do 30 (a proteção aumenta apenas alguns pontos porcentuais), os dermatologistas acreditam que vale, sim, recorrer ao FPS alto. Isso porque não passamos a quantidade recomendada nem reaplicamos do modo que deveríamos como é feito no controle em laboratório.
 
2. O produto escolhido também precisa ter ação contra raios UVA, a radiação responsável pelo envelhecimento e, consequentemente, pelo aparecimento das manchas. Confira na embalagem.
 
3. Ativos antioxidantes agregados ao filtro solar também ajudam. É o caso da soja, do chá verde, da vitamina E, do coffeeberry e do extrato da planta Polytomas leucotomas. "São substâncias que diminuem os efeitos danosos do sol, sejam por seu efeito anti-inflamatório ou por combater os radicais livres", explica Adilson Costa. Também verifique esse benefício na embalagem.
 
4. Escolha um protetor com tom de base. "Está provado que o filtro com cor protege melhor contra a luz visível, um tipo de radiação do sol e de fontes artificiais, como o monitor do computador, que piora a mancha", diz Flávia Addor. De quebra, a tonalidade ainda disfarça o problema
 
5. Use um pó ou base por cima do filtro solar. Alguns já vêm com FPS. Eles também funcionam como uma barreira física contra os raios UVA, UVB e luz visível e camuflam a mancha caso você tenha optado por um protetor sem cor.
 
6. Reaplique o protetor a cada hora, principalmente no buço. "Transpiramos mais nessa área. Também podemos remover o produto passando a língua pelos lábios, bebendo água ou comendo alguma coisinha", lembra Flávia Addor. E isso não vale só para quando estiver na praia mas também no parque e até no escritório. Fique esperta!
 
7. Faça do chapéu outro aliado contra os raios solares. "Os produtos com FPS barram grande parte da radiação, mas o pouco que eles não protegem – algo ao redor dos 5% nos fatores mais altos – é o suficiente para escurecer o melasma", conta Adilson Costa. Em vez de boné, que tem aba curta, opte por um modelo maior (com aba circular) para fazer sombra até o queixo – seguro e chique!
 
8. Lance mão dos protetores orais, suplementos alimentares que complementam a ação dos cremes. "São cápsulas com ação antioxidante que protegem as células dos raios solares, diminuindo a produção de melanina, pigmento que causa a mancha", explica Roberta Bibas, dermatologista do Rio de Janeiro. Já existem produtos prontos, como a Tan Optimizer, da Imedeen, e a Fermeté, da Innéov. Elas combinam substâncias que agem a favor da pele de forma geral, melhorando rugas, firmeza e manchas. Também é possível manipular um comprimido personalizado. Roberta sugere ingerir 25 miligramas de pycnogenol, o extrato de uma planta, três vezes ao dia.
 
9. Também existem suplementos para clarear as manchas. Eles ajudam não só a prevenir o problema, mas também funcionam como bons coadjuvantes dos cosméticos, pois são poderosos despigmentantes. "É o caso dos ômegas 3 e 6 e do extrato de ácido elágico, extraído da romã", fala Adilson Costa. Essas substâncias também podem ser manipuladas na forma de comprido.
 
10. Depile o buço cinco dias antes de tomar sol. Qualquer método que arranca o pelo pela raiz (cera quente, fria e linha) vai irritar a área. E, apesar de não ter nenhuma lesão aparente, pode haver uma inflamação. Assim, a pele fica mais predisposta a manchar. Algumas mulheres se beneficiam com os cremes depilatórios para o rosto. Experimente, mas, primeiro, faça o teste de sensibilidade.