Ela transformou a mancha no rosto em marca de beleza pessoal

Mariana Mendes, de 24 anos, transformou o que era motivo de bullying em orgulho e beleza

Quando tinha apenas seis anos de idade, Mariana Mendes já tinha passado por três sessões pesadas de laser. O motivo? Com medo de que ela sofresse bullying, sua mãe tentava diminuir a aparência da marca de nascença que a filha trazia no rosto.

Leia mais: E se, em vez de amar nosso corpo, a gente só deixar de odiá-lo?

Os procedimentos, porém, não deram exatamente certo: além de a mancha ter continuado lá, ao longo da vida Mariana recebeu olhares tortos e se deparou com comentários desagradáveis o tempo todo. Confiante, porém, ela conta em entrevista ao tabloide britânico The Sun que isso nunca a incomodou – pelo menos não tanto quanto seus agressores gostariam.

Gente é amanhã que estarei no programa Encontro com Fátima Bernardes, vamos todos assistir em! Hahah ✌🏻✨

A post shared by Mariana Mendes (@marianamendes.m) on

“Eu não fico triste se alguém não gosta da minha mancha”, ela confessa. “Para mim, é como qualquer outra parte do meu corpo – então eu prefiro sempre me lembrar das vezes em que me elogiaram”.

Para a jovem de Patos de Minas, atualmente residente em Juiz de Fora, é justamente a marca, chamada tecnicamente de nevo melanocítico congênito, o que faz dela uma pessoa única. Não é inspirador?

Leia mais: A foto desta top sem make levantou um debate incrível sobre acne

Mariana trabalha como assistente de estilista e acumula mais de 10 mil seguidores em seu perfil do Instagram, onde comprova com suas fotos que, de fato, a mancha não atrapalha sua autoestima.

.

A post shared by Mariana Mendes (@marianamendes.m) on

Em entrevista ao G1, ela conta ter sido um dia procurada por alguém com uma marca semelhante à sua. “Uma garota que tinha uma mancha no braço certa vez me procurou e disse que tinha muita vergonha daquele sinal e que tentava sempre usar roupas e acessórios para esconder”, conta. “Ela disse que viu fotos minhas e, como parecia que eu lidava muito bem com a situação, quis saber qual era o meu segredo, já que não teria como esconder a marca”.

Leia mais: “Ter celulite é normal”, diz Ashley Graham

Mariana contou então sobre a forma como encara a vida e as críticas. “A marca nunca me incomodou”, ela conta ao G1, “eu sempre a vi como uma coisa boa”.

🐶 📷 por @heyohgabanti

A post shared by Mariana Mendes (@marianamendes.m) on

Ela conta ainda estar sempre de olho na saúde da pele, fazendo exames periódicos para se certificar de que está tudo certo com o nevo melanocítico congênito.

Depois de ter sua história compartilhada em jornais e revistas nacionais e internacionais, como o The Sun, o Daily Mail, o Metro e o Globo, Mariana não deixa dúvidas: mais do que sua aparência, é hoje sua atitude perante a vida o que mais chama a atenção sobre ela.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s