Microagulhamento: saiba tudo sobre a nova tendência facial

Fique por dentro da técnica que vem conquistando cada vez mais mulheres em busca de uma pele bonita e viçosa

Vem chegando o inverno, e, com a queda das temperaturas e a diminuição da exposição solar, é hora de investir nos tratamentos que dão aquele up no visual. Nesta temporada, a bola da vez está com o microagulhamento, técnica que vem fazendo sucesso entre famosas e mulheres que estão sempre antenadas com os lançamentos que combatem os sinais do tempo. A seguir, respondemos, tintim por tintim, às principais dúvidas sobre o tratamento.

Como funciona?

O microagulhamento é um procedimento feito por meio de microagulhas – mais finas que as agulhas de insulina – acopladas a um rolinho de aço cirúrgico conhecido como roller. “A técnica, indicada para rejuvenescimento facial, combate rugas, linhas de expressão e cicatrizes de acne; aumenta a penetração de ativos; e estimula a produção de colágeno”, afirma Aline Olivetto, fisioterapeuta dermatofuncional e coordenadora do Centro de Pesquisa e Treinamento (CPT) Siluets. O roller é aplicado sobre a área a ser tratada, e as microagulhas fazem furinhos na pele, atingindo a derme. Essas minúsculas lesões intencionais – que podem causar um leve sangramento – provocam um processo inflamatório. “Essa reação é esperada e intencional, já que, para combatê-la, o organismo aumenta a produção de colágeno, proteína que atua na firmeza da derme e favorece a regeneração do tecido”, explica Aline. O resultado é uma pele mais jovem e renovada.

Há dor ou ardência?

Segundo a especialista, trata-se de um procedimento bem tolerado. A rede de clínicas de estética Siluets, com mais de 90 unidades no País, por exemplo, conta com um protocolo exclusivo desenvolvido pelo CPT Siluets para a aplicação da técnica. Os profissionais usam um anestésico tópico, para que o tratamento seja mais confortável para o cliente. Depois da sessão, é possível perceber uma vermelhidão na pele, como se tivesse ocorrido exposição ao sol sem filtro solar. Mas essa reação desaparece após as primeiras horas.

Um rolinho (roller) é aplicado sobre a área a ser tratada e as microagulhas fazem furinhos na pele, atingindo a derme (Siluets/Divulgação)

Quais as vantagens?

O microagulhamento segue o mesmo princípio do Laser CO2 Fracionado, que é um ótimo equipamento, mas que tem um custo mais elevado e é mais agressivo, pois atinge a epiderme, camada mais profunda da pele. “O microagulhamento, por outro lado, apresenta os mesmos excelentes resultados e é mais seguro, já que não oferece, por exemplo, riscos de fotossensibilidade”, aponta a dermatofuncional do CPT Siluets. O valor da sessão avulsa na rede de estética é de R$ 495.

Em qual região do corpo pode ser feito?

Segundo a especialista, a técnica pode ser aplicada em todos os tipos de pele e em todas as áreas. Mas, como a intenção é rejuvenescimento, costuma ser feita principalmente em face, pescoço, colo e dorso das mãos – áreas que mais sofrem com a flacidez e, portanto, denunciam a idade. Para potencializar os resultados, o ideal é preparar a pele por meio de uma caprichada sessão de limpeza, nutrição e hidratação, sete dias antes de realizar o microagulhamento. “Na Siluets, usamos a Máscara Ouro, máscara da linha profissional da marca totalmente livre de parabenos, que, além de estimular a produção de colágeno, remove impurezas, desobstrui poros, oxigena e melhora a capacidade de absorção, preparando a derme para que responda melhor ao procedimento.” 

Quantas sessões são necessárias e qual o intervalo entre elas?

Os resultados aparecem logo na primeira sessão, mas podem ser necessárias até quatro. “Antes de o cliente iniciar o tratamento, ele passa por uma consultoria estética na unidade, que irá determinar o número de sessões, pois cada tipo de pele responde de uma forma”, afirma Aline. Além disso, depende do tipo de procedimento escolhido. Na Siluets, há o Microagulhamento com Vitamina C (indicado para amenizar manchas de uma forma global e revitalizar a pele), recomendado a intervalos de 7 a 15 dias entre cada sessão. Já o Microagulhamento com Fatores de Crescimento deve ser realizado com intervalos de 30 dias. Ele é mais indicado para clientes a partir de 26 anos e clientes que necessitam de maior estímulo de colágeno, como nos casos de cicatrizes deixadas pela acne, marcas de expressão e rugas mais evidentes.

O resultado é definitivo ou exige retoque?

Tudo depende da reação de cada organismo. Fatores como idade, hábitos de vida, exposição solar e cuidados com a pele influenciam diretamente os resultados em longo prazo. Mas é importante lembrar que, com o passar dos anos, a pele sofre um processo de envelhecimento natural, que interfere na produção de colágeno. Por isso, de tempos em tempos, vale a pena realizar uma manutenção para rejuvenescer e refrescar a aparência.  

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s