Adeus aos pêlos encravados

Tormento de muitas mulheres, os fios que crescem debaixo da pele podem ser eliminados

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 23/10/2008 em

Viva! Mais

um conteúdo de

Adeus aos pêlos encravados
Sabrina Felix
Evite espremer o pêlo para não manchar a pele

Evite espremer o pêlo para não manchar a pele
Foto: Dreamstime

Ter uma pele lisinha é o sonho de qualquer mulher. Mas, algumas vezes, somos acordadas por um pesadelo: o dos pêlos encravados. Mais freqüentes entre quem tem cabelos enrolados — pois os fios não nascem retos, dificultando sua saída —, eles atacam a maioria de nós e muitos homens... Nesses casos, o que fazer? Deixá-los lá, nem pensar. Cutucá-los pode ser pior, desencadeando inflamações e até cistos! Veja como minimizar os riscos e combater o problema.

Aparecimento

· Roupas muito apertadas — em qualquer parte do corpo, e não apenas nas pernas — favorecem o encravamento dos pêlos.
· Remoção com cera quente ou fria é contra-indicada pelos especialistas. Como o método arranca o cabelo pela raiz, o seu eixo de crescimento se altera.
· Apesar de só dissolver o pêlo, a depilação com creme também pode encravá-lo se o produto penetrar em uma ferida.
· A lâmina de barbear não provoca o problema, pois apenas corta o fio. Mas ela pode machucar a pele, facilitando a entrada de bactérias e, conseqüentemente, uma inflamação. Isso, sim, pode gerar o encravamento.

Combate

· No banho, adote um sabonete líquido livre de óleo mineral ou derivados de petróleo e uma bucha vegetal. Esfregue suavemente.
· Usar esfoliante regularmente ajuda a minimizar o problema. Passe-o três dias antes da depilação para expulsar a penugem encravada. No entanto, nem pense em aplicá-lo em regiões machucadas – irá irritá-las ainda mais!
· Recorreu à lâmina de barbear para deixar a perna lisinha? Então, lixo! Nada de usá-la mais uma vez.
· Depilação com cera quente/fria deixa os poros abertos, dilatados. Por isso, durante três dias, não use substâncias irritantes, como cremes e loções.
· Nunca reutilize a cera para a remoção dos fios. Jogue-a fora!
· Se sua pele estiver esbranquiçada ou rachada e for necessário usar algum produto, fique atenta às reações.
· Para retirar o fio encravado, recorra a uma pinça. Vá com todo cuidado para não machucar a pele!

Cuidados e tratamentos

· Resista à tentação e jamais cutuque o pêlo encravado. Além de piorar o quadro, sua pele pode ficar marcada!
· A penugem está muito profunda? Já para o dermatologista.
· Em caso de inflamação, o tratamento é feito com antibióticos de uso local.
· Se não melhorou, volte ao especialista, pois pode ser necessário drenar a lesão.

Estágios

Encravado: o pêlo cresce debaixo da pele. Não representa mal nenhum.
Inflamado: a área fica inchada e levemente avermelhada. Algumas vezes, apresenta secreção amarela e, em geral, causa dor.
Cisto: maior, dolorido e mais rígido do que a inflamação. A drenagem não garante que ele não volte.

Solução

A depilação definitiva a laser pode ser uma saída para reduzir o problema. Em geral, são necessárias seis sessões para cada região. Mas, saiba: o método elimina os fios existentes, contudo, não impede o aparecimento de novos. Portanto, pense bem antes de investir!


Agradecimentos: Cláudia Maia, dermatologista e integrante da diretoria-executiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia, e Renata Magalhães, dermatologista e médica -assistente da disciplina de dermatologia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)


 

Mais