Pelos encravados: livre-se desse problema

Aprenda a retirar os pelos problemáticos sem deixar marcas e veja como cuidar para que não apareçam após a próxima depilação

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 25/10/2010 em

Viva! Mais

um conteúdo de

Pelos encravados: livre-se desse problema
Pelos encravados: livre-se desse problema

Está na hora de se livrar dos pelos problemáticos
Foto: Getty Images

As causas

Geralmente, o pelo encrava porque o canal por onde ele passa fica obstruído. "As células mortas cobrem a saída e impedem seu aparecimento", explica a dermatologista Annia Cordeiro Lourenço. Lesões no poro causadas pela depilação também o deixam inchado e barram a saída. Além disso, o uso de roupas apertadas favorece esse quadro.

Como é

O pelo encravado passa por uma evolução. Começa como uma bolinha (que pode ser vermelha ou não), indicando que o pelo não nasceu corretamente. Em peles brancas, dá até para ver o caminho que ele faz. Se não for cuidado, o fio infl ama a região, que fica avermelhada - às vezes, uma secreção amarela aparece e causa dor. Depois disso, é possível que um cisto se forme: para reconhecê-lo, toque a área e veja se está maior, mais rígida e sensível.

As depilações

Cada pessoa reage diferentemente aos tipos de depilação. Especialistas apontam como melhor opção a definitiva, a laser, que queima a raiz do fio. O problema? O preço: é cara. Diante das outras alternativas, a depilação com lâmina, feita no sentido do crescimento do fio, "geralmente traz menos problemas, pois não arranca o pelo", diz Annia. Cremes depilatórios também funcionam assim (mas você deve checar se não é alérgica à fórmula).

Pelos encravados: livre-se desse problema

Depilação com lâmina não costuma causar problemas
Foto: Getty Images

Prevenção

Para não ter encravados, faça uma esfoliação para afinar a pele alguns dias antes de se depilar. Quando perceber que os pelos estão começando a nascer de novo, repita a esfoliação por três dias seguidos. "O processo deixa a pele mais preparada para facilitar a saída do pelo e evitar que fique encravado", ensina a dermatologista Gabriela Casabona, da clínica Vida. Para ter um efeito melhor, use esfoliante corporal com pequenos grãos em vez de passar uma bucha vegetal, que pode agredir a cútis.

Emergência

Recebeu um convite de última hora para ir a um encontro ou à praia e notou alguns pelos encravados? Você só poderá removê-los "se estiverem superficiais e sem inflamação", diz Mônica Linhares, dermatologista do Espaço Saúde Rio. Se for o caso, tenha muito cuidado: esterilize uma agulha, colocando-a no fogo até que fique vermelha. Espere esfriar e limpe com álcool. Então, fure a pele e retire o fio. Agora que ele passou da superfície, puxe-o delicadamente com uma pinça.


 

Mais