O colunista

Luiz Gasparetto
Luiz Gasparetto

Autor de 26 livros sobre desenvolvimento emocional, mantém o espaço Vida e Consciência, em São Paulo

Site: www.vidaeconsciencia.com.br

(none)
anamaria

Gasparetto e você

Deixe que digam, que pensem...

Pare de escutar as críticas dos outros e comece a dar ouvidos à sua voz interior. Ela, sim, fará você ser feliz de verdade
Por Luiz Gasparetto

Diante de uma crítica qualquer, muita gente se sente diminuída, ofendida, com a autoestima abalada. Aliás, você já reparou que vários elogios podem ser anulados por uma única crítica? Você pode até ser bajulada a todo momento... Mas basta alguém chegar e dizer que você deveria ser assim ou assado que tudo muda - mesmo que a pessoa diga isso de maneira delicada. Aquilo bate forte dentro do peito. Nossa, em situações como essa a gente fica totalmente desconcertada! E, automaticamente, adotamos uma postura defensiva.

É... os seres humanos são muito vulneráveis! Só de imaginar que vai ser criticada, você já muda a maneira de agir, já deixa de fazer as coisas como queria, não se coloca na vida como gostaria... E mais: tem gente que gasta uma vida inteira adotando posturas e atitudes falsas para evitar críticas. Então, preste atenção! Mesmo que você abra mão de ser espontânea para assumir diferentes modelos, jamais agradará a todos. Isso é impossível! E mais: você sempre será criticada por algum motivo.

Quero que você perceba que as críticas não terão esse efeito arrasador se você não der importância a elas. Isso mesmo! Se as pessoas fossem um pouco mais inteligentes, não escutariam crítica alguma. Ou escutariam, mas com muita reserva: "Fulano me disse tal coisa? Será que é verdade? É melhor eu verificar se o que ele disse faz sentido". Você deve tirar conclusões com base na sua própria observação. E o detalhe: sempre com a mente lúcida e tranquila, e com os pés firmes no chão.

O problema de receber críticas é quando a gente dá muito crédito à opinião dos outros. O que isso significa? Que você sempre se coloca em segundo plano. Desde pequenina, dá o lugar aos outros (não importa se está muito cansada), não machuca os outros (não importa quais sejam seus sentimentos)... Tudo é para os outros. O outro vai entrando de tal maneira em nós mesmos que temos um departamento na nossa cabeça que se chama Os Outros. Pode não haver ninguém controlando suas atitudes, mas você já está se justificando, dando satisfações. Que horror! 

Você? Ah, você está sempre em segundo plano, vai ficando lá no fundinho. E é por isso que as críticas magoam tanto seu coração. O segredo é um só: ponha-se sempre em primeiro lugar. Não estou estimulando o egoísmo, mas a autovalorização e a autoestima. Quero que as pessoas deem importância aos próprios dons e escutem os próprios sentimentos e emoções.

Acredite! O sucesso vem quando a gente deixa de ligar para as opiniões dos outros. Se você cair na loucura de ouvir o mundo para se orientar, vai acabar se arrebentando. E essas pessoas que você tanto considera serão justamente as primeiras a lhe desprezar, a largar você no meio do caminho. Porque a lei é essa: você só pode dar valor a quem tem valor.

Sempre que se deparar com uma crítica, pare e pense: "O que importa é o que eu sinto, não o que essa pessoa sente. O importante é o que eu ouço, não o que o outro fala. O essencial é o que eu penso, não o que o fulano ou o sicrano pensam. Dou valor àquilo que realmente sinto. A natureza me fez responsável por mim e assim o serei - para sempre!". 

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Il a AUCUNE soif de pouvoir, mais de vérité, de combattre les loups qui entrent dans la bergerie. ray ban sunglasses cheap http://www.alexandraknight.co.uk - 29/03/2014 09:53:09

Why should you? Do you understand what it¿s like to have a mentally disabled child or to be one? The difference is a matter of degree only¿except that the mentally disabled are not expected to conform to a mean that is unattainable for them, while intellectually extra-able folks are far too often expected to conform themselves to a mean that is, for us, the same as asking you to spend your life at the level of an intellectually disabled person. If you¿ve never read the short story, ¿Harrison Bergeron¿, by Kurt Vonnegut, you should. cheap oakleys http://cheapoakley.montecatiniterme.org/ - 16/03/2014 16:21:54

Regarding this draft positioning thing, I think it¿s a hybrid of the old way and what the NFL does. cheap ray ban wayfarer sunglasses http://www.ray-banoutletstore.co.uk/ray-ban-wayfarer-sunglasses-c-6.html - 15/03/2014 01:47:35

I just could not leave your website prior to suggesting that I really enjoyed the standard info an individual supply for your guests? Is going to be back frequently in order to investigate cross-check new posts. goedkope nike free run http://www.creampad.nl/ - 07/03/2014 02:01:41

foqrcgyy zippo dragon http://www.jeuxselect.fr/20-heroes-militaire-briquets-zippo - 03/03/2014 09:15:07

rvyqogweaih zippo tricks http://www.jeuxselect.fr/7-2013-2014-choice-briquets-zippo - 01/03/2014 17:33:16

Veja todos os comentários

Comentar

Li e concordo com os termos de uso do site.

Rede MdeMulher
Publicidade