(none)

Como superar um trauma

O trauma provoca a perda do controle das emoções. Encarar a situação ainda é a melhor forma de superar o choque

Publicado em 10/04/2013

Reportagem: Vicente Cardoso Jr. / Edição: MdeMulher

Conteúdo GLOSS

"O trauma é uma desorganização interna da pessoa", explica a psicóloga Cláudia Maria Sodré
Foto: Getty Images

Presenciar uma tragédia, ser vítima de um acidente ou de violência são situações que despertam um turbilhão de emoções para o qual não estamos preparados. "O trauma é uma desorganização interna da pessoa. Ela sente que sofreu uma ameaça tão grande que é impossível não se colocar naquela situação constantemente", afirma a psicóloga Cláudia Maria Sodré. Ela atuou no apoio psicológico aos sobreviventes e familiares das vítimas da tragédia na boate Kiss, em Santa Maria, na qual 240 pessoas morreram. "As atitudes costumam ser paradoxais: às vezes, a pessoa fica totalmente inerte; em outras, irrita-se com qualquer coisa. Criar pequenos conflitos é uma forma de manter longe as memórias ruins", explica a psicóloga.

Reações excessivas

"É normal reagir com choro, raiva e medo. Mas, se esse estado não regride, é provável que esteja se desenvolvendo uma doença psicológica", afirma o psicólogo Eduardo Guimarães, pesquisador do Rio Grande do Sul. Distanciamento social, alteração da consciência, reviver constantemente os fatos e hipervigilância são alguns dos sintomas de uma reação desmedida. Se ela ocorre só no primeiro mês, o diagnóstico é de transtorno do estresse agudo. Quando passa desse período, configura-se o transtorno do estresse pós-traumático. "Algumas pessoas têm uma reação intensa e em poucos dias se recuperam. Outras parecem encarar tudo tranquilamente, mas manifestam um quadro exagerado seis meses, um ano depois", explica Eduardo.

Violência urbana

Diferentemente de casos como o de Santa Maria, em que a necessidade de apoio psicológico é percebida de imediato, em situações vividas individualmente é mais comum negar o trauma. "Nos casos de violência urbana, a pessoa entende que precisa mesmo conviver com aquilo e pronto. Muitas vezes, só vai buscar ajuda quando as consequências do trauma, como insônia e medo de sair de casa, se tornam insuportáveis", explica a psicóloga Cláudia Maria Sodré.

Em psicologia, o conceito de resiliência indica a capacidade de superar adversidades e encontrar uma nova estabilidade, o que pode ser mais fácil para algumas pessoas - que até conseguem crescer a partir de uma situação traumática. O importante é saber que um choque emocional nunca deve ser uma condição permanente. "Mesmo quem reúne sintomas mais graves de estresse pode se livrar, se não de todos, pelo menos da maioria deles", afirma Eduardo Guimarães.
 

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Its like you read my mind! You appear to know so much about this, like you wrote the book in it or something. I think that you can do with some pics to drive the message home a little bit, but instead of that, this is great blog. A great read. I'll definitely be back. jeremy scott femme http://adidas-jeremy-scott-pas-cher.vartan-web.com - 19/03/2014 00:38:02

qccgexa recharger zippo http://www.jeuxselect.fr/12-bougie-et-utilitaires-briquets-zippo - 24/02/2014 21:17:18

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.