Cambará do Sul: um destino brasileiro capaz de tirar o fôlego

Conhecida como a terra dos Cânions, Cambará do Sul é um destino brasileiro famoso por suas paisagens deslumbrantes

Publicado em 03/07/2012

Conteúdo MÁXIMA

O Cânion do Itaimbezinho é um dos maiores do país. Lá, é possível fazer trilhas de aventura inesquecíveis
Foto:

Conhecida como a terra dos Cânions (são 60 vales profundos), a pequena Cambará do Sul, a 200 quilômetros de Porto Alegre (RS), é um destino brasileiro capaz de tirar o fôlego. Uma das paisagens mais famosas e deslumbrantes da região fica no Parque Nacional de Aparados da Serra, onde se localiza o Cânion Itaimbezinho - a formação tem 6 quilômetros de extensão e cerca de 700 metros de profundidade.

Não deixe de visitar também o Parque Nacional da Serra Geral, que abriga o Cânion Fortaleza, uma muralha gigante que chega a 900 metros de altura. A melhor notícia é que esses passeios têm acesso fácil, e começam com caminhadas tranquilas monitoradas por guias. Fora dos parques, a estrela de Cambará é a Cachoeira dos Venâncios: cercada por uma floresta de araucárias, a queda é formada por um impressionante paredão de 100 metros de largura.

Onde ficar

· João de Barro

A casa centenária onde viveu o primeiro médico de Cambará do Sul é hoje é a pousada de um gentil casal de senhores. Além de trilhas, na zona rural da cidade, os hóspedes também podem fazer cavalgadas pela região. 54/ 3251-1216, joaodebarropousada.com.br.

· Pousada das Corucacas

Logo na chegada, um laguinho cercado por muito verde sugere que os dias aqui poderão ser de descanso. Lá no fundo, rompe a paisagem uma cachoeira – garantia de bom banho no verão. Se tiver sorte, você pode ver e ouvir uma gralha azul entre as árvores. As acomodações são simples, mas em compensação há a calefação no banheiro e no quarto. 54/3251-1123, corucacas.com

· Pousada Pôr do Sol

O ex-caminhoneiro Rogério Borges decidiu montar uma pousada na cidade onde nasceu. Bem no centro e perto da casa de tios, primos e irmãos. Aos poucos, ele foi criando quartos simples e práticos. A noite, em um galpão com fogo de chão, diverte quem está hospedado. 54/3251-1290. pousadapordosol.tur.br

Onde comer

· Galpão Costaneira

R. Da. Úrsula, 1069 (Centro), 54/3251-1005. Cc: D, M, V; Cd: M, R. 2ª/sáb 11h30/15h e 19h30/22h. Variada/bufê. Arroz carreteiro, moranga caramelada, feijão mexido, canjiquinha e carne de panela são algumas das receitas do bufê de comida campeira. Há ainda carnes grelhadas e, entre as sobremesas, arroz-doce, sagu e amora em calda.

· Zuppa

Av. Getúlio Vargas, 1304 (Centro), 54/9631-1092.16h/22h30; mar/mai e set/out: 5ª/sáb 19h/22h30. Sopa. Num galpão de ar rústico, com piso de pedra e estrutura de madeira, serve 12 tipos de sopa, como mandioquinha, cogumelos, palmito e abobrinha com alho-poró. Para combater o frio, há também café e chocolate quente.

· Pizza Retrô

Av. Getúlio Vargas, 1088 (Centro), 54/3251-1181. Cc: A, D, M, V; Cd: M, R, V. 3ª/dom 19h/23h. Pizza. Aconchegante e disputada, a casa tem objetos antigos na decoração e música ambiente com discos na vitrola. Entre as pizzas, algumas levam coberturas à base de ingredientes regionais – como charque, picanha serrana e paçoca de pinhão.

O que fazer

· Parque Nacional de Aparados da Serra

É o lar do famoso Cânion do Itaimbezinho, o mais belo da região. As duas trilhas até ele partem do centro de visitantes. O trajeto mais popular é a trilha do Vértice (45 minutos), feita parcialmente sobre passarelas com vista para as cachoeiras da Andorinha e Véu de Noiva. Outra caminhada fácil é a trilha do Cotovelo (duas horas), que passa pela Véu de Noiva e pelos arroios Perdiz e Preá até chegar ao Itaimbezinho. Para evitar atalhos errados, vá com guia (R$ 50 cada trilha, para até cinco pessoas), e de manhã, para fugir da cerração. No inverno, tudo é mais nítido, mas é preciso encarar um frio de lascar. Evite setembro, o mês mais chuvoso.

Acesso: Do Centro de Cambará até a portaria Gralha Azul são 18 km de estrada de terra cheia de pedras (cuidado nos dias de chuva). Quem vem de Praia Grande pega 22 km de estrada de terra íngreme.

Informações: O parque (3251-1277) funciona de 4ª/dom, das 9h às 17h. R$ 6 (entrada); R$ 5 (estacionamento, valor por carro). Os guias devem ser contratados na Associação de Condutores Locais de

Eco-Turismo (3251-1320), em Cambará do Sul.

Atração dentro do parque

· Cânion do Itaimbezinho

A principal atração do Parque Nacional de Aparados da Serra impressiona pela beleza de seus paredões verticais, com até 720 m de profundidade e 6 km de comprimento. Ao contrário dos outros cânions, Itaimbezinho tem as margens cobertas por densa vegetação de araucária. Para vê-lo, siga a trilha do Vértice ou do Cotovelo, ambas fáceis. Parque Nacional de Aparados da Serra.

Parque Nacional da Serra Geral

Quase não há estrutura neste parque criado em 1992 - apenas uma guarita do Instituto Chico Mendes controla o acesso dos carros. Pouco importa: é nele que fica o impressionante Cânion da Fortaleza, que pode ser visto do mirante, um dos pontos mais altos da borda da garganta. Ao norte, uma trilha de 25 km (oito horas) leva aos cânions Malacara e Churriado, de onde há bela vista panorâmica de paredões e cachoeiras. No caminho, você pode observar os cânions do Corujão e Fundo do Leão. Prefira ir de manhã, pois à tarde pode haver cerração, que atrapalha a visibilidade. Como o parque não tem sinalização, é fundamental contratar um guia (R$ 125, para até cinco pessoas) e agendar antes com o Instituto Chico Mendes.

Acesso: Do Centro de Cambará até a portaria próxima ao Cânion da Fortaleza são 23 km (14 deles em estrada de terra cheia de pedras em alguns pontos).
Informações: O parque (3251-1277) funciona das 8h às 17h. Os guias devem ser contratados na Associação de Condutores Locais de Eco-Turismo (3251-1320), em Cambará do Sul.

Atrações dentro do parque

· Cânion da Fortaleza

Não dá para ficar indiferente diante dessa incrível muralha verde de 7,5 km de extensão, 900 m de profundidade e 1 500 m de largura. O ponto mais fácil para vê-la é do mirante - acesso por caminhada de 50 minutos a partir do estacionamento. Em dias de pouca nebulosidade, avista-se, bem ao longe, os prédios de Torres, no litoral gaúcho, e a Lagoa do Sombrio, em Santa Catarina. Parque Nacional da Serra Geral.

· Trilha até a Pedra do Segredo

Depois de 7 km na trilha, com a Cachoeira do Tigre Preto no caminho, a Pedra do Segredo surge bela e intrigante. Como um bloco de 5 m de altura consegue se equilibrar em tão pequena base rochosa? Recomendável ir com guia (R$ 35, para até cinco pessoas). Prq. Nacional da Serra Geral.

· Cachoeira Tigre Preto

Parada obrigatória para quem faz a trilha do Cânion da Fortaleza, no caminho para a Pedra do Segredo. São três quedas-d'água. Parque Nacional da Serra Geral (Cânion da Fortaleza). R$ 50 para até cinco pessoas.

Outras atrações

· Cachoeira dos Venâncios

A mais famosa da cidade. É uma sequência de quatro quedas no Rio Camisas - a primeira delas escorre por um paredão de 100 m de largura. R$ 5. Estr. p/ Jaquirana, km 13 (Fazenda da Cachoeira), 22 km (13 km de terra)

· Shopping Rural

Lojinhas vendem mel e outros produtos toda região. Estr. do Faxinal, 1001 (Centro), 3251-1703.

 

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

According to our friends over at Asphalt & Rubber, that's a 10-hp increase from last year. Along with slimmer, more aerodynamic fairings and a bit more battery capacity, the team has hopes of the 529-pound bike rounding the course at an average speed of 115 mph. If it does, that would be a new record and likely enough to put it ahead of all comers. honda cbr oem fairings http://hondacbr600rroemfairings.tripod.com - 02/06/2014 07:53:39

The beaky front fairing gives the Ninja 1000 a crouched and restless feline profile that¿s ready to leap with all ferocity. The slats at the edges, the angular fuel tank, body panels draped in a mix of black and green. magicleveragorg sitemap http://www.magicleverag.org/sitemap.xml - 13/05/2014 21:15:03

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.