Equipe Riso: o projeto que incentiva a doação de gentilezas

Conheça o projeto Equipe Riso, de Belmonte, na Bahia, em que um grupo se empenha para proporcionar um dia a dia mais feliz para a comunidade

Publicado em 16/02/2012

Lígia Menezes

A Equipe Riso é formada por um grupo de pessoas empenhadas em proporcionar um dia a dia mais feliz para a comunidade
Foto: Divulgação

Em Belmonte, pequena cidade da Bahia, uma turma animada acredita que generosidade não é apenas doar objetos, mas doar gentilezas. É a Equipe Riso, projeto coordenado por Tata Campos, que existe há quase quatro anos e ensina às crianças habilidades que elas não aprendem na escola. Confira a entrevista:

Como é composta a Equipe Riso?

A Equipe é formada por um grupo de pessoas empenhadas em proporcionar um dia a dia mais feliz para a comunidade. Temos pessoas nas mais diversas funções: desde pintores, faxineiros, músicos, dentistas, médicos, donas de casa, crianças... Cada um colabora com o que tem de melhor. Quem criou foi meu marido Maurício, que é dentista. Ele mora em Santos e em Belmonte (15 dias em cada local). Quando chegou em Belmonte pela primeira vez, seu objetivo era bem pequeno: retribuir a forma gentil com que a cidade nos recebeu. Hoje, alcançamos muito mais do que isso. Faço de tudo um pouco: desde pesquisas na internet até descarregar caminhão de doações.

O que é doar gentilezas para vocês?

É doar atitudes positivas, sorrisos, por favor, obrigado... Pode parecer comum, mas em uma cidade onde as pessoas já têm a difícil missão de sobreviver com tão pouco, falar de Portinari, incentivar os talentos musicais, ler histórias para crianças, apresentar uma bailarina de verdade, profissional, fazer cineminha na praça e outras coisas, são gestos que podem, com certeza, transformar o lugar e as pessoas.

O que a Equipe Riso faz no dia a dia?

Conseguimos firmar uma relação de confiança, graças a um trabalho diário. Temos o Studio Riso, onde, diariamente, 20 crianças passam as tardes aprendendo coisas que não são ditas na escola, como boas maneiras, e ouvem histórias sobre Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Ziraldo, Toquinho, Portinari, Gandhi...

Temos também o Largo do Riso, que foi montado onde antes era um terreno baldio. Construímos palco, camarim, banheiro e bar. Hoje, é nosso local perfeito para apresentações musicais, inclusive do Coral de Risos, que é formado por 50 crianças da comunidade. Ainda temos o Momento Riso, uma hora na rádio comunitária, três vezes por semana, para falar das coisas boas da cidade e dar chance aos jovens locutores. Isso sem falar nos eventos, como a cãominhada, que já esta na quarta edição, um trabalho bem legal de conscientização sobre a importância de recolher as fezes dos animais. Nela também oferecemos atendimento veterinário de prevenção gratuito.

O que é a banda Riso?

São 10 jovens de 15 a 21 anos. Nenhum deles tinha experiência como músico, todos aprenderam sozinhos. Estamos juntos há quase três anos. Antes, eles ensaiavam na praça, com instrumentos doados. Até construímos o Largo do Riso. Aí, ganhamos uma aparelhagem de som de um amigo.

Pessoalmente, como você pratica gentilezas em seu dia a dia?

Eu passo 15 dias na Bahia e 15 em São Paulo. Assim, me envolvo com muitas pessoas diferentes e procuro conversar com todos da forma mais atenciosa possível. Aprendi a dar valor às histórias dos outros, a ouvir com atenção. Não tenho mais tanta pressa, consigo me dar o luxo de doar meu tempo para, pelo menos, tentar fazer o dia do outro um pouco mais alegre.

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Rosineide - Parabens, exemplo maravilhoso tao neces¿rio e grandioso em um mundo em que o individualismo e materialismo est¿o se expandindo, Deus aben¿oe a todos que contribuem com este projeto - 18/08/2012 20:44:58

Lita - Parab¿ns meus queridos. Que trabalho grandioso,quantas pessoas com certeza j¿ s¿o e ser¿o beneficiadas com o amor de vcs. Aqui onde resido, estamos iniciando uma campanha " RETRIBUINDO COM AMOR", consiste em fazermos ( pessoas da sociedade e da 3¿ idade) quadradinhos de tecido branco, bordado, pintado,etc, com dizeres de otimismo, passagens b¿blicas, frases de efeito,etc e com uma equipe de volunt¿rios, visitamos idosos doentes , em sua resid¿ncia, oferecemos a colcha que fizemos com os quadradinhos, fazemos com eles um lanche ( que levamos), as unhas, cabelo, cantamos, contamos hist¿rias, enfim procuramos retribuir o que um dia fizeram para n¿s e saimos mais alegres que eles. Vale relatar que tenho 66 anos. bjs. Grande abra¿o fraterno a todos. - 01/06/2012 19:56:21

Valentina - que beleza, mas que grande inciativa...."doadores de sabedoria", "doadores de gentileza"...é um começo, mas vamos tbém doar respeito, vamos doar responsabilidade..vamos doar ética....vamos doar correção...afinal, o que é praticar gentilezas para quem pratica o errado?o que é "doar sabedoria" para quem acha que errado sempre são os outros?ora, me parece uma grande hipocrisia doar gentilezas e mais ainda "doar sabedoria" e ser alguém que não sabe respeitar os outros, brinca com coisas sérias e menospreza a vida dos outros qdo desconsidera os efeitos do mal que pratica, como se tudo e as todos fossem...nada!O que se pode esperar de pessoas assim? - 03/05/2012 22:07:36

ian - Que trabalho espetacular, gostaria muito, e vou, dar um abraço nesses caras pelo grande trabalho q ele fazem. Sou belmontense(com muito orgulho) sei dos problemas da cidade e posso afirmar, é exatamente disso que a cidade precisa !!! cultura e informaçao !! entao, como belmontense eu digo: MUITO OBRIGADO !!!!! - 23/04/2012 22:50:18

Val Oliveira - Atitudes simples para um mundo melhor!! Parabéns pela idéia!! - 02/04/2012 18:44:53

Lidaianne - Simplesmente fant¿stico. Exemplos assim deveriam ter todo o destaque em nossa imprensa. Meus parab¿ns ¿ Equipe Riso. - 22/03/2012 10:11:33

Veja todos os comentários

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.