11 out

time dos casados, time dos solteiros

O que faz o homem brochar?

Por Alex Xavier postado em 11/10/2012 às 11h59

Comentários (14)

Uma amiga me contou que gostaria de apagar o último sábado da sua memória. Primeiro porque, torcedora fervorosa do Palmeiras, viu seu time levar de 3 a 0 do São Paulo. Pouco depois, ela também perdeu pelo mesmo placar. Foi até a casa do mocinho com quem começava a ficar, louca para sair do zero a zero. Seria a primeira transa deles. Mas o coitado refugou três vezes, deixando o clima bem chato. No dia seguinte, ela me ligou para perguntar o que faz um homem brochar.

Estudos variados indicam que ao menos metade dos homens do planeta vai ver seu bolo murchar no forno alguma vez na vida. Porque são muitos os motivos que podem fazer uma serpente encantada virar, em instantes, uma tartaruga assustada. O modo como cada um encara tal imprevisto varia de acordo com a autoestima dele e a intimidade do casal. Se um dos dois fizer estardalhaço demais na hora por isso, as chances da temperatura voltar a subir caem drasticamente.

No caso da minha amiga, aposto que a ansiedade teve muita influência no baixo rendimento do rapaz. Antes de se encontrar, os dois colocaram nas alturas a expectativa sobre aquela estreia. Ambos também têm muitas amigas em comum e a responsabilidade de fazer bonito diante de todo esse grupo pode ter pesado demais na cabeça dele. Quando a bola bateu na trave pela primeira vez, o sujeito deve ter ficado ainda mais tenso, com pressa de mostrar serviço. Afobou-se e manteve a bandeira hasteada a meio-mastro a noite toda.

O homem pode focar demais em agradar e esquecer de curtir. Também não ajuda nada, no meio do sexo, ocupar a mente com outras preocupações, como o trabalho ou as finanças. O tipo errado de preservativo (já tentou vestir um jeans dois números menor do que o seu?), a escolha de um local ou uma posição desconfortável (definitivamente, sexo em banheiro de avião não é tão bom quanto dizem), interferência externa (vizinho cantando sertanejo no karaokê quebra o clima)… Pode ser qualquer bobagem dessas.

Por experiência própria, digo que é melhor não tentar grandes façanhas sexuais depois de perder a conta das taças de espumante em uma festa de casamento. Recentemente, descobri que até “excesso de erotismo” não é muito legal. Outra amiga me falou sobre uma conhecida sua. Mesmo linda e gostosona, os homens sempre brochavam com ela. Ninguém entendia. Até que, em uma viagem com a turma, todos escutaram uma transa dela e descobriram o porquê. Tentando soar sexy, a garota exagerava nos gritos imitando personagem de pornô barato. Parecia que estava sendo torturada pela CIA na prisão de Guantánamo.

Enfim, é fácil perder a concentração. Mas se o cara ficar encanado não vai tirar isso da cabeça nas próximas tentativas – nem quero imaginar como três falsos alarmes na mesma noite afetam a moral do machão. Por outro lado, muitas mulheres gostam de carregar a culpa também. Umas acham que erraram na escolha da lingerie (sério, se o cara baixar a guarda por causa de uma calcinha bege, ele é frouxo), outras pensam que não se depilaram direito (lembre-se: a Playboy da Vera Fischer vendeu adoidado). Se tentar encontrar uma razão vai dar importância além da conta ao ocorrido. A não ser que aconteça com freqüência, deixe a encanação com a gente.

Então, o que a mulherada pode fazer nessas horas? Para começar, evitar a paranóia e não entrar em pânico ao primeiro sinal de corpo mole. Há uns meses, uma leitora me escreveu porque seu garanhão, que até então tinha tirado nota dez com louvor, falhou uma única vez na noite anterior. Ela questionava se havia algo de errado com ela ou com a relação, se ele havia perdido o tesão nela, se estava com outra ou ainda se ele tinha algum problema incurável de saúde… Calma, mulher! A luz da bateria acende e você já fala em trocar o motor?

Alex Xavier

Devo ter cara de bom moço. A maioria das mulheres que não quiseram nada comigo e até algumas que um dia quiseram não vêem problema em falar comigo sobre outros caras. E como tenho mais amigas do que recomendam os médicos, ouço muitas histórias. Só posso oferecer a minha visão prática masculina. Ou seja, se a ideia é apenas ter alguém que escute seu desabafo, bata no seu ombro e diga "eu entendo", procure uma mulher. Sou homem e dou minha opinião mesmo quando não solicitado.

amigomacho.nova@gmail.com

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com

Comentários (14) em "O que faz o homem brochar?"

  1. Mila disse:

    Nada melhor do que paciência e cumplicidade… Homens nao sao máquinas que precisam funcionar sempre. Mulheres também brocham.
    Na minha opiniao, é necessário que nessas horas a mulher demonstre paciência, compreensao e respeito. Afinal, homem é gente e tem direito de brochar vez ou outra. Agora se ela nao tem compreensao pra tanto, melhor mesmo é comprar um vibrador. Pronto.
    Eu nao ficaria pirada se meu parceiro brochasse uma vez. Se isso acontece com freqüência, daí a história é outra. Meu parceiro nao vai ser menos macho, menos atraente ou menos gostoso por causa de uma brochada…

  2. Meire disse:

    A expectativa de se sair bem demais acaba afetando o desempenho, e aí rola esse clima pesado de ter brochado. Mas, mesmo assim, esse momento, pode ser recuperado,se os dois quiserem realmente. A mulher tem o dom da sensualidade e paciência, e através da sua habilidade e tbm carinhos apimentados lógico, ela vai deixar um clima mais a vontade para os dois amantes. E qdo o homem percebe todo esse tesão vinda da parceira, ele com certeza vai aos poucos relaxando,se sentindo seguro consigo mesmo, conseguindo recuperar todo o vigor do seu sexo . Depois, os dois podem se deixar levar pelo prazer de uma noite de amor.

  3. tania disse:

    nada ver o seu post,na verdade nao falou nada que tenha a ver com o titulo, onde esta escrito o que fazo homem brochar? vc falou tanto que ao final perdeu o foco do assunto… mas td bem da proxima vez nao esquece de focar no tema do titulo do post. bjs (nao leve a mal a minha critica)

    • D A S disse:

      Minha querida Tânia, boa tarde. Não sei se vc procurou respostas em um outro site, coisa q vou fazer agora, porém faço questão de expor a minha “experiência”, se assim posso chamar. Enfim, há 10 dias conheci uma menina da minha idade (32a), e ela é bonita a meu ponto de ver, mas cara, na boa, beija horrivelmente mal. Tipo, parece q vai engolir minha boca, e quando vamos brincar e tal, parece que vai arranca-lo fora. Cara, to me sentindo mt mal pq acabo broxando com ela. E só fico legal msm qndº a pego de 4. Ai o bicho pega. Já procurei falar com ela pra ir mais devagar no beijo e na brincadeira, mas acho q ela não entendeu ainda, além do mais, trabalhamos juntos. Sei q não é preocupação minha a respeito de fazer feio ou ser o Super Man., mas sinceramente não sei o q fazer. Ela tem a personalidade q procuro em uma mulher, carinhosa, aparentemente me respeita, é bem sucedida, mas…. vejo q não está batendo aquele feeling. Cara, na boa, hoje vou procurar uma menina de programa e dar umazinha só pra saber se o problema sou eu ou não. Não é questão de traição não, até mesmo pq estamos nos conhecendo agora e não me vejo com muitas opções do que fazer ou não. Mas Tânia, desculpe sucesso nas respostas ai.

      • Elisangela disse:

        Eu particularmente acho que acontece porque ou o cara ta muito ansioso louco pela mulher e fica nervoso e brocha . O jeito é ir devagar. Se aconteceu a primeira vez, da segunda tenta ficar só nas brincadeiras e assim as coisas rolam sem pressão. Boa sorte ao moços de plantão !!! Bjos

  4. Ju disse:

    kkkkkkkkkk ri muito com o final do texto! Se acontecer, fazer o que? Esperar, tentar outra vez ou em outra oportunidade!

  5. Carol disse:

    É um pouco inevitável não achar nem por um segundo se o problema não é com a gente, mesmo pq sempre achamos que eles estão reparando nas estrias ou na celulite.

  6. Mila disse:

    Oi Alex, Então estava lendo a matéria e como todas as mulheres que conheço incluindo eu já passaram por isso, no meu caso meu ex acabou em uma noite perdendo a linha umas três vezes, oque fizemos, primeiro fiz ele relaxar e encarei como algo normal ” acontece”, e depois de passado a tensão tivemos uma noite bacana,a regra é não tornar isso tortura para homem, ele já fica super desmoralizado de não conseguir fazer subir a temperatura, se a mulher pirar .. Adeus qualquer tentativa de Retorno…

  7. Ederval disse:

    Quando o homem procura e a mulher não se interessa com a famosa desculpa de dor de cabeça; sono, corpo cansado e estresse ou ainda com uma roupa p/ dormir apertada, dificultando o contato com sua pele não existe bandeira que fique hasteada!

  8. Anastácia disse:

    Acredito que a mulher tem papel importante no momento que um imprevisto como esse acontece, afinal a ideia é superar o ocorrido e ter uma mulher desesperada não ajuda o carinha em nada. Mas o fato deixa qualquer mulher insegura e dependendo do grau de intimidade do casal a situação fica mega constrangedora.

    Bjs

  9. Otavio Basile Novello disse:

    Tenho 68 anos de idade, tenho saúde e minha mulher com 55 anos, acha que eu tenho que ter o tesão de um homen com 30 anos, nunca brochei, qual a solução para um caso desse tipo, as vezes ela quer ter relação na hora que estou vendo um jogo de futebol ou um programa de meu interesse e ela fica aborrecida

  10. Cah disse:

    Serpente encantada virar tartaruga assustada, hahahaha!
    Estava com saudades de passear no seu blog!
    bj

  11. paula disse:

    o cara o quem eu fico tem namorada…a primeira vez que agente transou foi demais ficamos quase 1 hora transando sem para..mas agora ele não consegue mais toda vez que nos vamos transar o pau dele não endurece.. o que pode tá acontecendo.

  12. Tom Jones disse:

    Bem, tenho 30 anos e recentemente, brochei. E lá vai: Isso nunca tinha acontecido comigo antes…
    Mas no meu caso foi diferente de todos os relatados aqui. Me encontrei com um casal (Ele & Ela) para bebermos, conversarmos, dançarmos e se a química rolasse, íamos para uma “festinha privativa” entre nós.
    Bem, vi a garota, uma mulher madura, bonita, cheirosa e alegre, dancei com ela a noite toda, passando a mão, beijando-a tanto na frente do marido dele quanto as escondidas e estava incrivelmente a ponto de bala nesses momentos. Bem, chegamos ao carro para a nossa “festinha privativa” e nada. Pensei que fosse pela posição desconfortável de transar no banco de trás de um carro, com o marido dela dirigindo, mas não foi nada disso, pois fomos para um motel, super confortável e nada também. Sei lá, era meu primeiro encontro com um casal, com o marido só me observado com a mulher dele enquanto eu tentava fazer de conta que só estávamos naquele quarto eu e aquela linda mulher.
    Espero realmente que que isso tenha acontecido pela pressão de meu primeiro encontro com um casal, com o marido voyeur me observando e que isso não se repita da próxima vez, pois além desse casal, tenho outros a conhecer. Me desculpe pela história um tanto quanto pornográfica demais para o site, mas é porque quero entender um pouco mais esse “probleminha” ocorrido para não repeti-lo nunca mais.