15 dez

time dos casados

Síndrome de Peter Pan: por que os homens não querem crescer?

Por Alex Xavier postado em 15/12/2011 às 16h42

Comentários (14)

Síndrome de Peter Pan: por que os homens não querem crescer?

Foto: divulgação

Esta é mais uma teoria desenvolvida no melhor instituto de pesquisas sobre comportamento humano que conheço: o boteco. E ela nasceu quando ouvi, pela milésima vez, uma frase que as mulheres adoram atirar para cima da gente: “homens, cresçam”. Em primeiro lugar, é verdade. Homens são meninos grandes. Não em tempo integral, mas, de vez em quando, gostamos de nos refugiar na Terra do Nunca por uma simples questão de autopreservação.
A fase de nossas vidas em que melhor expressamos nossa masculinidade, sem receio de parecermos idiotas (mesmo quando somos), é na infância. Somos tão machos quando moleques que chegamos a considerar as meninas nossas adversárias. Mais tarde, tudo fica cada vez mais complicado. Então é saudável fazer algo que, inconscientemente, nos remeta àquela fase mais ingênua do Clube do Bolinha. Eis aqui alguns subterfúgios que costumamos usar quando precisamos resguardar nossa reserva de testosterona:

COMPETIR
Vocês acham mesmo que, depois de velho, a gente gosta tanto assim de ficar suado e com as pernas doloridas correndo atrás de uma bola? Claro que não. Mas sentimos necessidade de manter nosso espírito de competitividade no mesmo nível de quando jogávamos pelada improvisando duas latinhas de refrigerante como gol. O futebolzinho com os amigos (ou qualquer outro esporte de fim de semana no qual o sujeito acha que pode derrotar alguém) funciona assim. Infelizmente, nosso corpo não reage da mesma forma de antes e vive nos lembrando da nossa idade de verdade.

BRINCAR
Pegaria muito mal se a gente ainda tivesse bonequinhos do Comandos em Ação espalhados pelo quarto (ok, os mais nerds têm algo parecido, mas chamam de memorabília ou deixam na embalagem, para disfarçar). Não quer dizer que abrimos mão de brinquedo de gente grande. O mais comum hoje é o videogame. Alguns se apegam tanto a eles que suas namoradas se sentem rejeitadas e chegam a postar vídeos no YouTube destruindo os consoles (achei divertida a história da esposa americana que colocou o marido à venda na internet porque o cara passava horas jogando batalhas no computador). Pôquer é outra brincadeira da moda.

ISOLAR-SE
Quando éramos pequenos, tínhamos nosso quarto (eu sonhava com uma casa na árvore…). Aquele ele era um território sagrado, onde nem os pais tinham muito controle. A gente sente este gostinho de novo quando vai morar sozinho. De repente, casamos ou juntamos os trapos com a mulher amada e sentimos, vez ou outra, saudade da sensação de que somos o último homem da face da Terra. Todo cara busca aquele canto onde ninguém vai importuná-lo com os problemas do mundo exterior. Alguns conseguem um cômodo da casa só para eles. Outros, como o navegador Amyr Klink e demais aventureiros solitários, preferem passar o inverno em um veleiro na Antártida, por exemplo.

RECORDAR
Seja mantendo fotos antigas, colecionando discos de vinil ou guardando tralhas que não usa mais, o homem comprometido vai sempre ter algo que o lembre dos tempos de solteiro, quando era um garoto sem tantas responsabilidades. Afinal, homem sente nostalgia até de épocas que ele não viveu (por isso, assistimos a filmes de caubói e ouvimos músicos machões do passado, como Johnny Cash ou Leonard Cohen).

SONHAR
Na infância, também fazíamos planos para o futuro. Só que eles não eram muito pé no chão. Sonhávamos em ser arqueólogos descobrindo relíquias pelo mundo, ou um agente secreto que pega toda a mulherada, ou um super-herói que voa com a cueca por cima da calça, ou um cavaleiro espacial com uma espada laser. Enfim, queríamos ser como nossos heróis das aventuras do cinema, tivesse ele os músculos do Arnold Schwarzenegger ou a frieza do Clint Eastwood. Por isso, quando vocês querem que a gente veja a comédinha romântica da semana em vez de um filme cheio de tiros, explosões, perseguições de carro e porrada, entendemos que vocês tinham, quando meninas, sua própria visão de conto de fadas. E ela não se parece com a nossa. Filmes de ação mexem com a mais forte fantasia de garoto.

Não precisam pegar nenhum marmanjo no colo. Mas nos deixem dar vazão às nossas criancices — ao menos enquanto elas forem inofensivas!

Alex Xavier

Devo ter cara de bom moço. A maioria das mulheres que não quiseram nada comigo e até algumas que um dia quiseram não vêem problema em falar comigo sobre outros caras. E como tenho mais amigas do que recomendam os médicos, ouço muitas histórias. Só posso oferecer a minha visão prática masculina. Ou seja, se a ideia é apenas ter alguém que escute seu desabafo, bata no seu ombro e diga "eu entendo", procure uma mulher. Sou homem e dou minha opinião mesmo quando não solicitado.

amigomacho.nova@gmail.com

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com

Comentários (14) em "Síndrome de Peter Pan: por que os homens não querem crescer?"

  1. Luziária disse:

    Ah, mas esse tipo de criancice é saudável!
    Correr de um relacionamento sério ou de responsabilidades é que é ruim! rs

  2. Eva disse:

    Só agora estou entendendo meus filhos (25 e 29 anos) ufa!

  3. claudia disse:

    Super apropriado! Meninos sao eternas crianças… para o bem e para o mal!

  4. Ana K. disse:

    acho que sou homem???

    • Andy disse:

      que bom, que não estamos sozinhas! Acho um fardo essa cobrança em cima da mulher que ela tem que direcionar o relacionamento, etc porque ela mais “madura”

  5. Alex Silva disse:

    Isso! Homens também têm “contos de fadas”, porém estes envolvem tiros, corridas de carros, várias mulheres bonitas (ruiva, loira, morena / asiática, canadense, americana, italiana, ahhh as francesas) e, muita adrenalina. kkkkkk’

  6. lidia disse:

    Ah ta… agora entendi pq meus ex- namorados sempre se empolgavam quando começava a brincar de ‘lutinha’ com eles…e adoram ir a um paint ball e fica horas num fliperama. É bom demais…adoooorrrroooo

  7. Lalau disse:

    Nossa eu li hoje esse texto e achei o máximo. No final de semana passado eu morri de rir com dez marmanjos competindo para ganhar na brincadeira da cadeira, no aniversário de minha sobrinha de 4 anos. E por coincidência a última novidade do meu marido foi soltar que vai comprar um video game. Eu só não sei se tenho instinto maternal para um “filho” tão grande. Beijo!

  8. Tane disse:

    Caramba adorei o texto, enfim como todos os outros vc é muito bom no que faz, lendo isso passa um filme na cabeça da gente lembrando das atitudes dessas crianças crescidas, pelo menos vou pensar antes de me estressar com vcs.
    Alex acho que preciso de vc rsss é amor a primeira vista ( brincaderinha )

    Bj

  9. Carina disse:

    Tá aí o motivo d eu namorar um beeeem mais velho, afinal, se ele agir como um mais novo, não será como um já novinho se comportando com uma criança!

  10. lilica disse:

    Tempo de criança já passou é tempo de responsabilidades, num mundo como de hoje não dá pra ficar fazendo de contas, tem q encarar a relidade um homem q não quer crescer é um homem q não quer assumir nehnuma responsabilidade deixam tudo p/ mulheres .

  11. And disse:

    Homem smp inventa desculpas, para sua molecagens, se fossem mulheres que as fizessem, seriam chamadas de vadias, bando de machistas