apresentado por
23 mai

Higiene

O pH da região íntima

Por Área de Projetos Especiais da Editora Abril postado em 23/05/2011 às 17h37

Antes de qualquer coisa: você sabe o que significa pH? O pH, ou potencial hidrogênico, é um índice utilizado para determinar o grau de acidez ou alcalinidade de uma substância, mostrado em uma escala de 1 a 14. O pH é considerado ácido quando está na escala entre 1 e 6,9, neutro quando é exatamente o valor 7 e alcalino quando está entre 7,1 e 14.

No geral, a nossa pele tem um pH que varia entre 5 e 7. Já a região íntima feminina possui um pH que varia de 4,2 a 5,7. Manter o pH nesse nível, ou seja, menor que 7 – onde ele ficaria neutro – ajuda essa região a se defender de micro-organismos. Isso evita infecções, além de deixar a região íntima menos seca e irritada.

E como faço para manter o pH da minha região íntima ácido?
É fácil! Basta usar produtos específicos para ela. Para facilitar, vamos fazer um paralelo: imagine que você lava os seus cabelos todos os dias com shampoo anti-resíduos. Eles, em sua maioria, possuem pH entre 7 e 8,5 e, por isso, são alcalinos, indicados para quer eliminar os resquícios de tinturas, alisamentos, etc. Quando usamos com frequência, sentimos o fio mais seco, quase áspero, e bem opaco.

A mesma coisa acontece com a sua região íntima. A maioria dos sabonetes comuns possui pH maior que 7 e pode prejudicar a camada ácida da área, ser irritante e agredir o local. Usar sabonete em barra para a região íntima é como usar shampoo anti-resíduo todo dia! Por isso, um sabonete específico para a região, como Dermacyd, é importante, pois ajuda a protegê-la, já que é feito para as necessidades íntimas das mulheres e é recomendado pelos ginecologistas.

Daniela Carasco

Daniela é repórter do MdeMulher e vai responder as principais dúvidas das leitoras sobre corpo, beleza e saúde.

Mande sua dúvida!

Nome

E-mail (não será divulgado)

Escreva abaixo sua dúvida