30 mai

Pele, Rosto

Usar creme anti-idade indicado para idades mais avançadas faz mal?

Por Daniela Carasco postado em 30/05/2011 às 18h43

Comentários (0)

Foto: Dreamstime

Você já deve ter notado que os cremes anti-idade possuem indicações específicas para certas faixas etárias. Normalmente, costuma-se encontrar o produto a partir dos 25 anos, quando a pele começa a envelhecer. Entretanto, algumas mulheres investem em opções indicadas para idades mais avançadas. É aí que surge a dúvida: esse uso pode causar problemas ou proporcionar melhores resultados?

De acordo com Emiro Khury, consultor em desenvolvimento de cosméticos, em entrevista à revista ELLE, na melhor das hipóteses, esse uso não vai dar resultado nenhum, pois mulheres mais jovens não possuem ainda as rugas e flacidez das mais velhas. Por isso, esses produtos devem ser aplicados conforme a necessidade.

“Aos 25 anos, por exemplo, mesmo que você fique intensamente exposta aos agressores externos, aconselho apenas a seguir os passos preventivos, como limpar, hidratar e proteger-se do sol”, explica.

Além disso, os cremes mais potentes, na maioria das vezes, são densos e concentrados e, por isso, prescritos para pessoas acima de 50 anos, quando a pele já está mais ressecada.

Vale lembrar ainda que, além de não oferecer benefício algum, a utilização inadequada desses produtos pode desencadear reações adversas. “Em casos mais extremos, há o risco de aparecerem irritações, acne, manchas e até cicatrizes”, alerta o dermatologista Adilson Costa também em entrevista à ELLE.

(Com reportagem da revista ELLE)

Daniela Carasco

Daniela é repórter do MdeMulher e vai responder as principais dúvidas das leitoras sobre corpo, beleza e saúde.

Mande sua dúvida!

Nome

E-mail (não será divulgado)

Escreva abaixo sua dúvida

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com