19 jun

Curti! / Não Curti!

Curti! (demais): Estreia de Gabriela. Não Curti!: Marcelo Serrado e Fagundes em Gabriela

Por Jorge Brasil postado em 19/06/2012 às 1h48

Comentários (15)

Juliana e Humberto estavam ótimos: "Moço bonito!"...

Nacib (Humberto Martins) caiu de amores logo de cara por Gabriela (Juliana Paes). E eu também. A estreia de Gabriela superou todas as minhas expectativas. Que produção, impecável, gente! Que luxo! Dá um orgulho danado ver o ponto em que a telenovela brasileira chegou. Muito filme, até mesmo em Hollywood, não tem o capricho, principalmente visual, do que nos foi apresentado. Juliana Paes calou a boca de quem apostava que ela não fosse dar conta do recado e criou uma Gabriela, bicho do mato sim, como a de Sonia Braga em 1975, mas muito mais selvagem e à sua cara. Além de linda, a atriz deu um banho de atuação, interpretando principalente com o olhar, que passou toda a sorte de sentimentos que a mais complexa personagem criada por Jorge Amado poderia expressar. Mas como nem tudo são flores, não curti  a atuação afetada de Marcelo Serrado na pele de Tonico Bastos. Vamos a um Curti! / Não Curti! rápido dessa estreia primorosa.

CURTI!

Ivete se saiu muito bem como Maria Machadão

- Elenco: Já disse que achei Juliana ótima, mas não tenho como deixar citar os bons desempenhos de Humberto Martins, Leona Cavalli, Chico Diaz, Daniel Ribeiro e, para minha surpresa, Ivete Sangalo. A Maria Machadão vivida pela cantora não tem absolutamente nada a ver com a inesquecível atuação de Heloiza Mafalda, mas tudo bem. É outra novela mesmo…
- Fotografia: Sem dúvida foram as imagens mais lindas que eu já vi na TV brasileira. Seja no tom com sépia das primeiras cenas, passadas em 1895, mostrando a ferocidade do Coronel Ramiro Bastos (Antonio Fagundes), ou no tom dourado quente como o sol do árido sertão baiano. A fotografia continuou linda na próspera Ilhéus e também nas cenas internas. Dá para ver que Gabriela será uma novela solar!
- Cenários e figurinos: Tudo impecável! A reconstituição de época está incrível,  com detalhes de cenografia e direção de arte de se tirar o chapéu. Os figurinos são igualmente lindos.
- Abertura: É um deslumbre só. É de uma delicadeza digna de uma obra de arte. E que maravilha ter Gal Costa cantando novamente Modinha Para Gabriela. Sem ela, o remake não seria a mesma coisa.
- Texto: Walcyr Carrasco já disse que seu objetivo é ser fiel ao livro de Jorge Amado, Gabriela Cravo e Canela, e não à novela de 1975. Mas acho que ele foi, pelo menos no primeiro capítulo, bem respeitoso com as duas obras. Bom frasista, ele arrasou nas cenas em que Maria Machadão dava uma lição de “profissionalismo” para Zarolha (Leona Cavalli) e também quando Ramiro Bastos foi exigir do padre que ele conversasse com Deus e o convencesse a fazer chover.

 

NÃO CURTI!

Bataclan: Moulin Rouge demais para o meu gosto

Serrado está exagerado: Menos, Marcelo, menos...

- Bataclan: Achei o local esfuziante demais para uma casa de tolerância no interior da Bahia de 1925. Nitidamente inspirado no visual do filme Moulin Rouge, o Bataclan mais parecia uma casa de shows. E, na boa! Nada a ver Maria Machadão começar a cantar. Uma cópia de Cher em Burlesque… E achei que a qualquer momento, Ivete fosse entoar: “levantou poeira…”
- Elenco: Não curti Marcelo Serrado e Antonio Fagundes. Serrado está exagerado até dizer chega. Afetadíssimo, Tonico Bastos soltou um “humm”, que era típico do Clô, de Fina Estampa, mostrando que o ator ainda está preso a seu mais importante personagem na TV. Reveja a cena clicando aqui. Sem falar que ele tenta descaradamente copiar a atuação de Fúlvio Stefanini, na versão de 1975, fracassando terrivelmente. Já Fagundes acha que, para interpretar um coronel, tem que falar com um ovo na boca. Dá a impressão que o ator veterano está se repetindo, afinal, já o vi fazendo a mesma coisa em Renascer, O Rei do Gado, Terra Nostra
- Caraceterização: Jesus Cristo, o que foi o visual de Antonio Fagundes nas primeiras cenas de Ramiro Bastos?  Quando ele apareceu com aquele cavanhaque horrível, achei que fosse fazer uma imitação do Raul Seixas. Uma pena, já que as mulheres estão lindamente maquiadas e penteadas.

Jorge Brasil

O redator-chefe da Contigo! é niteroiense, torcedor da Viradouro e do Fluminense, tem 6 cães e é um eterno apaixonado por novelas e filmes.

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com

Comentários (15) em "Curti! (demais): Estreia de Gabriela. Não Curti!: Marcelo Serrado e Fagundes em Gabriela"

  1. francisco disse:

    Gotei de tudo, linda a fotografia , os personagens, e bem verdade que Fagundes se repete quando intepreta coroneis mais ai tudo bem são detalhes diate da grandeza que é a novela Gabriela , não perco um só capitulo no que depender de mim.

  2. elisa munes disse:

    para de jogar confete.Gabriela é uma obra prima absurdo remake.Gabriela deveria ser feita por Carol Castro ou Vanessa giácomo.Ivete Sangalo é tão ruim atriz como cantora.Só espero que ele consiga explorar outras tramas além das cenas calientes ,como os personagens Malvina,feito brilhantemente por Elizabete Savalla e o casal Sinhazinha e Osmundo,assassinados por Jesuino,mostrando a violencia contra a mulher e o machismo dos coronéis.

    • Marlene disse:

      Parabénssss Elisa Munes concordo contigo…Infelizmente tv é isso com tantos atores ,abrirem espaço para Ivete Sangalo que fique claro nada contra a cantora,mas agora dizer que ela está excelente ai já já é demais pra mim Jorge Brasil menos,bemmm menos.

  3. Gilberto de Mello disse:

    Há muito não vejo uma atuação do Fagundes em que se encontre algum traço de humanidade. Tudo bem que os personagens geralmente são sempre lineares, mas é papel dos atores oferecerem um colorido, um diferencial – e isso atores como o Fagundes e Tony Ramos, por exemplo, não fazem há bastante tempo.

    Além disso, desde que envelheceu a dicção do Fagundes piorou muito. A voz dele já não está tão clara, com o sotaque fica impossível entender o que ele fala.

    O Serrado está preso aos trejeitos do Crô não só na vida profissional. Depois que a novela acabou ele foi entrevistado algumas vezes e era nítido que ele havia transportado alguns gestos para a vida real. (Aliás, ele mesmo admitiu isso em algumas entrevistas.)

    PS: Só eu achei que aquele tom sépia no prólogo (?) destoou completamente da fotografia do resto do capítulo? Esse tipo de recurso é completamente desnecessário – até porque ficou artificial.

    Abs

  4. Elvira Akchourin do Nascimento disse:

    Concordo em parte. A abertura e a trilha sonora de fato são bonitas, assim como a fotografia, os cenários e figurinos. As melhores cenas foram as dos retirantes da seca, do encontro de Gabriela e Nacib no Mercado de Retirantes e do Bataclã.
    As sequências do ataque do coronel Ramiro Bastos e jagunços lembraram um faroeste caboclo. Não gostei. Concordo que a caracterização do coronel, nessas cenas, esteve muito ruim.
    Antônio Fagundes convenceu, Ivete Sangalo esteve mediana.
    Espero assistir a mais capítulos para fazer uma avaliação mais completa.

  5. jucimara disse:

    Lindas Cenas , a Juliana esteve ótima , epsero que cada capitulo seja tão bom quanto o da estreia.

  6. Marlene disse:

    Jorge Brasil ,menos,bemmm menos.Você não precisa fazer média com Ivete Sangalo,já tem quem faça.Chatice isso ,é o mesmo que dizer que Grazi Massafera é ótima atriz,ela é linda no vídeo mais atuar ai já é outros 500.

  7. Vinicius disse:

    Gostei do primeiro capítulo, mas a novela, creio eu, estará longe do nível de “Avenida Brasil” e “Cheias de Charme”. Esperava o Walcyr Carrasco de “Xica da Sílva”, mas não foi o que vi. Esteticamente, a trama é impecável, sem dúvida nesse quesito, é o maior nível entre as novelas dos últimos anos (com exceção de “Cordel Encantado”). Mas quanto ao autor a adaptar Jorge Amado, acho que o mais adequado seria Aguinaldo Silva. Quando ele não escreve novelas urbanas (com exceção de “Senhora do Destino”), ele é mestre. E fez de “Tieta” um verdadeiro clássico. Ele saberia ser coerente ao universo de Jorge Amado, mas colocaria algo mais. E esse algo mais, pelo visto, Walcyr não colocará. Ele foi fiel à Jorge Amado, mas estamos falando de uma novela, e não de um livro… Quanto às atuações, Juliana Paes foi bem. Mas tenho a impressão que ela carrega o peso de “não posso ser inferior à Sônia Braga”. Acho que se ela não der tanta bola a essa cobrança, que farão, ela será mais solta e natural na atuação. Quanto ao Fagundes, eu acho até legal esse seu estilo de interpretação com “ovo na boca”. Não acho que compromete, acho até que fica engraçado. Mas francamente, se o personagem Ramiro Bastos está na faixa dos 80 anos, nada me tira da cabeça que Lima Duarte faria lindamente esse papel. Ele e Tony Ramos na minha opinião, são os únicos atores que incorporam a alma de seus personagens. E Lima saberia impor a autoridade e truculência que o Coronel tem que ter, mas também colocaria uma poesia em sua interpretação que humanizaria o personagem. Como o Mestre Paulo Gracindo fez. Agora…

    Não sou contra Ivete Sangalo ser atriz. Mas como geralmente a banda toca em toda profissão, precisamos começar pela base da pirâmide. É simplesmente um verdadeiro desrespeito com o elenco de grandes atrizes que a Globo tem, dar um personagem desse quilate a uma iniciante. Foi clara jogada de marketing para chamar a atenção para novela. Um personagem que foi interpretado pela grande Eloísa Mafalda, uma de nossas maiores atrizes, deveria ser interpretado também por uma grande atriz. Coisa que Ivete ainda não é. Ela foi regular, mas Maria Machadão pede uma interpretação ótima. E Marcelo Serrado deve estar se achando a última bolacha do pacote. Atuação ridícula. Ele cometeu a sandice de ter visto Fulvio Stefanini e está pagando mico. Se Gabriela irá trair Nacib com Tonico Bastos, que sentido faz um mulherão como aquele ter como amante um bobalhão? Suas caras e bocas estão patéticas. No mais, acho que Gabriela será uma novela de regular pra boa. Mas…

    • marta disse:

      Verdade… última bolacha do pacote.. toda quebrada e que ninguem quis…

  8. Vinicius Frota das Chagas Gomes disse:

    Também Curti !

    Juliana Paes estava ótima como Gabriela,mas ninguém supera Sonia Braga.Mas do mesmo jeito,já amava ao saber que a Juliana seria a principal e continuo amando.
    Para aos atores,dou minhas saudações a Ivete Sangalo (brilhante como a cafetina arretada de Ilhéus,Maria Machadão),Humberto Martins,Maitê Proença,Antônio Fagundes e Leona Cavalli.
    O que eu não curti foi os créditos de abertura.O que foi o nome deGero Camilo lá no início ?Hã ?Miss Pirangi é um mera secundário,tem que dar uma revisada aí.Mas o resto,bom demais.E Jorge,sem querer te chamar atenção,mas é Bataclã,e não Bataclan !

  9. Jason Lima Giambarba disse:

    Jorge, você se prendeu muito mais á parte estética da novela(cenários, figurinos, fotografia, reconstituição de época) do que á história em si. De fato o visual da produção é belíssimo, mas o primeiro capítulo não teve nada de especial, nem nenhuma cena marcante. É notável a evolução de Juliana Paes como atriz, só que ela realmente não se encaixa no papel de Gabriela, por mais que afirmem o contrário. Jorge Amado havia imaginado Gabriela como uma jovem com menos de 20 anos e a Juliana já tem mais de 30, não dá mais pra passar por uma menina. Talvez a Cléo Pires fosse mais indicada para o papel.

  10. Marcelo: "Não disse que voltava?" disse:

    Lindo demais! Fotografia e elenco impecáveis (com exceção de Antônio Fagundes e Marcelo Serrado? Dá para alguém avisar a este que o Crô é passado? Ator ruim é assim mesmo: atua bem uma vez na vida e depois o nariz empina, virando um desastre em sua próxima novela. A própria MINHA NOVELA relatou que o Marcelo está se achando demais nos bastidores. Sandália da humildade nele, né? Faça-me o favor, Serrado! Agora, o que dizer de Antônio Fagundes? Soltei uma gargalhada mortal ao ouvir sua voz pela primeira vez… Ri-dí-cu-lo! Que falta faz Paulo Gracindo, não? E, realmente, Juliana Paes vai enterrar todas as recalcadas que a queriam desanimar. Certamente sua Gabriela será inesquecível.

  11. Sérgio Gaiafi disse:

    Estou a gostar do desenvolvimento da trama do Walcyr carrasco, Gabriela.

    Sérgio Gaiafi

  12. Édigo Luiz disse:

    Eu quero saber o real motivo da traição de Gabriela e fiquei sabendo que não foi só com Tonico, foi com vários, ela me parecia uma boa moça, fiel e tudo mais ?! Espero que alguém me explique isso !