20 jan

Não perca!, Novelas

Relembre quem é quem em Rainha da Sucata

Por Jorge Brasil postado em 20/01/2013 às 12h39

Comentários (10)

Regina Duarte está magnífica como a emergente Maria do Carmo

Eu que não sou muito chegado a reprises – muito em função do tempo – estou ansioso pela estreia de Rainha da Sucata, amanhã à 0h15, no Canal Viva. Quando foi exibida, em 1990, a novela sofreu com a concorrência de Pantanal, maior sucesso da Rede Manchete. Como nunca fui muito chegado a ver tuiuiu pousar num tronco 50 vezes por capítulo, sempre preferi o ritmo alucinante e divertidíssimo da trama de Silvio de Abreu. Agora, Rainha da Sucata volta ao ar com status de clássico e deve arrastar uma legião de fãs para o Viva. Para quem não sabe, a trama narra a rivalidade entre a emergente Maria do Carmo (Regina Duarte) e a socialite falida Laurinha Figueroa (Glória Menezes). “Ela é uma personagem muito forte. Uma mulher que cai, levanta, cai de novo. Veio do nada, se torna poderosa, perde tudo, levanta a cabeça, vai em frente, tem uma energia interior linda. Eu adoro personagens assim. Eu preciso dessas mulheres para acreditar que eu também sou capaz”, avisa Regina Duarte.
Com direção geral de Jorge Fernando, Rainha da Sucata retrata o universo dos novos ricos e da decadente elite paulistana, contrapondo duas personagens femininas. Maria do Carmo enriquece com os negócios do pai, o vendedor de ferro velho Onofre (Lima Duarte), e se torna uma empresária bem-sucedida sem deixar de lado os hábitos humildes do passado. Apaixonada por Edu Figueroa (Tony Ramos), que a desprezou na juventude, Maria do Carmo compra um casamento com o rapaz, que aceita a proposta para tentar ajudar sua família em falência. A moça se muda para o casarão dos Figueroa no sofisticado e elegante bairro do Jardins. Na nova casa, Maria do Carmo passa a viver um pesadelo por causa de Laurinha, madrasta de Edu, que é obcecada pelo enteado e faz de tudo para destruir a rival. Nas tramas paralelas, a novela conta com um núcleo cômico composto por Dona Armênia (Aracy Balabanian), seus filhos Geraldo (Marcello Novaes), Gerson (Gerson Brenner), e Gino (Jandir Ferrari) e o triângulo amoroso formado por Adriana Ross (Claudia Raia), a “bailarina da coxa grossa”, o professor gago Caio Szimanski (Antonio Fagundes) e a sensual Nicinha (Marisa Orth). A novela também impulsionou o sucesso da lambada no Brasil. O tema de abertura do folhetim, Me Chama Que Eu Vou, de Sidney Magal, virou hit e é conhecido até hoje pelo grande público (veja abertura ao pé texto). Além dos discos com as trilhas sonoras nacional e internacional, Rainha da Sucata lançou ainda uma trilha complementar com canções de lambada, chamado Lambateria da Sucata, nome da casa de shows de Maria do Carmo. A obra marcou as estreias de Marisa Orth e Cleyde Yáconis em novelas da TV Globo. Fernanda Montenegro faz uma participação especial, no papel de Salomé Szimanski, mãe de Caio e Mariana(Renata Sorrah). Já Marília Pêra também participa de um dos capítulos, no qual interpreta ela mesma. Rainha da Sucata substitui Que Rei Sou Eu? e será exibida de segunda a sexta-feira, à 0h15.

Relembre o quem é quem da novela:

A novela reuniu um elenco extraordinário


Maria do Carmo Pereira (Regina Duarte) — Filha de Onofre e Neiva. Bonita, meio grossa, de passado pobre, muito inteligente e excelente negociante. Empresária de sucesso, tem vários negócios. Fez fortuna junto com o pai a partir de um ferro-velho, daí o apelido de “Rainha da Sucata”. Quer conquistar os Jardins, e percorre um longo caminho de mudanças e adaptações até que isso aconteça. Às vezes é cômica, outras trágica, mas sempre absolutamente humana.
Eduardo Albuquerque Figueiroa, o Edu (Tony Ramos) — Colega de ginásio de Maria do Carmo, filho de Betinho e enteado de Laurinha. Irmão de Rafael e Adriana por parte de pai. Playboy internacional, fino, elegante, cobiçadíssimo outrora, hoje falido, mas sem perder o velho charme. Como Maria do Carmo, também é cômico ou trágico, dependendo da situação. Às vezes, extremamente romântico e irresistível.
Laurinha Albuquerque Figueiroa (Glória Menezes) – Madrasta de Eduardo, mãe de Rafael e Adriana, casada com Betinho. Socialite, elegantíssima e, como toda a família, falida. Principal membro da família Albuquerque Figueroa, porque é quem dá as cartas. Conhecidíssima e importante na sociedade brasileira, tem o charme de quem foi sempre rica e deslumbrante. Muito mais nova do que o marido, nutre uma paixão recolhida e proibida pelo enteado. Joga com todas as armas para conseguir o que quer. Não tem nenhum escrúpulo, mas tem muita elegância para fazer as suas maldades.
Betinho Albuquerque Figueiroa (Paulo Gracindo) — Pai de Edu, Rafael e Adriana, e marido de Laurinha, mais velho do que ela. Figura proeminente na sociedade paulista. Não tem o pé na realidade, mas é dono de um coração boníssimo: trata todo mundo educadamente, e sempre com muito charme. Nunca viu Laurinha como ela realmente é. Elegante, educadíssimo, mas começando a se tornar meio patético na sociedade. Não dá escândalos nem bebe demais, só vive num mundo irreal. Detesta brigas, gritarias e discussões. No início da novela, descobre que está doente e que precisa se cuidar melhor, mas se recusa a aceitar também essa realidade.
Caio Szimanski (Antonio Fagundes) — Filho de Salomé, irmão de Mariana. Arqueólogo e professor de origem polonesa, nascido em São Paulo. Tímido, gago e introspectivo. Não consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo, sempre se atrapalha. Usa óculos, é bonito e tem sucesso com as mulheres, sem saber como explicar isso. Está sempre muito mais interessado nas suas pesquisas e, sem querer, se mete nas maiores trapalhadas. Noivo de Nicinha, envolve-se com Adriana. 
Mariana Szimanski
 (Renata Sorrah) — Filha de Salomé e única irmã de Caio, introspectiva como ele. É bibliotecária, e se veste sem charme. Sua paixão são os livros, até que começa a ser assediada por Renato e passa a ser outra mulher, bonita e elegante. Apaixona-se por Renato e vive a seu lado uma forte história romântica, mas descobre que tudo não passava de uma trama.
Onofre Pereira
(Lima Duarte) — Pai de Maria do Carmo, marido de Neiva. Português, mora no Brasil há muitos anos. Esperto, negociante de ferro-velho. Bom, até que se descubram as suas falcatruas. Simpático e humano. Participação especial nos primeiros capítulos.
Neiva Pereira (Nicette Bruno) — Mãe de Maria do Carmo, mulher de Onofre. Portuguesa, como o marido. A princípio, a mãe convencional, dona de casa. Depois da morte do marido, uma senhora de mais de 50 anos em busca da felicidade. Como os outros personagens, tem comédia e drama em suas tramas.
Renato Maia (Daniel Filho) — Administrador das concessionárias de automóveis, gerente e idealizador da casa de shows Sucata. Esperto e absolutamente mau-caráter, sem transparecer. Vive cheio de planos e faz qualquer negócio para conseguir os seus intentos; não existem barreiras para ele. Toca trompete como amador, mas com talento. Principal antagonista masculino da história.
Rafael Albuquerque (Maurício Mattar) — Primeiro filho de Laurinha e Betinho, irmão de Adriana e Edu, por parte de pai. É piloto de avião e instrutor de paraquedismo na escola Gaviões do Ar. Atlético, bonito e cabeça fresca. Envolve-se com muitas mulheres e tem um caso complicado com Vilma, mulata bonita que trabalha na Sucata, e com quem tem dois filhos: um de 6 anos e outro ainda de colo. É bom caráter, mas irresponsável. Mora no acampamento dos Gaviões do Ar, que fica em Santana, no Campo de Marte. Excelente instrutor, mas está sempre se envolvendo com as alunas, o que cria problemas na escola.
Adriana Albuquerque Figueiroa (Claudia Raia) — Filha temporã de Laurinha e Betinho, é bailarina na casa de shows Sucata. Alta, morena, bonita e trapalhona. Ansiosa, não consegue acertar na profissão que escolheu, então topa qualquer parada para não ter que voltar para a casa dos pais. Sonha com shows da Broadway e neles se vê como a estrela perfeita. Fala depressa, mudando de assunto no meio das frases e concluindo as coisas antes do tempo.
Lena (Lolita Rodrigues) – Cozinheira de Laurinha há muitos anos. Faz banquetes com a permissão da patroa e, para isso, usa a cozinha dela. Defende Laurinha em qualquer circunstância e está sempre à mão para servir. Adora lembrar os bons tempos, quando a casa ficava cheia de gente importante – a família Figueroa chegava a receber mais de 500 pessoas para um jantar –, e como ela tratava de tudo. Vive em conflito com a filha, Alaíde, que acha tudo um absurdo e quer trazer a mãe para a realidade.
Alaíde (Patrícia Pillar) — Filha de Lena, vive com ela num dos quartos de empregada da casa de Laurinha. Estuda à noite e sonha mudar de vida – faz secretariado. Ajuda a mãe na casa, é arrumadeira. Com uma enorme consciência política, busca justiça na vida, e detesta ter que viver de favor e bajular dos poderosos. Radical, mas extremamente bem-intencionada. Adora tudo o que é eminentemente popular, como lambada, feira nordestina, música sertaneja, pinga com sementes ou frutas nortistas curtidas. É alegre, empreendedora, revoltada e justa nos seus julgamentos. Vive um romance sério com Rafael, para desespero de Laurinha.
Vilma (Dill Costa) — Mulata, alta, bonita e de corpo escultural. Corista da cada de shows Sucata junto com Adriana, e mulher de Rafael  sem serem casados oficialmente, apesar de já terem dois filhos. Superior e atrevida, dessas que não levam desaforo para casa. Ambiciosa, não se conforma de ficar “marcando passo” na carreira que escolheu. Faz qualquer coisa para melhorar de vida. Seu relacionamento com Rafael é constante, mas estranho. Odeia ter tido dois filhos com ele, principalmente depois que descobriu que a família dele é completamente falida.
Salomé Szimanski (Fernanda Montenegro) — Mãe de Caio e Mariana. A princípio, uma boa vizinha de Maria do Carmo e grande amiga de Neiva. Após um terrível escândalo, do qual é protagonista, morre de infarto e deixa uma triste memória. Participação especial na primeira semana da novela.
Eunice Moreiras, a Nicinha (Marisa Orth) — Noiva de Caio, filha de Seu Moreiras, dono da maior quitanda do bairro de Santana. Por ser filha única, é caprichosa, pretensiosa e tremendamente exigente com todos, principalmente com o noivo, de quem é namorada desde criança. Tem imensa atração sexual por Caio, mas ele, apesar do noivado, só se interessa por pedras, cascalhos, ossos do seu ofício. Tem pavor de morrer solteira, e adora mandar nos homens.
Oswaldo Moreiras (Flávio Migliaccio) — Pai de Nicinha, viúvo. Apaixonado por Salomé, até que o escândalo e a morte dela acontecem na primeira semana da novela. Fica com medo de a filha ser mal falada no bairro, e vira um azougue atrás dela. Gostaria de arrumar uma companheira para dividir os trabalhos da quitanda e do lar, mas não tem sorte, apesar de se insinuar para suas freguesas de meia-idade.
Paula Ramos (Claudia Ohana) – Jornalista, jovem e agitada. A grande paixão de Edu, e quem traz o fato principal para o início da trama. Mora com Adriana, de quem, a princípio, é grande amiga; depois, rival. Tem várias tramas profissionais dentro dos jornais nos quais trabalha. Simpática, amiga, dinâmica e apaixonada por tudo o que faz.
Irineu Saldanha (Gianfrancesco Guarnieri) — Senhor simples e romântico, trabalha numa das revendedoras da Do Carmo Veículos. Conhece Neiva numa excursão e se apaixona de verdade por ela. Vértice de um triângulo amoroso. Entra depois do capítulo 30.
Armênia (Aracy Balabanian) — Viúva, mãe de Geraldo, Gino e Gerson, vizinha da família de Maria do Carmo. Administra com mão de ferro a escola de paraquedismo Gaviões do Ar, que tem uma extensão num acampamento ao lado do Campo de Marte, em Santana. Personagem eminentemente popular e cômico. A típica mãe de família, fofoqueira e invejosa de bairro classe média de São Paulo.
Gerson Giovanni(Gerson Brenner) — Filho mais velho de Armênia, irmão de Geraldo e Gino. Atleta, bonito, alto, galã, instrutor de paraquedismo. No início da trama, é noivo de Maria do Carmo. Depois tem muitos relacionamentos confusos.
Gino Giovanni (Jandir Ferrari) — Filho do meio de Armênia, irmão de Geraldo e Gerson. Atleta, dobrador de paraquedas. Bonito e grande como os irmãos, com um coração de manteiga. Tem medo de pular de paraquedas, e de altura, algo que tenta dominar com grande dificuldade. Tem um romance misterioso do qual só se veem bilhetes, telefonemas, presentes – nem a mãe nem os irmãos conseguem descobrir nada de concreto sobre essa história que ele guarda a sete chaves.
Geraldo Giovanni (Marcello Novaes) — Filho de Armênia, irmão de Gerson e Gino. Atleta, bonito e grande como os irmãos. Instrutor de paraquedismo, envolve-se com todas as meninas do curso, do bairro e da periferia, depois apela para a mãe livrá-lo delas. Esperto, gosta de levar vantagem em tudo. Sempre foge das encrencas que arruma, e deixa a bomba e a mãe estourarem em cima dos irmãos.
Isabelle de Bresson (Cleyde Yáconis) — Irmã de Betinho, cunhada de Laurinha, com quem se dá magnificamente bem. Como são muito amigas, as duas se unem para descolar um dinheiro fazendo todos os expedientes possíveis. São intermediárias de negócios. Foi muito rica, dessas mulheres finérrimas e deslumbrantes. Divertida, fútil e inconsequente, não tem o lado mau de Laurinha mas, se precisar fazer alguma maldade, também é capaz disso. Entra somente depois do capítulo 30.
Ingrid de Bresson (Andréa Beltrão) — Filha de Isabelle, em com ela da Europa. Viva, esperta, animada, de ótimo caráter, expõe suas ideias e influencia as pessoas. Tem um interesse enorme em conhecer o Brasil como ele realmente é. Fazia sociologia na Sorbonne, mas teve de interromper os estudos para vir para o Brasil. Quando fala com as pessoas, mostra-se muito curiosa, fazendo perguntas até ingênuas. Tudo para ela é novidade. Só aparece depois do capítulo 30.
Jonas (Raul Cortez) — À primeira vista, apenas o copeiro dos Albuquerque Figueroa, mas é um personagem de importância capital dentro da história. Tem muitos segredos e sabe fazer tudo dentro de casa, com uma classe inigualável. Existe um grande mistério à sua volta. Sempre extremamente simpático e gentil, irresistivelmente charmoso. Ninguém sabe por que trabalha como copeiro.
Guida(Mônica Torres) – Secretária de Maria do Carmo, amiga de Mariana. Adora uma fofoca, e é capaz de colocar a patroa em grandes confusões.

 

 

Jorge Brasil

O redator-chefe da Contigo! é niteroiense, torcedor da Viradouro e do Fluminense, tem 6 cães e é um eterno apaixonado por novelas e filmes.

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com

Comentários (10) em "Relembre quem é quem em Rainha da Sucata"

  1. ELIZABETH GUEDES disse:

    “Como nunca fui muito chegado a ver tuiuiu pousar num tronco 50 vezes por capítulo” vc falou tudo JORGE é por conta disso que eu não morro de amores por pantanal,as vezes cansava a paciência aquelas cenas intermináveis de cobra,onça,jacaré,era um saco.
    e rainha da sucata era divertida,até chegar no inferno astral de MARIA DO CARMO,e se tornar um drama chato,mas mesmo assim,eu adorava.ponto para ANTONIO FAGUNDES e seu Caio Szimanski E MEU ATERNO ÍDOLO RAUL CORTEZ.

  2. Dih disse:

    “Como nunca fui muito chegado a ver tuiuiu pousar num tronco 50 vezes por capítulo”, kkkkkkkkkk, adorei!
    Eu era muito pequena quando passava Rainha da Sucata, a única coisa que eu lembro é que a personagem da Andréa Beltrão se chamava Ingrid e só depois disso comecei a gostar um pouco do meu nome. Pena que não tenho o Viva em casa, quer dizer, é até bom senão assistiria muita novela.

  3. Vinícius disse:

    Gosto é gosto, como sempre Jorge Brasil filosofa, mas inquestionavelmente as pousadas dos tuiuius se tornaram as cenas de maior audiência fora dos territórios globais nos últimos 22 anos, quer ele goste ou não.

  4. David Denis Lobão disse:

    Esta lista foi divulgada pelo Canal Viva? Se sim, cometeram uma injustiça com a Hilda Rebelo de não colocarem o nome dela. Listaram até pontinhas e aparições de um capítulo e não a colocaram. Ela fez a Jorgina.

  5. Sabrina disse:

    Novela incrível.Uma das melhres do Silvio de Abreu,que atualmente anda sem criatividade,e faz novela requentada.Adorava principalmente as cenas divertidíssimas com o Caio Szimanski e claro,a inesquecível dona Armênia.

  6. André San disse:

    Que delíííííícia essa novela de volta! Sou fã de Silvio de Abreu e Rainha da Sucata é uma de suas obras-primas! Com certeza a trama vai virar hit, como foi a reprise de Vale Tudo. Não perco por nada!
    André San – http://www.tele-visao.zip.net

  7. Joana Fosfosol disse:

    Já foi exibida no Vale a Pena Ver de Novo!!!

  8. Daniel disse:

    Apenas saudades da minha infancia, quando eu passava a manha assintindo manchete, brincava,estudava, e a noite assistia a sofredora maria do carmo nas mãos do edu.. saudades, dos meus 9 anos… que venha rainha da sucata !

  9. Cristal disse:

    Essa parte do elenco apresentado abaixo dos personagens principais foi extraído daquele site do blogueiro Nilson Xavier? Que lixo! Abre o olho, festival de erros!

  10. eleusa maria rodrigues disse:

    Gostaria que a novela fosse renovada com alguns autores da novela antiga, mas eu queria que Adriana estevis que fosse a rainha da sucata desta vez , asim seria tambem uma grande homenagem a Raul cortez. seria a globo voutaria a ter seu horario nobre em grande estilo,