09 ago

Mensagem da Karlinha

As diferenças nos ensinam

Por Karla Precioso postado em 09/08/2011 às 10h06

Comentários (4)

Conta a fábula que, na era glacial, muitos animais morriam de frio. Os porcos-espinhos resolveram, então, se juntar para se proteger. Mas seus próprios espinhos feriam uns aos outros. Acabaram se afastando, e vários morreram congelados.

Precisaram fazer uma escolha: todos morreriam ou aceitavam os espinhos dos companheiros. Sabiamente, decidiram voltar a ficar juntos e aprenderam a conviver com as pequenas feridas que uma relação pode causar. Perceberam que o importante é o “calor” do companheirismo, mesmo que, às vezes, a convivência possa nos machucar. E assim sobreviveram.

Moral da história: o melhor relacionamento não é aquele que une pessoas “perfeitas”, que pensam e agem de maneira igual, mas aquele em que cada um se dispõe a entender e a lidar com os defeitos do outro. E isso não vale somente para os relacionamentos amorosos. Todo e qualquer relacionamento deve ser paciente e compreensivo. Afinal, atitudes e opiniões contrárias às nossas estão presentes em tudo na vida. É sabendo respeitar as diferenças que convivemos em harmonia.

Boa semana e fique com Deus.

Karla Precioso

Karla Precioso é jornalista e amiga das leitoras de AnaMaria, com quem conversa todos os dias. Adora o contato com a natureza, onde geralmente se inspira para escrever mensagens em busca de uma vida mais feliz.

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com

Comentários (4) em "As diferenças nos ensinam"

  1. JOÃO PAULO SANTOS BATISTA disse:

    BONITA MENSAGEM, KARLINHA. OUÇO FALAR QUE O TEMA AS DIFERENÇAS NOS ENSINAM É MUITO BOM.

  2. Analice Chicrala disse:

    Adorei, é ótimo fazermos boas leituras.

  3. Cristina Lucena disse:

    Karla,essa msg é uma ótima reflexão para TODOS NÓS…afinal,a arte da convivência consiste em zelarmos pelo “calor” do companheirismo, mesmo que, às vezes, as rusgas possam nos machucar..Faz parte do nosso aprimoramento…”sofrermos” alguma “perdas”,alguns dissabores para sabermos valorizar nossos companheiros de jornada…Somos todos aprendizes, e a MÁXIMA é aceitarmos o outro como ele é!Trata-se de exercício diário…mas,o resultado é sempre favorável!

  4. Elizabeth disse:

    Adorei!!!!! Disse tudo, Karlinha! Bom dia!