13 jun

Dicas de viagem, Lugares Im-per-dí-veis

A cidade elegante com cheiro de chocolate: Bruxelas!

Por Naíma Saleh postado em 13/06/2012 às 17h00

Comentários (0)

Waffles, waffles, waffles... precisa dizer mais alguma coisa? (Foto: Acervo pessoal)

Waffles, waffles, waffles... precisa dizer mais alguma coisa? (Foto: Acervo pessoal)

O cheiro dos wafles saindo da forma – huuuum… ainda quentinhos! – misturado com o aroma inconfundível do chocolate percorre quase todas as ruas estreitas que desembocam na grande praça de Bruxelas, a Grande Place. E não é para menos, né? No país do chocolate e dos wafles, o que não falta na capital belga são lojinhas charmosas vendendo a combinação perfeita dos dois: a massa tenra por dentro e crocante por fora do waffle é coberta com a calda escura e doce, reluzente e suculenta do chocolate. Alguém resiste?
Como se essa parceria mortífera não bastasse para encher os olhos – e quase matar a gente de vontade! – Bruxelas abriga ainda muitas, mas MUITAS chocolatarias. Algumas tão chiques, que de fora parecem se tratar de joalherias… até que vc chega perto da vitrine e vê que não é um anel, mas um bombom que está dentro da caixinha.

Bruxelas inteira para mim tem esse ar elegante e sofisticado.

O coração da cidade é a Grande Place. Seus prédios estreitos e compridos, com telhados triangulares mais ou menos recortados, e alguns até cheios de detalhes dourados, constroem o caráter único de Bruxelas. Dentre as construções da praça, estão o museu que conta a história da cidade – o Museum of Brussels City – e o Town Hall. Além deles, muitos barzinhos e chocolatarias – como não podia faltar… – ocupam o térreo dos demais edifícios.

Mercado de flores na Grande Place com os charmosos prédios ao fundo (Foto: Acervo pessoal)

Mercado de flores na Grande Place com os charmosos prédios ao fundo (Foto: Acervo pessoal)

Um dos lindos edifícios da Grande Place (Foto: Acervo pessoal)

Um dos lindos edifícios da Grande Place (Foto: Acervo pessoal)

Saindo da Grande Place e seguindo pela ruazinha Colline Heuveu, está a Galeria Saint-Hubert. CHI-QUÉR-RI-MA. Mesmo que o glamour acompanhe os preços – e por isso não seja o meeeelhor lugar do mundo para fazer compras – vale conferir as lojas e os produtos incríveis que elas oferecem – bolsas, livros, joias, luvas… – além de admirar a arquitetura do próprio prédio.Ele tem duas seções dispostas contiguamente – cada uma com mais de 100m de comprimento! – e o teto em semi-círculo todo envidraçado . Lindo, lindo.

Galeria Saint-Hubert (Foto: Acervo pessoal)

Galeria Saint-Hubert (Foto: Acervo pessoal)

 

Loja de luvas na galeria: tão chique e tão divertida... (Foto: Acervo pessoal)

Loja de luvas na galeria: tão chique e tão divertida... (Foto: Acervo pessoal)

Mas se o seu negócio for mesmo encher o carrinho de compras, problema resolvido: vá até a Rue Neuve, a mais longa rua de comércio da Europa que promete oferecer preços bem razoáveis e milhares de opções!

Mas, voltando à Galeria Saint-Hubert, bem pertinho dela está Catedral de São Michel e a Santa Gugule. De estilo gótico, com uma fachada cheeeia de detalhes, ela foi reconstruída no século XII e as obras de restauração duraram… pasmem: 300 anos!

Fachada da Catedral de Bruxelas (Foto: Acervo pessoal)

Fachada da Catedral de Bruxelas (Foto: Acervo pessoal)

Os principais museus de Bruxelas – que não são poucos – estão concentrados no distrito de Kunstberg, também chamado de Monte das Artes. Isso, porque diante da Place de l’Albertine, que é coberta por um jardim enorme, eleva-se uma colina, onde estão o Museu de Belas Artes, o Museu de Instrumentos Musicais e o Museu Magritte – dedicado inteiramente ao grande pintor surrealista.
O toque de modernidade da capital belga fica por conta do Atomium, que hoje virou símbolo da cidade. Construído em 1958 para a Feira Mundial de Bruxelas, ele é feito de cristal e ferro e representa um átomo aumentado cerca de 200 bilhões de vezes! Hoje, ele abriga exposições permanentes e temporárias e serve como uma espécie de observatório da cidade. O único porém é que ele fica meio longe do centro…

Espero que vocês tenhma gostado do passeio, meninas!

Beijos e até a próxima!

Naíma Saleh

Virginiana, romântica assumida e meio controladora (mas só às vezes!). Ama ler, desenhar, falar sozinha e... viajar! Já morou na Espanha, nos Estados Unidos e agora está passando uma temporada na França. Mas não se engane: ela ainda tem mais uns 1000 planos de viagens guardados!

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com