15 jun

Zíbia e você

Quando filha e mãe não se entendem

Por Redação Viva!Mais postado em 15/06/2010 às 14h46

Comentários (10)

“Meu irmão tem duas filhas: Aline, 9 anos, e Amanda, 11. Ambas com gênio muito forte, sobretudo a caçula. Fico indignada pelo modo como ela trata a mãe quando não é feito o que ela quer. Diz barbaridades, como “eu te odeio”, “não queria ter nascido da sua barriga”, “não sou sua filha”. Parece que, quanto mais explicamos o quanto isso é ruim, mais ela faz! A ponto de acharmos que se trata de uma intervenção de espíritos. Pensamos em procurar um centro espírita, mas não conhecemos nenhum confiável. Gostaria de ajudar minha cunhada e meu irmão, mas não sei como!”

Fátima Gimenez, por carta

Ilusão acreditar que você pode mudar as pessoas… Elas só mudam quando querem. Por isso, o que pode fazer é mandar para Aline energias de luz e confiar que a sabedoria da vida tem meios para ensinar o que cada um precisa aprender. Não há como saber ao certo o que está atrás das atitudes da menina nem as variáveis que podem estar interferindo, provocando nela essas reações negativas.

Sim, elas são mesmo capazes de atrair a presença de espíritos perturbadores. Mas são as atitudes inadequadas da criança que permitem esse envolvimento. Em matéria de educação, cabe aos pais observar, desde cedo, os pontos fracos dos filhos e agir adequadamente para auxiliá-los a vencê-los. O sim e o não precisam ser utilizados com firmeza, sempre que necessário. Já muito novinhas as crianças têm facilidade de manipular os pais – mas atenção: quando eles deixam!

A superproteção corta a ousadia, leva ao comodismo, distorce a realidade, traz insegurança. No íntimo, o espírito da garota, que veio a mundo para progredir, sente raiva dos pais por eles não estarem fazendo o que deveriam. Só que não há consciência disso, é uma manifestação do inconsciente. Muito importante analisar bem esse lado, uma vez que ambas as irmãs agem do mesmo jeito.

As atitudes de Aline podem, ainda, vir de vidas passadas. Talvez ela tenha sido mimada, daí irritar-se quando não lhe fazem a vontade. Ou seja: se os pais a estão educando de maneira adequada, ela nasceu com eles para aprender a vencer essa dificuldade.

A raiva que nutre pela mãe talvez também esteja ligada a assuntos mal resolvidos de outra vida. Se foi isso o que aconteceu, deve ter havido, antes de a pequena nascer, uma preliminar de entendimento entre ela e a mãe.

No astral, é mais fácil enxergar como as coisas são e perdoar. Encarnado na Terra, o espírito esquece o passado e revela o que de fato vai no coração. É a hora da verdade! Nesse caso, os genitores precisam ter a humildade de deixar de lado o papel de pai e mãe, que os faz responder com agressividade. Devem não se importar com o que as filhas dizem; enfrentar a situação, olhando nos olhos delas, falando firme com voz baixa, sem perder a calma! Ao perceber que não estão conseguindo irritá-los, as filhas perderão o prazer de brigar. Sentirão que os pais são pessoas fortes e passarão a respeitá-los.

Paralelamente, vale externar as qualidades das meninas. Valorizá-las ajudará a estabelecer uma ligação de admiração e cumplicidade que, com o tempo, virará confiança e afeto. Pois são nossas atitudes que atraem os fatos em nossa vida. Somos responsáveis por tudo o que nos acontece.

Para ser respeitado, há que respeitar. Para ter paz, é necessário deixar a guerra. Para ser amado, é preciso amar sem apego e com inteligência. Em qualquer situação é preciso SER para TER.

Você também poderá gostar de:

Aline Barros

A pastora lançou 29 CDs, 6 DVDs e o livro Fé e Paixão (ed. Thomas Nelson Brasil).

Padre Juarez de Castro

Apresenta programas de TV e rádio, já lançou quatro discos e é autor do livro As Chaves da Perseverança (Ed. Lua de papel/Leya).

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com

Comentários (10) em "Quando filha e mãe não se entendem"

  1. Maria Bonsai disse:

    Zibia eu tenho uma filha que hoje tem seis anos e ela me surpreende muito com sua inteligência, quando ela era bebe não gostava do pai dela e até hoje ela se esforça pra gostar dele, um dia quando ela tinha tres anos me veio com uma idéia que queria voltar para espanha e só repetia muito que queria voltar coisa e tal, nessa época eu fui educando com carinho que nós somos a sua família, porque a sensação que a gente tinha éra de que a nossa filhinha tinha algum problema , mas ela sempre foi esperta e rápida para aprender as coisas.
    Com o tempo ela foi parando com isso porque uma médica me orientou a respeitar coisa e tal, esses dias ela e eu estavamos ouvindo rádio e ela me chamou anciosa e vibrante para ouvir o papai dela que estava falando na rádio (na opinião dela porque o pai dela é farmaceutico).É possivel que ela tenha tido uma ligação com o radialista numa vida passada?Minha filha se chama Regina

  2. Maria disse:

    BOA TARDE ZIBIA,GOSTARIA DE MANDAR UMA CARTA PARA VC PRECISO DE SUA AJUDA MANDE O ENDEREÇO PARA QUE POSSA ENVIAR.OBRIGADA

  3. Eugenia disse:

    olha eu tenho uma mae eu tenho 16 anos e esse ano faço 17 minha mae me prende dentro de casa nao me deixa sair com amigas nem msm com namorando quando estou namorando pq é raro eu namorar meu namoro nunca passa de 3 meses e eu so posso namorar com quem ela quer..tipo eu axo que eu nao sou mais um bebê eu sei o que eu quero pra mim minha mae me prende dentro de casa e me da de tudo..entende me da todo o luxo eu axo isso errado pq ela ve minha felicidade no luxo e nao me da carinho nem amor materno:’( sofro muito com isso

    • Jessica disse:

      Para sua mãe é mais fácil comprar do que criar ou fazer, se esquecendo que felicidade não se vende, se vive. Ela tem medo que qualquer coisa possa te fazer mal e tenta te manter numa bolhar e quando você tenta furar essa bolhar isso a deixa irritada certo? dica: tente fazer com que sua mãe se oculpe com outras coisas e esqueça um pouco de você, tente mostrar o quanto você é feliz quando tem liberdade e não seja bruta com ela pois, coitada, ela só quer o seu bem!

  4. silvia disse:

    oi zibia so queria que soubesse que sou sua fa´ numero 1 te adoro abç

  5. edna maria abreu santos disse:

    eu gostaria de saber ,porque minha filha me odeia tanto , se tudo que eu fiz na minha vida .foi para ver ela e os outros filhos felizes,minha filha tem 28anos não tem amigos não namora e me diz que me odéia será que tem alguma coisa a ver cm vidas passadas, ou ela tem algum problema que eu não saiba me responda ,antes que eu fico louca.

  6. lucinete disse:

    Zíbia, bom dia, são 10:14 e ja chorei muito hoje , ja cedo tive uma briga horrivel com minha filha de 17 anos.Ela sempre me tratou com grosserias, sempre falando que para o irmão de 13 anos eu faço tudo, isso não é verdade tento na medida do possivel tentar agradar os dois mas sempre sou atacada com grosserias e desrrespeito as vezes até pelos dois filhos meus,minha filha não faz nada em casa , até as roupasque ela deixa jogada no chão o quarto tudo eu arrumo diariamente, faço o prato de comida dou em suas mãos.Hoje cedo ela pediu a camiseta de serviço dela e eu tinha me esquecido de lavar….nossa falou um monte para mim e eu sempre sofrendo calada chorando pelos cantos “hoje tive um ataque de nervos…explodi quebrei o prato, copo td que achei pela frente ” perguntei para ela qual era seu ploblema? e ela me respondeu…meu ploblema é voce, disse que que não sou uma mãe que ela gostaria de ter que as mães das amigas dela é muito melhores e que ela conversa e se da muito bem com as outras mães e que eu não sei ser mãe.Bom Zibia… sei que sou cheias de defeitos e falhas mesmo, não tive amor na minha infancia,perdi minha mãe com 4 anos , meu pai era alcoolatra e as pessoas com quem morei me faziam de empregada, não tive amor, compreenção nada! eu ja aceitei que o ploblema sou eu mesma,a culpa é minha não sirvo pra nada, estou ocupando espaço nessa terra,tenho uma necessidade enorme de morrer, mas não tenho coragem de me matar, mas a única coisa que faço todos os dias é rezar e pedir a Deus que façam os meus filhos e meu esposo felizes, não peço nada pra mim além de me levar embora dessa vida pois sou uma pessoa que não serve para nada , nem meus filhos eu sei criar com amor sou mesmo uma pessima mãe.

    • Lucieni QBL disse:

      Não Lucinete,vc não éh uma péssima mãe,eles que são péssimos filhos……eles tem um coração podre,endurecido e não podemos nos culpar de algo que não fazemos……….Não se deixe enganar pelo inimigo de sua alma e por pensamentos de destruição………..quem tem que estar mal assim são aqueles que te desrespeitam,que te adeiam,que te acusam sem razão.Vc é preciosa aos olhos de Deus Pai e ninguém,absolutamente ninguém merece o que vc estah passando………..dê um salto e grite sua vitória;vc é maravilhosaaa…………Levante a cabeça e váh na contramão dos teus pensamentos…………se seus filhos não estão sabendo valorizar seu amor,vai dar isso pra outras pessoas……..ignore-os completamente…….quem perde,valoriza…………..dê essa chance pra vc.
      Eu estou passando por isso tb agorinhaaa……..mas só mudo a idade dos filhos…..uma de 14 e outro de 11.
      Vai ser feliz Mulher…..por vc mesma e por mais ninguém……………bjo

  7. Fabiane Liscano disse:

    Boa noite, estou a procura de um livro com esta titulo ” Quando filha e mãe não se entendem” quero dar de presente a uma amiga, mas vi uma vez na livraria saraiva e nunca mais encontrei, se for de sua autoria favor me informar onde eu passo encontrar, é muito importe encontrar este livro, acredito que será de grande ajuda a minha amiga. Obrigada, gosto muito dos seus livros já li vários mas oque mais gostei foi o O MATUTO.

  8. ney disse:

    acredito piamente na espiritualidade desde menino. Meses antes do meu casamento que ja dura mais de 40 anos obriguei uma namorada a praticar um aborto, e outra teve um filho que por orientação de um irmão ja falecido que era advogado nem fui ver, a mãe pessoa muito humilde voltou para sua terra natal, nunca me pediu nada. casei, nunca tive paz, tenho uma vida confortavel que nunca pude aproveitar, tivemos dois filhos, uma filha que me odeia apesar de trata-la com o maior carinho e amor, alem de presentes materiais, e um filho lindo, usou droga, ficou esquisofrenico, ja me pegou de porrada quase me matando varias veses, fasso tudo que posso, mas não adianta e o pior, agora o neto que adoro quer ver o cão menos a mim. se não fosse a filosofia de vida que tenho (causa e efeito) ja teria enloquecido ou me suicidado. NÃO DESEJO ESTA VIDA NEM PARA MEU PIOR INIMIGO.