16 out

cinema, famosos

Daniel Radcliffe sobre cenas de sexo gay: “É realmente doloroso”

Por Piera Colognori postado em 16/10/2013 às 10h55

Comentários (9)

Daniel Radcliffe fala sobre novo filme de sua carreira. Foto: Getty Images

Daniel Radcliffe, 24, conhecido mundialmente como Harry Potter, vem encarando projetos um tanto desafiadores. Depois de terminar a saga, o ator protagonizou um filme de muito suspense, A Mulher de Preto, e agora está no elenco de Kill Your Darlings.

No novo longa Daniel vive o poeta gay Allen Ginsberg e, em recente entrevista à revista Flaunt, falou sobre as cenas de sexo do filme. O ator revelou que foi muito bem orientado pelo diretor  John Krokidas. “Ele me disse como eu deveria me sentir em cada take. Basicamente, sexo gay, principalmente na primeira vez, é realmente doloroso. Ele falou que nunca viu uma cena que retratasse isto com precisão. Queria que parecesse uma autêntica perda de virgindade”, explicou.

Maduro, o ator opinou sobre a relação amorosa entre dois homens. “Não acho que haja qualquer diferença entre a forma como alguém se apaixona. Pessoas expressam o amor de diferentes maneiras, mas não é algo relacionado a sexo ou sexualidade”, lembrou.

Kill Your Darlings chega no Brasil no dia 14 de fevereiro de 2014. A história é sobre um assassinato que une três jovens poetas no ano de 1944.

Redação Contigo! Online

Fique por dentro das notícias mais quentinhas do mundo das celebridades sem perder tempo. A redação de Contigo! Online está de olho em tudo!

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.

Para ter seu próprio avatar no site é preciso se registrar no gravatar.com

Comentários (9) em "Daniel Radcliffe sobre cenas de sexo gay: “É realmente doloroso”"

  1. Dario Barbosa disse:

    Tá bem confusa a matéria, afinal, ele fez a cena? Ou seja, ele foi penetrado?

  2. L disse:

    Não, ele não transou de verdade. A pessoa fez uma péssima tradução do artigo original.

    O que o Daniel disse na entrevista à Flaunt Magazine foi:

    “I don’t think there’s any difference between how one falls in love. People express love differently, person to person, but it’s not gender or sexuality related. The only difference it made was obviously the actual sex scene, of course… I was talked through it by the director. He would be telling me what I would be feeling in each take. Basically, gay sex, especially for the first time, is really f**king painful. And [Krokidas] said that he had never seen that portrayed accurately on film before. He wanted it to look like an authentic loss of virginity.”

    “To look like an authentic loss of virginity” = “PARECER uma perda de virgindade autêntica”.
    E “the actual sex scene”, nesse contexto, é traduzido como “a cena de sexo em si”, não “a cena de sexo real”.
    Enfim, matéria muito mal feita a desse site.

    Fonte: http://www.huffingtonpost.com/2013/10/15/daniel-radcliffe-gay-sex_n_4100721.html?ir=Gay+Voices

  3. yASMIN disse:

    Ele não transou de verdade, ele apenas disse que o diretor do filme o orientou a o que sentir, que é para ser doloroso, não que ele fez, ele não é gay

  4. Diego disse:

    Adoro esse tipo de matéria, q não explica direito a notícia e deixa o texto a livre interpretação do leitor. Pra depois ter uns dementes falando que o “cara do Harry Potter deu o c** no filme…”, sendo que não foi nada disso que aconteceu.

  5. Gustavo disse:

    Esse é o trecho da entrevista original, em inglês… Faltou mesmo um bom trabalho de tradução mais fiel:

    “I don’t think there’s any difference between how one falls in love. People express love differently, person to person, but it’s not gender or sexuality related. The only difference it made was obviously the actual sex scene, of course… I was talked through it by the director. He would be telling me what I would be feeling in each take. Basically, gay sex, especially for the first time, is really f**king painful. And [Krokidas] said that he had never seen that portrayed accurately on film before. He wanted it to look like an authentic loss of virginity.”

  6. Graciliano Marques disse:

    A cena de sexo não foi real. Por favor, não usem Google Translator para produzir matéria e ainda escrever a informação errada. Você não se prestaram nem pra citar a fonte http://www.flaunt.com/people/daniel-radcliffe/

  7. Shirley disse:

    No link anterior estava bem claro: “Em entrevista recente a Revista Faunt, revelou que as cenas de sexo no filme foram reais: “É realmente doloroso””. O que aconteceu? Mentirinha básica? Que feio!

  8. Lígia disse:

    Das duas uma: Ou essa matéria foi maldosamente manipulada,ou foi escrita por alguém que não tem a mínima noção de língua inglesa e errou feio ao realizar a tradução de trechos do artigo original.
    Basicamente,ao comentar a cena,o ator relata que o diretor queria o máximo de veracidade e que ele,Daniel Radcliffe,se concentrou não só em interpretar o prazer mas também a dor que envolvia o ato INTEPRETADO.
    NÃO ACONTECEU UM ATO REAL como o artigo sugere!!!
    E por falar em sugestão,sugiro que retirem esse artigo do site.Além de conter informações erradas,o texto é péssimo e dá espaço para diversas interpretações.
    Vergonha alheia desse tipo de jornalismo

  9. Giovana disse:

    Nossa, que manchete mentirosa!!! Ou a pessoa que escreveu isso não sabe escrever (triste realidade nos meios de comunicação), ou é desonesta mesmo. Não sei o que é pior….