Acabe com pontas duplas e fios arrepiados

Saiba o que fazer para evitar e corrigir a aparência indesejada

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 25/10/2008 em

AnaMaria

um conteúdo de

Acabe com pontas duplas e fios arrepiados
Ana Maria

As pontas duplas aparecem porque os fios 
sofrem um desgaste natural, ou pela 
exposição ao sol, secador e química. 
Foto: Dreamstime

Pontas duplas

1. Por que isso acontece?
O cabelo é dividido em três partes: a medula, que fica no interior e distribui minerais e nutrientes; o córtex, no meio, responsável pela força e elasticidade; e a cutícula, a camada externa, composta de escamas que vão se sobrepondo. Os fios sofrem um desgaste natural, mas o quadro piora com sol, secador, química etc. Em fios saudáveis, as escamas da cutícula ficam "cimentadas" por dentro, com a proteína ceramida, e, por fora, com a gordura. Sem ela, as escamas se abrem, deixando a estrutura interna exposta e frágil. Os fios tornam-se sensíveis e podem se abrir no sentido do comprimento.

2. Como tratar
As estrelas são os condicionadores sem enxágüe (leave-in) e os reparadores de silicone. Ambos são recursos de emergência, que agem colando as pontas apenas até a próxima lavagem. Eles formam uma película que protege o fio contra as agressões externas e evita a perda de água, melhorando a hidratação. Mas esses aliados também têm outro papel. Enquanto o cabelo é protegido por fora, a estrutura interna ganha tempo para se fortalecer, sem precisar brigar com o meio externo. Se você tem muitas pontas partidas, a única solução é a tesoura.

3. Para evitar
Não use muito secador e chapinha. Jamais prenda-os molhados e saiba que elásticos e presilhas são grandes agressores. Não tente resolver o problema por conta própria, eliminando cada pontinha bifurcada com a tesoura de aparar unha. Depois, o cabeleireiro terá de cortar muito mais do que você queria. Se os seus fios são grossos, fuja dos cortes com navalha, que deixam a ponta mais larga do que o fio, com tendência a bifurcar com mais facilidade.

Fios arrepiados

1. Por que isso acontece e como tratar?
Fios arrepiados e elétricos são rebeldes e opacos. Em geral ficam assim quando expostos à umidade gerada pelo clima ou até pelo vapor do chuveiro. O vapor de água é absorvido pelo fio, que incha como uma esponja, tornando-se armado. Para evitar, o ideal é não lavar demais a cabeça. Procure também secar os fios com pouco vento e usar xampus específicos. Quando o cabelo estiver elétrico, procure usar pente de madeira e passe um pouco de fluido de silicone nos fios secos. Faça assim: espalhe uma pequena quantidade (o equivalente à metade da unha do dedinho) nas mãos, esfregue-as uma na outra e vá tocando suavemente a parte de cima do cabelo. Os produtos antifrizz são uma mão na roda. Eles condicionam e selam a cutícula (película externa) dos fios por várias horas.

2. Como evitar
Se os fios tendem a espetar, adote alguns hábitos: use touca de plástico quando tomar banho (a umidade arrepia); prefira pentes de madeira (eles são antiestáticos, isto é, impedem o acúmulo de eletricidade), para acalmar os fios. Cuidado com fronhas de tecidos sintéticos, que deixam o cabelo elétrico. Para assentar, aplique pomada na mão e passe nos fios.

3. Por que meus cachos ficam arrepiados quando chove?
No tempo úmido os cabelos ficam mesmo mais arrepiados, principalmente os cacheados. Normalmente o atrito entre os fios cria um campo eletromagnético que não deixa que os cabelos fiquem grudados uns aos outros. Em dias mais úmidos, o campo elétrico aumenta e os fios ficam mais arrepiados. O formato encaracolado faz com que tenham um contato maior, arrepiando-se ainda mais. Para evitar o problema, aplique nos cabelos molhados bastante produto à base de silicone. Espalhe o produto em todo o cabelo e depois aperte os fios com uma toalha, sem esfregar, para tirar o excesso de água. Se a chuva já fez o estrago, aplique um silicone em spray, que deixa o cabelo brilhante e abaixa os fios arrepiados.