Criança penteando o cabelo
Thinkstock/Getty Images

Existe idade certa para o primeiro corte? Com que frequência o cabelo do bebê deve ser lavado? As dúvidas de quem tem filhos pequenos não se resumem a fraldas, cólicas e papinhas. Quando o assunto são as madeixas de meninos e meninas, os pais também costumam ficar inseguros antes de apelar para qualquer tesourada.

Primeiro corte

Roberta Rossi, gerente do salão paulistano Glitz Mania, especializado no público infantil e adolescente, deu algumas dicas sobre como cuidar da cabeleira dos pequenos. A primeira orientação é categórica: não há uma fase ideal para a criança fazer sua estreia no cabeleireiro. O motivo é simples. Alguns bebês nascem tão cabeludos que, quando completam 1 mês, já estão precisando urgentemente aparar a juba. Outros, por sua vez, não cultivam mais que uma dúzia de fios tímidos no cocuruto.

"Nos primeiros meses, o bebê perde bastante cabelo. A queda diminui entre o 6º e o 8º mês. Cada caso é um caso, mas eu diria que esse é um bom período para cortar", sugere Roberta. Ela conta que os bem pequeninos não ligam de ir ao salão e nem se importam quando mexem na sua cabeça – até porque ainda não entendem muito bem o que está acontecendo.

Sem drama

A coisa começa a complicar quando eles estão mais crescidos. "Às vezes, a criança coloca o pé na porta do salão e já começa a chorar", relata. Por isso, é importante fazer da ida ao cabeleireiro um ritual divertido. "Temos, por exemplo, brinquedos e escorregador. Assim ela vai se acostumando com o ambiente antes de se sentar para cortar o cabelo", diz. O importante é não forçar a barra para que o pequeno não fique traumatizado.

Hora do banho

Sobre a frequência da lavagem – outra dúvida muito comum –, Roberta afirma que isso depende do tipo de cabelo. A estratégia deve ser semelhante à usada pelos adultos: se os fios são muito oleosos, terão de ser enxaguados diariamente. "Já os mais crespos podem ser lavados dia sim dia não, para não ficarem ressecados", orienta. O ideal é que a cabeleira seja aparada com intervalos de três meses. Assim, os fios ficam fortes e não quebram com facilidade.

Os meninos, especialmente os mais cabeludos, precisam cortar todo mês. "Vale lembrar que os produtos infantis podem ser usados até os 12 anos", diz a gerente do Glitz Mania. Depois disso, quando os hormônios entram em ebulição, a criançada começa a suar mais e precisa de produtos mais fortes. Para os bebês, claro, quanto mais suave o xampu, melhor.