10 alimentos amigos do cabelo

Já está mais do que provado que a alimentação interfere diretamente na beleza da pele. E com o cabelo a história não é diferente. Por isso, para que ele cresça forte, levantamos as fichas dos ingredientes que têm que fazer parte do seu prato.

Escrito por

Redação M de Mulher

Atualizado em 28/07/2014 em

Boa Forma

um conteúdo de

10 alimentos amigos do cabelo
Shâmia Salem - Edição: MdeMulher

Foto: Thinkstock

Bons cosméticos e aquele cabeleireiro descolado fazem milagre pelo seu visual. Mas de nada adianta ir ao melhor salão ou comprar os produtos mais high tech se você não cuidar da saúde do couro cabeludo nem fornecer os nutrientes que os fios precisam para crescer fortes e bonitos. "O baixo consumo de proteínas, vitaminas e minerais pode levar à perda do brilho, à quebra, queda e até interferir no crescimento do cabelo", avisa a nutricionista  funcional Cristina Martins, da clínica Sara Bragança, no Rio de Janeiro. 
 
Mais: segundo a nutricionista Elaine de  Pádua, do Rio de Janeiro, a ingestão de água também é fundamental para levar os nutrientes até o bulbo capilar. “Um estudo publicado na revista especializada Dermatology Clinic mostrou que o consumo diário de um filé de carne médio (120 g), que é fonte de proteína, com dois copos de água previne o ressecamento dos fios e a abertura das cutículas”, conta a especialista. Mas esse é só um aperitivo do que você pode fazer pelo seu cabelo a partir da alimentação. 
 

1. Cenoura

Ela oferece dois nutrientes: o betacaroteno e a vitamina A. O primeiro é um antioxidante que combate a ação dos radicais livres e, assim, evita a queda e a perda de pigmentos que deixariam o cabelo grisalho. Já a vitamina A atua na saúde das células do couro cabeludo, nutrindo-as, e interfere na produção da oleosidade natural do fio.
 
Quantidade ideal: 1 unidade média por dia.
 

2. Espinafre

Por conter ferro, mineral que participa na formação dos glóbulos vermelhos, nutre os folículos capilares. Daí a explicação para a carência da substância provocar a perda de brilho, ressecamento, fraqueza e até queda capilar. "O espinafre é rico em clorofila, que, juntamente com o ferro, ajuda a equilibrar a oleosidade do couro cabeludo, fortalecer a raiz e normalizar o ciclo de crescimento dos fios", completa Patrícia Davidson Haiat, nutricionista funcional, do Rio de Janeiro.
 
Quantidade ideal: 1 prato de sobremesa por dia.
 

3. Aveia

O grão contém silício, mineral capaz de estruturar a queratina, proteína que forma o cabelo. A aveia traz ainda vitaminas do complexo B e zinco. "Enquanto as primeiras otimizam a multiplicação das células do bulbo capilar, favorecendo o crescimento, o segundo ajuda no controle sobre as mudanças hormonais, que podem levar à queda e aos fios brancos antes do tempo", diz a nutricionista Patrícia.
 
Quantidade ideal: 1 colher de sopa
 

4. Salmão

Além da proteína de altíssima qualidade, consuma também devido a boa quantidade de ácido graxo ômega 3 e selênio. Juntos, eles combatem inflamações, protegem o couro cabeludo contra a radiação ultravioleta e melhoram a circulação e a chegada de nutrientes ao bulbo capilar. Carne vermelha e frango também são boas opções de proteína magra.
 
Quantidade ideal: 1 filé médio pelo menos três vezes por semana.
 

5. Soja

Também é uma ótima fonte de proteína, nutriente que compõe 97% do cabelo. Se não há quantidade suficiente de proteína, o organismo não consegue produzir novos fios para substituir aqueles que caíram. Há ainda uma alteração do pigmento e da textura das mechas, que perdem a intensidade da cor e ficam opacas, secas, finas e fracas. "Outra vantagem de consumir o grão é que ele oferece biotina, importante nutriente para o desenvolvimento do folículo piloso, o que, na prática, previne que o cabelo fique quebradiço", diz a nutricionista Elaine de Pádua.
 
Quantidade ideal: 3 colheres de sopa por dia.
 

6. Laranja

O benefício para o cabelo está na parte branca que envolve os gomos, a chamada pectina. Ali ficam as fibras que vão ajudar a varrer para fora do organismo as toxinas, que, em excesso, contribuem para o aumento da oleosidade e o aparecimento da caspa.
 
Quantidade ideal: 1 unidade por dia.
 

7. Morango

A fruta oferece flavonoides e vitamina C, substâncias que ativam  a microcirculação sanguínea no couro cabeludo. Resultado: os fios crescem mais rápido, resistentes e menos sujeitos à queda, quebra e ao ressecamento.
 
Quantidade ideal: 1 xícara de chá por dia.
 

8. Iogurte magro

Além de aminoácidos que fortalecem a fibra capilar, o iogurte traz vitaminas do complexo B. Elas favorecem o depósito de queratina no fio, deixando-o mais encorpado e resistente.
 
Quantidade ideal: 1 copo (200 ml) por dia.
 

9. Castanha-do-pará

A fruta oleaginosa merece espaço na sua dieta por oferecer zinco: a carência dele deixa o cabelo fino, quebradiço e sem brilho. "Ingerir a dose necessária do mineral proporciona melhor crescimento e desenvolvimento capilar, ajuda reduzir a oleosidade excessiva e previne a descamação no couro cabeludo", diz a nutricionista Fernanda Granja, de São Paulo.
 
Quantidade ideal: 2 unidades por dia.
 

10. Agrião

A hortaliça fornece MSM, que é a forma biodisponível do enxofre. “O mineral é necessário para a manutenção e a produção da queratina. Também possui ação anti-inflamatória, o que ajuda a evitar a caspa”, diz a nutricionista funcional Cristina Martins.
 
Quantidade ideal: 1 xícara de chá por dia.
 

Inimigos do cabelo

Segundo a nutricionista Gillian McKeith, autora do livro A Bíblia da Alimentação - Guia de A a Z para uma Vida Mais Saudável (Editora Alegro), entre os maiores vilões do cabelo bonito e saudável estão o açúcar, o carboidrato refinado (massa e pão branco) e o álcool. "Eles elevam os níveis de insulina no sangue, desequilibrando alguns hormônios, o que pode ter um efeito negativo sobre os folículos capilares", afirma. A autora sugere ainda reduzir o consumo de chá e de café, pois interferem na absorção de minerais, como o ferro, necessários para o crescimento do cabelo.

Mais