Conheça os tipos mais comuns de alongamento para cabelo

Quer ter cabelo comprido em poucas horas? Conheça os tipos mais comuns de alongamento e escolha o que mais combina com você

Atualizado em 16/02/2011

Helena Dias

Conteúdo SOU MAIS EU!

As famosas costumam investir sempre nos alongamentos para cabelo
Foto: Luciana Prezia / João Miguel Júnior / Divulgação Rede Globo / Getty Images

Agora que a moda dos cortes curtinhos já passou, alongar os cabelos é a febre dos salões de beleza. Existem vários métodos de alongamento.

O queridinho do momento é feito com cola de queratina e usado por muitas celebridades, como a atriz Deborah Secco. Além dele, há outras três técnicas muito procuradas: com linha ou nó italiano, interlace e microlink.

Cada procedimento tem vantagens e desvantagens e é indicado para um determinado tipo de cabelo. Veja a seguir as dicas da cabeleireira Amanda Faraco, do Rio de Janeiro:

1. O cabelo do alongamento não pode pesar mais do que a mecha natural em que ele está preso. Quanto mais pesado, mais o cabelo natural ficará danificado.

2. Os alongamentos precisam ser aplicados no salão e exigem um tempo de preparo.

3. Prefira mechas de cabelos humanos. Os artificiais não podem ser tingidos nem receber chapinha.

4. Todos os alongamentos precisam de manutenção. O tempo varia de acordo com o ritmo de crescimento de cada cabelo.

5. Como os alongamentos danificam os fios, é importante fazer hidratações semanais, mesmo que caseiras.

Alongamento com queratina

Deborah Secco prefere o alongamento com queratina, que não agride os fios
Foto: Bruno Di Maglio / Divulgação / João Miguel Júnior / Rede Globo

· Como é feito: São coladas mechas bem finas próximas da raiz. A cola usada contém queratina, um componente natural do cabelo. Por isso, o método não agride os fios. "Esse alongamento permite fazer mechas bem pequenas. Isso deixa o local da emenda discreto", ensina o hair stylist Bruno Di Maglio. Antes da aplicação, as mechas devem ser preparadas com a cola. Esse é o único procedimento que só pode ser feito com cabelos humanos.

· Tempo de aplicação: De duas a seis horas, dependendo da quantidade de cabelo.

· Manutenção: Após três meses, o alongamento deve ser retirado e recolocado para cima, compensando o crescimento. O preço costuma ser o mesmo da aplicação, sem o custo do cabelo.

· Indicação: Cabelos lisos e ondulados.

· Pontos negativos: O processo de retirada pode danificar os cabelos e a queratina derrete com o calor. Por isso, não se pode fazer chapinha ou escova na região da emenda.

· Retirada: É feita com um solvente. O processo é agressivo e pode danificar os fios.

· Preço: A partir de R$ 420*, com o cabelo incluído.

· Dica: A famosa técnica Great Lenghts, usada por muitas celebridades, é exclusiva da marca de mesmo nome. Ela combina um método próprio com a técnica da queratina para fixar as mechas.

Com linha ou nó italiano

As mechas com linha ou nó italiano são amarradas na raiz
Foto: Val Alongamento / Divulgação / Getty Images

· Como é feito: As mechas postiças são amarradas com lastex nas mechas originais, próximo da raiz. A técnica dá mais volume na região em que as mechas foram amarradas.

· Tempo de aplicação: Cinco horas, em média.

· Manutenção: Após três meses, deve ser retirado e reposicionado. O valor é o mesmo da aplicação, sem o custo do cabelo.

· Indicação: Cabelos afro, pois pode receber chapinha.

· Pontos negativos: Pode "mastigar" cabelos lisos, deixando-os frisados, e mofar o cabelo sob a linha.

· Retirada: Corta-se a linha de lastex.

· Preço: A partir de R$ 320*, com os cabelos incluídos.

Interlace (tela fixa ou entrelaçamento)

· Como é feito: São feitas tranças de raiz, nas quais se costuram telas com mechas de cabelo postiço. A vantagem desse método é que o alongamento fica imperceptível e pode ser feito em cabelos curtos. Além disso, dá para fazer chapinha e escova sem problemas.

· Tempo de aplicação: Uma hora e meia.

· Manutenção: Deve ser retirado a cada 15 dias, para hidratar o cabelo e refazer o processo. O preço é o mesmo da aplicação, sem as telas.

· Indicação: Mulheres com cabelo muito curto ou que desejam fazer alongamento na franja.

· Pontos negativos: É preciso fazer manutenção frequente, pois as tranças ficam úmidas e o cabelo pode apodrecer.

· Retirada: As costuras são cortadas e as tranças desfeitas.

· Preço: A partir de R$ 200*, com o cabelo incluído.

Microlink

Paris Hilton usa o tipo microlink, que é preso com tiras de alumínio
Foto: amanda Faraco / Luciana Prezia / Divulgação

· Como é feito: O cabelo postiço é preso ao natural com tiras de alumínio que são enroladas ao redor das duas mechas, formando um anel. Agride pouco o cabelo, pois nenhum produto é aplicado diretamente nos fios.

· Tempo de aplicação: A partir de duas horas.

· Manutenção: Após três meses, deve ser retirado e recolocado.

· Indicação: Qualquer tipo de cabelo.

· Retirada: Os anéis são abertos com alicate.

· Pontos negativos: É o alongamento em que as mechas caem mais facilmente, mesmo antes do período de três meses de manutenção. Debaixo dos anéis, o cabelo tende a embolorar ou mofar se for submetido à umidade ou acumular produtos químicos.

· Preço: A partir de R$ 490*, com o cabelo incluído.

Alongue em casa com mechas em presilhas

Mirella Santos prefere o aplique para alongar as madeixas
Foto: Bruno Di Maglio / Di Milesi / Divulgação

Para quem não quer algo permanente, existe um método mais prático: os apliques com telas de cabelo com presilhas tique-taque. A aplicação é feita em casa. Basta separar o cabelo em linhas horizontais e encaixar a tela. Se for feito com cabelo humano, o aplique fica bem natural e pode até ser tingido, para ficar com um tom próximo do original. Uma das vantagens do método é que ele não exige manutenção. Para tirar, basta soltar as presilhas.

Mas claro que há desvantagens: é preciso treinar para colocar o aplique corretamente e as presilhas podem se soltar com facilidade. Ele é vendido em kits com três ou mais telas, para as diferentes alturas da cabeça. Um kit com três telas custa a partir de R$ 300*.

Os cuidados para todos os métodos

· Na hora de lavar o cabelo, cuidado para não dar nós.

· Não passe a chapinha ou direcione o secador sobre as emendas do alongamento.

· Penteie os fios com cuidado para não arrancar as mechas.

· Faça hidratações semanais.

· O cabelo pode ser pintado.

· Não há problema em fazer progressiva depois da emenda.

*preços sugeridos em fevereiro/2011

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

<b>Abilene Macedo</b> - Olá! Gostaria de saber quais os tipos de cabelos que pode se fazer alongamentos! Obrigada! - 03/03/2014 00:36:44

<b>amanda faraco </b> - www.amandafaraco.com.br - 26/01/2014 14:29:39

<b>Talita</b> - Passei tioglicolato ontem e tive que cortar o cabelo muito curto porque não foi compatível com a progressiva que já estava no fio. Começou a cair todo. Tenho como colocar o método de colagem de alongamento na cabeça inteira agora mesmo ou tenho que esperar crescer um pouco? - 18/01/2014 08:26:24

<b>elainy</b> - ola! quero colocar aplique em meus cabelos por que e pouco e crese devaga, com isso ficaria com peso e bem mas volumoso.Gosto de cabelos longo e meu namorado tambem gosta.Meu cabelos sao enrrolados e da cor louro cinza o eu faço.um grande abraço... - 17/12/2013 14:08:46

<b>Raissa</b> - Meu cabelo era cacheado mas fui em um cabeleleiro e ele passou um relaxamento depois de mais ou menos um mes e meio meu cabelo começou a cair e esta super curto eu nao sei oque eu faço mais tava pensando em colocar o alongamento so que ele esta caindo e estou com medo de danificar mais meu cabelo oque eu faço ?? - 02/12/2013 02:00:36

<b>pamela kanuta</b> - quero colocar aplique em meu cabelo mas nao achei o tipo nem a cor que combina comigo ainda - 29/08/2013 15:42:52

Veja todos os comentários

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.