nao

Como cortar os gastos desnecessários ao sair de casa

Você está gastando além do necessário nos fins de semana? Veja o que fazer para cortar os pequenos gastos

Publicado em 02/12/2011

Reportagem: Bárbara dos Anjos Lima - Edição: MdeMulher

Jantar entre amigas

Seja criativa e convide as amigas para conhecer lugares mais baratos
Foto: Getty Images

Sua carteira ficou fechada de segunda a sexta. Mas passa o fim de semana - e dois drinques, um jantar francês e aquele almoço demorado de domingo - e sua conta está pedindo socorro. Antes de sair de casa, confira por onde, provavelmente, seu dinheiro está se esvaindo.

1. O perigo do caixa 24h

A armadilha: você só lembra que precisa de dinheiro para o táxi e a entrada da balada tarde da noite. Por isso, tem que sacar o dinheiro no 24 horas e pagar uma taxa.

A solução: ataxa nem é alta - cerca de 2,50 reais. Mas é um gasto desnecessário. Que tal colocar um lembrete no seu celular? Quando o alarme tocar, você saberá que está na hora de abastecer a carteira. "E prefira usar o cartão de débito a recorrer ao caixa 24 horas", aconselha o especialista financeiro Kisty Lamont. Hoje você encontra até táxis que aceitam essa forma de pagamento. Outra dica é ter sempre uma quantia de reserva em casa para emergências.

2. Turma classe A

A armadilha: suas amigas ganham mais e marcam jantares e baladas em lugares bem caros. Para não ficar de fora, você vai junto.

A solução: "Tudo bem se dar o luxo de vez em quando. Mas não deixe seus amigos acharem que seu padrão é mais alto do que o real", aconselha Mara Luquet, especialista em finanças pessoais e autora do livro O Assunto É Dinheiro. Abra o jogo. Se elas realmente forem suas amigas, vão entender e topar. "Seja criativa e proponha outros lugares mais baratos", sugere Mara. Que tal procurar promoções em sites de compras coletivas? Muitas vezes você consegue descontos de até 75%!

3. Mensagem para você

A armadilha: você deu seu telefone a um carinha lindo na balada e passou o domingo trocando SMS com ele. E com suas amigas, claro. Afinal, precisa pedir conselhos para as respostas, certo?

A solução: conta de celular alta é um grande vilão no orçamento. "Você pode economizar adaptando seu plano às suas necessidades, com um número de SMS ilimitado, por exemplo", aconselha Samy Dana, professor de finanças. Além disso, já existem aplicativos que enviam mensagem de texto de graça, como o Ping e o WhatsApp, que estão disponíveis para a maioria dos smartphones.

4. Amar não tem preço

A armadilha: o novo gato é lindo, carinhoso e sempre a leva aos melhores restaurantes. Mas na hora de pagar a conta ela não cabe no seu orçamento.

A solução: é normal querer impressionar, mas tome cuidado. "Um fica querendo manter os gastos do outro e coloca o namoro em um padrão financeiro insustentável", analisa Mara. Que tal impressionar o moço cozinhando aquele prato especial em casa? Você gasta 30% do valor de um restaurante e os dois podem beber uma taça a mais de vinho sem se preocupar em dirigir depois.

5. No escuro do cinema

A armadilha: uma inocente ida ao cinema sai uma fortuna quando você soma o ingresso, a pipoca, a água, aquela balinha e o estacionamento do shopping.

A solução: comece escolhendo o melhor dia e local. Sessões costumam ser mais baratas nos primeiros horários da tarde. Também é legal checar se seu banco não oferece desconto em algumas salas - essas parcerias são cada vez mais comuns. Evite as lanchonetes do cinema, sempre mais caras. Compre suas bebidas e comidinhas antes, no mercado. E, já que pipoca combina com filme, invista nos combos, que já vêm com desconto.

6. Cartão viador

A armadilha: você usa o cartão de crédito - vivam as milhas! - para pagar a balada, o estacionamento, o cinema... Mas, quando chega a fatura, leva um susto.

A solução: redobre sua atenção. Como não vê o dinheiro saindo da sua conta na hora, pode esquecer que "só mais uma blusinha" vai fazer sua conta entrar no negativo. Por isso, consulte a fatura regularmente pela internet e tenha em mente que, no dia do vencimento, um grande valor vai ser simplesmente abduzido da sua conta. Se não faz o tipo organizada, melhor nem cogitar essa prática.

7. Divisão desigual

A armadilha: você divide a conta mesmo quando come e bebe menos do que a galera porque acha que pega mal fazer o cálculo separadamente.

A solução: esse tipo de programa vai lhe render mais dor de cabeça do que diversão. "Pequenos gastos são perigosos quando recorrentes", lembra Mara. Se já sabe que vai comer ou beber pouco, avise o pessoal no começo da noite. Depois, anote o que consumir e puxe o celular para calcular sua parte quando chegar a conta. É chato, mas a economia vai fazer o esforço valer a pena. Outra opção é apostar em bares de comanda individual.

Comentários

[an error occurred while processing this directive]

Comente

[an error occurred while processing this directive]