Por que vivemos no vermelho?
Reportagem: Karina Hollo - Edição: MdeMulher

Pequenos gastos diários podem fazer com que você se endivide
Foto: Getty Images

Pensamos que mais é mais: "A mulher lota o cotidiano de pequenos gastos - com acessórios e cosméticos, por exemplo", diz o expert em riqueza Gustavo Cerbasi. "Acontece que é de grão em grão que uma dívida cresce", completa ele.

Dois antídotos: reservar uma parcela fixa do salário para essas despesas e listar os débitos no fim do dia para eliminar os excessos no seguinte". Se matemática nunca foi seu forte, você não é a única. "Caso abomine planilhas, já ajuda anotar os gastos maiores na agenda uma vez por mês", sugere Cerbasi.

Para sair do vermelho de vez, o especialista dá uma fórmula: "Cortar tudo o que puder nas despesas por três meses. E não só o cinema ou o cafezinho". E quando bater a vontade de adquirir mais uma sandália... Pense no apartamento que quer comprar e poupe. "Nossos gastos são escolhas pessoais — enriquecer também".