Câncer em animais: prevenção e tratamento

Existem diversos tipos de câncer que podem ser diagnosticados em cães e gatos. Conheça os mais comuns e veja como prevenir e tratar

Publicado em 29/03/2010

Mariana Viktor

Conteúdo ANAMARIA
Destaque da Matéria

Eles também estão sujeitos a tumores
Foto: Getty Images

Assim como a gente, nossos animais de estimação também correm risco de desenvolver câncer. Essa palavra te causa arrepios? Não precisa entrar em pânico.

"Nem sempre o câncer é fatal, principalmente quando é tratado no início. Além disso, alguns tipos podem ser evitados", explica o médico veterinário Heidge Fukumasu, professor da Universidade de São Paulo (USP). Ele ensina como detectar tumores logo cedo, tratá-los e, principalmente, de que maneira você pode contribuir para deixar essa doença longe do seu bicho.

Tumores que podem ser prevenidos

Câncer de mama
- Sinais: apatia, inchaço e feridas na região das tetinhas.
- Diagnóstico: avaliação clínica, raio X e biópsia, seguida de exame histopatológico.
- Causas: alimentação gordurosa e desbalanceada, obesidade e uso de remédios para evitar a gravidez.
- Vítimas: gatas e cadelas.
- Idade de risco: a partir dos 9 anos.
- Para evitar: castre antes do primeiro cio, dê ração de qualidade e não deixe sua fêmea ficar gorduchinha.
- Tratamento: conforme o caso, é preciso fazer cirurgia e, depois, sessões de quimioterapia ou radioterapia. O médico veterinário é quem irá definir o melhor para seu bicho. O tratamento também pode acontecer sem a necessidade de operar. Nesse caso, o bicho passa por sessões de eletroterapia e eletroquimioterapia.

Linfoma (câncer nos gânglios)
- Sinais: gânglios inchados no pescoço. Em gatos, massa abdominal (na barriga).
- Diagnóstico: biópsia, raio X e exames histopatológico e imunoistoquímico.
- Causas: em cachorros, pode ser a exposição a ondas de rádio, raios X ou micro-ondas, ou intoxicação por veneno para ervas daninhas (ácido diclorofenoxiacético). Nos gatos, leucemia e imunodeficiência felinas facilitam o quadro.
- Vítimas: totós de ambos os sexos e felinos machos que vão para a rua.
- Idade de risco: em geral, entre 5 e 12 anos. Nos gatos, pode aparecer antes dos 2 anos.
- Para evitar: vacine seu bichano todo ano com a quíntupla felina, que protege da leucemia (não há vacina contra imunodeficiência). Impeça o animal de sair de casa. Se você tem cachorro, não use no jardim o herbicida 2,4 D, e evite fazer raio X sem necessidade.
- Tratamento: quimioterapia.

Hiperplasia prostática
- Boa notícia: parece câncer, mas não é! Câncer de próstata é raro em animais.
- Sinais: aumento da próstata e dificuldade de urinar ou defecar.
- Diagnóstico: análise clínica, biópsia e exame histopatológico.
- Causas: hormonais.
- Vítimas: machos em geral.
- Idade de risco: aos 6 anos.
- Tratamento: castração.

Tumores sem prevenção

Fique sempre atenta às reações incomuns
Foto: Dreamstime

 

Mastocitoma (tumor de pele)
- Sinais: formação de um ou mais pelotinhos, que podem virar feridas e variam de cor e tamanho. Em quadros avançados, o bicho apresenta desânimo e cansaço.
- Diagnóstico: análise clínica, raio X, biópsia e exame histopatológico.
- Causas: ainda são desconhecidas.
- Vítimas: ele atinge tanto os cachorros quanto os gatinhos.
- Idade de risco: entre 9 e 13 anos nos cães e a partir dos 4 anos em gatos.
- Tratamento: há duas opções. A primeira é fazer eletroterapia e eletroquimioterapia. A outra envolve cirurgia, seguida de sessões de quimioterapia ou radioterapia.

Melanoma (tumor de pele)
- Sinais: manchinhas de borda irregular e cores variadas. Aparecem em várias partes do corpo do animal, como a boca, os lábios, as costas, a cabeça e o pescoço.
- Diagnóstico: análise clínica, raio X, biópsia e exames histopatológico e imunoistoquímico.
- Causas: desconhecidas.
- Vítimas: cachorros.
- Idade de risco: entre 9 e 13 anos.
- Tratamento: cirurgia em alguns casos, de acordo com a avaliação do médico veterinário. Em geral, tem tratamento difícil.

Quimioterapia: sim ou não?

Nos animais, a quimioterapia pode provocar mais efeitos negativos do que benéficos. "Em alguns casos terminais, o veterinário desaconselha o procedimento, tratando apenas os efeitos secundários, para dar conforto ao animal", esclarece o médico veterinário Heidge Fukumasu, da Univerisdade de São Paulo. Pense nisso ao tomar sua decisão junto com o profissional.

O que fazer depois da notícia

Destaque da Matéria

Carinho ameniza o sofrimento do bicho
Foto: Dreamstime

- Consulte uma segunda ou terceira opinião.

- Ofereça uma comidinha mais gostosa caso ele perca o apetite.

- Dê amor, proteção e conforto - sempre!

- Se o veterinário disser que o problema não tem cura e que não tem mais jeito, faça mesmo assim os tratamentos que diminuem sintomas como dor e desconforto.

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Obama is concerned? He is not concerned about the 1.5 million Armenias massacred by Turkes, why should he be concerned about one more person. Oh let me think, it¿s election time! air max france http://www.jeuxdebagarre.fr/ - 17/05/2014 23:52:24

<b>nilsa</b> - apareceu nodulos no rabo do meu maltes é cancer? estou preocupada, o que devo fazer? obrigada - 24/01/2014 14:07:32

<b>Gustavo Rocha</b> - Muito boa matéria, bem completa, minha cadelinha uma lhasa apso está com essas "Sinais: formação de um ou mais pelotinhos, que podem virar feridas e variam de cor e tamanho. Em quadros avançados, o bicho apresenta desânimo e cansaço." a um tempo era apenas um próximo ao rabo agora estão aparecendo outras ela tem 13 anos, está muito desanimada também não quer saber mais de brincar nem nada, só dormir, achei que fosse por causa da idade mas com essas informações vi que pode ser isso!!! - 05/06/2013 21:31:27

<b>Ana Gama</b> - Gente, quem tem pouquinho dinheiro pode fazer o tratamento no Instituto Jorge V..., desculpem não sei como se escreve, mas é na Visconde de Niterói na Mangueira, o oncologista veterinário de lá é muito bom e é barato em relação as clínicas veterinárias aqui fora. O Instituto é da prefeitura e eles cobram bem menos. - 05/06/2013 18:37:05

<b>Concei¿¿o Aparecida da Silva</b> - Existe tratamento gratuito p cancer de animais, pois n¿o posso pagar, Obrigada. - 22/04/2013 21:58:54

<b>ROZIMEIRE GON¿ALVES</b> - Bom acabei de perder minha maior e fiel amiga BIANCA , minha cadela ela faleceu no dia 08 de abril de 2013, em virtude de tumores pelo corpo todo, encheu de bolas por toda parte, ela tinha feito 10 anos passei a virada do ano em casa na companhia dos meus animais s¿o 09 gatos de rua e 02 cachorros, como sempre ela aparentemente parecia sa¿davel deperente sai umas bolas pelo corpo ai levei ao veterinario ele retirou uma bola para exame citopatologico e encaminhou para BELO HORIZONTE MG para analise porque Goiania uma bela fazenda asfaltada n¿o possui laboratorio para esse tipo de exame, como era de costume chegar as 18 horas ela mim esperou para deitar a cabe¿inha em minha m¿o para morrer. descansar em paz mam¿e fica com os outros, pode ir vai descan¿ar vai ai assim ela deitou na minha m¿o e morreu. - 15/04/2013 20:48:24

Veja todos os comentários

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.