nao

Cão perdido: ache seu amigo pela internet

Saiba como aproveitar bem o potencial da internet (principalmente das redes sociais), para encontrar o bicho que não vive sem você

Atualizado em 08/11/2012

Edição: MdeMulher

Conteúdo ANAMARIA

Com cadastro gratuito, você encontra seu cãozinho perdido em sites especializados
Foto: Getty Images

Maya passeava com sua dona pelo Campo Belo, bairro de São Paulo, quando escapou da coleira e saiu em disparada. Desesperada, Sylvia Angélico correu, mas não conseguiu alcançá-la. Ela e o marido andaram durante uma hora pelo bairro, em vão. Decidiram, então, fazer panfletos com a foto da cachorra e, por desencargo de consciência, divulgaram o sumiço dela no Twitter. Os amigos foram replicando o tweet até Luciene Meiga, que mora em Sorocaba, no interior paulista, reconhecer Maya porque uma boa alma havia resgatado a cachorra no Brooklin, bairro de São Paulo, e publicado fotos dela no Facebook, post que também fora compartilhado pelo pessoal. Nenhuma dessas mulheres se conhecia, muito menos morava perto. Se não existisse a internet, Maya não voltaria para casa. Saiba como aumentar a chance de recuperar seu amigo.

Onde divulgar?

Redes sociais

Facebook

Criado por Mark Zuckerberg, o Facebook tem mais de 900 milhões de usuários e é o segundo site mais acessado no Brasil, perdendo apenas para o buscador Google. Com essa vitrine privilegiada, você alcança muito mais gente do que batendo de porta em porta. Vale publicar um post com a foto do animal perdido no seu perfil e até criar uma fan page.

Twitter

Com textos de 140 caracteres, o Twitter é a rede de informações em tempo real queridinha de quem tem celular com acesso à internet. A cada cinco dias, seus 100 milhões de usuários publicam cerca de 1 bilhão de tweets. Se você ainda não criou uma conta, preencha o cadastro-relâmpago, siga os amigos que gostam de bichos e peça para eles ajudarem na busca do seu animal.

Sites especializados

Anjo da Guarda

Iniciativa da Bayer Pet, o Anjo da Guarda envia e-mails para a vizinhança com informações sobre o animal perdido, põe a foto dele no site da empresa e disponibiliza o 0800-7015546 para receber sinal de fumaça de quem encontrá-lo. Para cadastrar o bichinho, porém, é preciso comprar um kit, que custa R$ 13.

 

Cachorro Perdido

Um site sem fins lucrativos, o Cachorro Perdido oferece a possibilidade de registrar animais encontrados e desaparecidos no link http://abr.io/2FYV. Não deixe de consultar se alguém resgatou seu amigo no link http://abr.io/2FYZ


 

Classificado Animal

Com cadastro gratuito também, esta página na internet tem uma seção de Achados e Perdidos e permite publicar até cinco fotos por bicho. A busca dos animais funciona por espécie, raça, estado ou palavra-chave

Olhar Animal

Criado em 2009, o site tem o objetivo de estimular a adoção de cães e gatos resgatados e cuidados por protetores independentes, organizações não governamentais e Centros Municipais de Controle de Zoonoses (CCZs). Para enviar aos ativistas da região informações sobre bichos que tomaram chá de sumiço, basta preencher o formulário

 

Procura-se Cachorro

Foto: Reprodução

O portal Procura-se Cachorro também auxilia na busca de cãozinhos perdidos em todo país. A ferramenta, construída a partir do sistema de mapas e localização da tecnologia Google, cadastra os animais perdidos e encontrados, cruza informações e envia alertas que possam ajudar os usuários. Além disto, o site disponibiliza um cartaz automático para ajudar ainda mais na procura do seu bichinho. Basta imprimir o modelo – criado a partir dos dados informados – e espalhar pela cidade. Saiba mais aqui!

Comentários

Os comentários são pessoais e não refletem a opinião do MdeMulher.

Vanessa - Tamb¿m ¿ muito importante microchipar o seu c¿ozinho, assim fica bem mais f¿cil de encontra-lo. Basta fazer um cadastro em um site universal. Fiquei sabendo disso ao contratar um plano de sa¿de para o meu cachorro que faz essa microchipagem gratuitamente. Eu recomendo a Petplan. - 13/09/2012 18:46:33

Comente

Li e concordo com os termos de uso do site.